Matérias | Geral


Itajaí

Justa manda acabar com greve de médicos e dentistas do Balneário

Categoria ainda não foi intimada da decisão. Multa diária é de R$ 20 mil ao dia

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A greve dos 70 médicos e 31 dentistas do Balneário Camboriú terá que terminar na marra. A juíza da vara da Fazenda, Adriana Lisboa, caneteou que a paralisação deve terminar ou será aplicada multa diária pro sindicato. A categoria pretende recorrer da decisão assim que for intimada.


A administração municipal entrou com a ação pra derrubar a greve no início desta semana. O procurador do município, José Ernesto Pereira Filho, afirma que, entre outras justificativas, alegaram ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A administração municipal entrou com a ação pra derrubar a greve no início desta semana. O procurador do município, José Ernesto Pereira Filho, afirma que, entre outras justificativas, alegaram que já deram um arrego no salário no início do ano pra todos os servidores públicos, estão entregando o plano de Cargos e Salários com ajustes e ainda que a saúde é considerada serviço essencial e, por isso, os profissionais não podem cruzar os braços. “O elevado grau de essencialidade dela define que não pode ser feito greve nesse setor”, afirma o dotô.

Na tarde de sexta-feira, a dotora Adriana caneteou a decisão. Baseada no fato de que a saúde deve ser prestada sempre ao povão, a juíza determinou o retorno imediato dos médicos e dentistas pros trabalhos, a partir do momento que eles forem intimados. Caso se recusem a voltar ao trampo, o sindicato da categoria pagará multa diária de R$ 20 mil.

Na ação, a juíza concorda que o salário de R$ 1,7 mil ao mês é uma merreca e que a categoria merece ter um salário mais gordo, no entanto, não deve fazer greve para conseguir o aumento. “Não obstante, não se pode olvidar que se trata de prestação de serviço público, para a qual foram concursados e sabiam, de antemão, o quanto receberiam”, lascou. O município ainda vai analisar se cabe algum tipo de penalidade ou desconto no salário dos servidores pelos 10 dias parados.

Na noite de sexta-feira, o DIARINHO conversou com o líder dos médicos, dotô Pedro Cabral. Ele disse que ainda não tinha sido intimado da decisão, mas que pretendem recorrer assim que receberem o papéli. “Nós fizemos todos os trâmites legais, mas imaginamos que na lei há margem para uma diferente interpretação”, opina. Ele adiantou que os médicos e dentistas vão lutar para continuar em greve.

Plano

Continua depois da publicidade



Até a noite de sexta-feira, representantes da categoria faziam vigília na câmara de Vereadores à espera da entrega do plano de Cargos e Salários, pra saber se a prefa pagará os R$ 3,2 de faz-me-rir pedinchado pela categoria. Até o fechamento desta edição, o papéli ainda não tinha aparecido por lá. O presidente do sindicato dos servidores, Gilberto Nora, também iria analisar o documento pra ver se cabe alguma alteração.

Anestesistas peixeiros devem voltar ao trampo já

Continua depois da publicidade



A juíza substituta da Vara da Fazenda Pública de Itajaí, Cleni Serly Rauen Vieira, mandou os anestesistas voltarem a prestar os serviços no hospital Marieta Konder Bornhausen imediatamente. A decisão saiu esta semana. Se eles não cumprirem o canetaço, terão que pagar uma multa diária de R$ 10 mil.

Os médicos que não quiserem voltar ao trampo até segunda-feira devem entregar o pedido de demissão no Marieta. Quem ficar em cima do muro e não voltar ao trabalho nem entregar a carta de demissão poderá ser desligado do corpo clínico.

Desde o dia 19 de outubro, os anestesistas não estavam atendendo os procedimentos eletivos.

 A greve dos 70 médicos e 31 dentistas do Balneário Camboriú terá que terminar na marra. A juíza da vara da fazenda, Adriana Lisboa, caneteou que a paralisação deva terminar ou será aplicada multa diária pro sindicato. A categoria pretende recorrer quando foi intimada da decisão.

A administração municipal entrou com a ação pra derrubar a greve no início dessa semana. O procurador do município, José Ernesto Pereira Filho, afirma que, entre outras justificativas, alegaram que já deram um arrego no salário no início do ano pra todos os servidores públicos, estão entregando o plano de cargos e salários com ajustes e ainda que a saúde é considerado serviço essencial e, por isso, os profissionais não podem fazer greve. “O elevado grau de essencialidade dela defini que não pode ser feito greve nesse setor”, afirma o dotô.

Ontem a tarde a dotora Adriana caneteou a decisão. Baseada que a saúde deve ser prestada sempre ao povão, a juíza determinou o retorno imediato aos trabalhos, pelos servidores, a partir do momento que eles fossem intimados. Caso se recusem a voltar ao trampo, o sindicato da categoria pagará multa diária de R$ 20 mil.

Na ação, a juíza concorda que o salário de R$ 1,7 mil ao mês é uma merreca e que a categoria merece ganhar um dindim a mais, no entanto, não devem paralisar para conseguir o aumento. “Não obstante, não se pode olvidar que se trata de prestação de serviço público, para a qual foram concursados e sabiam, de antemão, o quanto receberiam”, lascou.

O município ainda vai analisar se cabe algum tipo de penalidade ou desconto no salário dos servidores pelos 10 dias parados.

Na noite de ontem, a reportagem conversou com o líder dos médicos, dotô Pedro Cabral. Ele disse que ainda não haviam sido intimados da ação, mas que pretendem recorrer assim que receberem o papéli. “Nós fizemos todos os trâmites legais, mas imaginamos que na lei há margem para uma diferente interpretação”. Eles pretendem continuar com a greve.

Plano

Até a noite de ontem, representantes da categoria faziam vigília na câmara a espera da entrega do plano de cargos e salários, pra saber se a prefa pagará os R$ 3,2 de faz-me-rir pedinchado pela categoria. Até o fechamento dessa edição o pepéli ainda não havia aparecido na casa do povo. O presidente do sindicato dos servidores, Gilberto Nora, também iria ainda analisar o documento pra ver se cabe alguma alteração.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.234.223

TV DIARINHO


Dia 8 da Expedição Pedalando. Vamos acompanhar como foi a pedalada dos cinco aventureiros da região ...



Podcast

Novos tempos, novos termos

Publicado 14/05/2022 19:36



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

A bordo do esporte

Ventos ganham força e Copa Brasil de Vela de Praia chega à reta final

Blog do Ton

Sócias de Brusque inauguram franquia da Hausz na cidade

Blog Doutor Multas

Como funcionam os bônus de apostas esportivas?

Blog do JC

Ademar Henrique Borges, o Ademarzinho será o novo secretário executivo da Amfri

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯