Matérias | Economia


Itajaí

Água chega mais cara nas torneiras em 2012

Reajustes vão de 19,8% a perto de 30%, informa direção do Semasa

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O ano novo vai chegar pros itajaienses com uma notícia não muito boa. A direção do serviço Municipal de Água e Saneamento Básico (Semasa), que pertence à prefa, anunciou que vai carcar um reajuste na tarifa do líquido precioso. Em alguns casos, a bombada no valor do metro cúbico consumido na city peixeira, vai chegar perto dos 30%.


O engenheiro Flávio Faria, chefão da autarquia, diz que se trata de uma recuperação do que foi comido pela inflação desde 2007, último ano em que as tarifas foram reajustadas em Itajaí. A base de ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O engenheiro Flávio Faria, chefão da autarquia, diz que se trata de uma recuperação do que foi comido pela inflação desde 2007, último ano em que as tarifas foram reajustadas em Itajaí. A base de cálculo foi o acumulado do índice de preços ao consumidor amplo (IPCA), medido pelo instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

O reajuste com base na inflação integral do período foi maior pra quem costuma abusar mais do consumo de água. Nesses casos, foi de 29,09%. Pro povão que economiza e tá dentro da faixa mínima de consumo, o pessoal do Semasa carcou um reajuste de 19,8%. Na prática, isso significa dizer que a tarifa residencial mais barata, que se refere a um consumo de até 10 metros cúbicos, passou de R$ 15,92 pra R$ 19,07.

O Semasa tem hoje perto de 48,6 mil ligações de água. Se levar em conta os condomínimos residenciais, comerciais e industriais, o número de unidades que recebem água da autarquia passa de 67,4 mil. Tanta ligação assim, rendeu ao Semasa cerca de R$ 34 milhões entre janeiro e novembro deste ano.

Apesar do reajuste, o serviço de água de Itajaí continua sendo um dos mais baratos do estado, garante Flávio Faria. Um levantamento feito pelo DIARINHO com a Casan e algumas das principais cidades que vão da grande Floripa até Joinville, mostra que temos a quarta tarifa mais barata. Se comparar com a tarifa mínima, perdemos pro Samae de Brusque (R$ 15,83 o metro cúbico), o Emasa.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.215.77.12

TV DIARINHO


Dia 8 da Expedição Pedalando. Vamos acompanhar como foi a pedalada dos cinco aventureiros da região ...



Podcast

Novos tempos, novos termos

Publicado 14/05/2022 19:36



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

A bordo do esporte

Ventos ganham força e Copa Brasil de Vela de Praia chega à reta final

Blog do Ton

Sócias de Brusque inauguram franquia da Hausz na cidade

Blog Doutor Multas

Como funcionam os bônus de apostas esportivas?

Blog do JC

Ademar Henrique Borges, o Ademarzinho será o novo secretário executivo da Amfri

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯