Matérias | Esporte


Itajaí

Skatista carioca tá dando um giro pela América do Sul em cima de seis rodas

Marcelo Pedal Verde tá na estrada desde janeiro quando saiu do Amapá

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Não existe tempo ruim pra Marcelo Gervásio Silva, mais conhecido como Marcelo Pedal Verde. O carioca de 49 anos não vê problema em dormir no chão, em posto de gasolina ou em qualquer outro lugar com pouco conforto. Aventureiro, como se define, Marcelo chegou à city peixeira durante a aventura de fazer o trajeto entre Amapá e o Chile de skate. Sem contato com ninguém da city, Marcelo sipreparava pra dormir em plena BR quando, dando uma rolê, seus equipamentos chamaram a atenção. “Um cara que trabalha aqui, engenheiro ambiental, me viu, começamos a conversar e ele me chamou pra ficar na casa dele. O espaço era pequeno, mas dava pra ficar. Aí o marido [Alex Rocha] da Lu [Lucimara Pimentel Guzatti], que é diretor do Itajaí Mais Verde, me convidou pra ficar aqui”.


A primeira prancha de skate ele ganhou do irmão quando tinha só três anos. “Fui andar, caí no corredor, mas naquele dia adorei andar de skate”, relembra com um carioquíssimo sotaque. Filho do cineasta ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A primeira prancha de skate ele ganhou do irmão quando tinha só três anos. “Fui andar, caí no corredor, mas naquele dia adorei andar de skate”, relembra com um carioquíssimo sotaque. Filho do cineasta Hélio Silva, Marcelo aproveitou a boa vida da família pra estudar e acumular histórias no esporte. “Andei de skate, fui jogar bola, saltei de paraquedas, fui triatleta, alpinista, maratonista, surfista”.

Sua primeira grande aventura rolou na década de 1990, quando ele passou seis anos viajando de ziquinha pelo mundo, entre 1990 e 1996. “Saí de casa meio do nada, passei oito meses fora, minha mãe achou que eu tinha morrido,” lembra.

Apesar da experiência nas rodinhas, sua primeira grande aventura de skate rolou só em 2009: uma viagem de 2327 km entre Goiás e a Cidade Maravilhosa. “Não sabia o que esperar, me surpreendi. Lembro de cada segundo dessa viagem”, garante, e pra provar cita o nome de cada cidade que ele passou no trajeto, quase 80. Além do tamanho do skate, Marcelo chama a atenção pela bagagem (alimentação, medicamentos, equipamentos eletrônicos e artigos de camping), tudo levado na prancha. Pra completar, ainda tem um capacete com uma filmadora acoplada. O aventureiro leva uma câmera fotográfica no braço, usada pra fotografar cada placa de distância que ele cruza nas estradas.

Sua viagem atual começou no dia 7 de janeiro no Amapá, na fronteira com a Guiana Francesa, e de lá veio descendo pelo mapa até pintar na city peixeira na sexta-feira passada. Desde então tá abrigado no Viveiro Fazenda Nativa. Mas nem sempre consegue abrigo. “Na serra entre São Paulo e Paraná parei num posto, que tava fechado, e montei minha barraca ali no chão. Pouco depois passou um bandido que tinha roubado um caminhão, bem perto de mim. Aí pensei em sair dali, fui pra laje que tinha em cima do banheiro feminino e montei a barraca lá”, conta.

Pra fazer a viagem, o aventureiro já gastou 63 mil reales do próprio bolso. Seu companheiro é um skate de viagem com seis rodas, que foram feitas pela turma da universidade paulista PUC. “Tenho roda pra cada tipo de terreno, como asfalto, terra e gelo”. Apesar de encarar as estradas sozinho, Marcelo lembra da ajuda que recebe nas paradas e de quem dá uma força na aventura. “Sou apoiado pelo Ruy Jardim, da Interaction, pelo projeto Itajaí Mais Verde e Bianca Firmo”.

Continua depois da publicidade



Da city peixeira, Marcelo vai pra Urubici pra tentar quebrar o recorde de subida de montanha. Ele ainda passa por Lauro Muller até chegar em Tubarão. “O prefeito lá destruiu a pista de skate pra construir estacionamento. Vou comprar essa briga”, garante. Onde ele passa se reúne com skatistas e ajuda as federações de skate locais a integrar as cidades. Após deixar a Santa & Bela, ele vai passar pelo Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina, antes de chegar ao Chile onde para e pega um avião pra Brasília. “Vou fazer um protesto mostrando o estado das nossas estradas e também pela integração do skate nacional”. Depois ele vai dar um tempo pra pensar qual será a próxima aventura.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.235.24.113

Últimas notícias

Navegantes 

Procon fiscaliza ferry boat, mas não exige pagamento em cartão

Série D

Marcílio Dias visita o Caxias em busca da terceira vitória seguida

BR 101 

Acidente no viaduto da Transbeto gera fila de 11 km na 101

Liga da Justiça

Balneário Shopping inaugura atração com super-heróis

Novo amigo

Itajaí terá feira de adoção de animais neste sábado; saiba como participar

Esporte

Equipe de handebol de BC busca vaga em torneio nacional

Na frente do condomínio

Vídeo: Assaltante arranca celular da mão de mulher no centro de  Itajaí

Gigante

Nadador de Itajaí ganha duas medalhas em mundial escolar na França

Meio ambiente

Itajaí vai mapear ocupações em áreas de risco e de preservação

TIJUCAS

Motorista morre carbonizado após acertar poste



Colunistas

Na Rede

Confira os destaques das redes sociais do DIARINHO nesta semana

JotaCê

Mal educados

Espaço InovAmfri

Olhar adiante

Coluna Esplanada

Missões oficiais 

Canal 1

Participação de Jade Picon em novela virou um drama

Gente & Notícia

Homenagem

Coluna do Janio

Superação e bom desempenho

Coluna Exitus na Política

Coice e passo adiante

Via Streaming

“12 Anos de Escravidão”

Coluna do Ton

Baile da Vogue

Instituto Ion | Informando e Inovando

Débitos tributários com desconto que pode chegar a 90% 

Vinicius Lummertz

Bolshoi SC 22 anos: o palco da esperança

Coluna Fato&Comentário

“Chuta, seu Alberto”: corridas de cavalo no Itajaí antigo

Jackie Rosa

Feliz dia, mamães!

Clique diário

Gigante à vista

Coluna Tema Livre

Tristeza na academia



TV DIARINHO


Um bando de assaltantes se disfarçou de eletricistas da Celesc para invadir uma casa no centro de Balneário ...



Podcast

Minuto DIARINHO 19/05/2022

Publicado 19/05/2022 21:53



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

Blog do Ton

Cantora e ex-BBB Pocah faz show em Balneário Camboriú neste domingo

Blog do JC

Pontapé inicial

A bordo do esporte

Medalhistas olímpicos e campeões mundiais confirmam palestras no VelaShow 2022

Blog Doutor Multas

Especialista garante que dinheiro ‘físico’ vai acabar e criptomoedas estão com dias contados

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯