Matérias | Geral


Itajaí

A opinião de especialistas pra mudar Itajaí

Arquitetos dão sugestões pra deixar pontos da city peixeira mais agradáveis ao convívio do povão

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


Interligar o mercado Público e o mercado do Peixe como um grande parque gastronômico e cultural. A 15ª Cidade Revelada de Itajaí encerrou com essa proposta pro poder público. Especialistas em arquitetura e urbanismo que participaram do evento apontaram, a pedido do DIARINHO, outras mudanças pra valorizar a city peixeira em cinco localidades: avenida beira-rio, calçadão da Hercílio Luz, rua Estefano José Vanolli, arredores do porto e parque náutico do Cordeiros.


Depois de muita observação, ideias e rabiscos, cinco arquitetos, entre eles o especialista em conservação arquitetural e doutor em artes visuais do Rio de Janeiro, Cyro Ilídio de Oliveira Lyra, ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Depois de muita observação, ideias e rabiscos, cinco arquitetos, entre eles o especialista em conservação arquitetural e doutor em artes visuais do Rio de Janeiro, Cyro Ilídio de Oliveira Lyra, chegaram ao consenso que a praça Felix Busso Asseburg precisa ser humanizada. As ideias foram reunidas num relatório que foi entregue sexta-feira ao poder público.



Apesar do marcante cheiro de pescados frescos e a variedade de produtos agradarem a clientela, os especialistas avaliam que a fachada do mercado do Peixe tá ultrapassada. Pra superar isso, basta começar com pequenos detalhes, como abrir janelões e permitir que quem passe na rua aviste os expositores.

Outra sugestão é aproveitar melhor a atual estrutura do mercado do Peixe. O ideal seria colocar mezaninos e criar um segundo andar. Além de ampliar o número de bancas do mercado, a mudança possibilitaria a instalação de bares e restaurantes.


Todas as ideias dos arquitetos vão contra as ações da prefa de remover o mercado da praça e abrir vagas de estacionamento no local. No relatório, eles reforçam que essa mudança de local é um erro. “Os dois mercados funcionam como um conjunto indissociável. Não há sentido na transferência do mercado do Peixe pra outro local. Isso acarretaria na decadência do mercado Velho e do projeto de restauração realizado”, sentencia Cyro.

Os sabichões recomendam a criação do parque da Marejada. Isso significa criar uma extensa área de lazer e turística. A ideia é vincular o mercado Público ao do Peixe, alargar as calçadas da avenida Ministro Victor Konder, abrir o pátio do Centreventos pra acesso público e pra estacionamento durante o dia. No local onde hoje fica uma fábrica de gelo, bem nos fundos do mercado do Peixe, a proposta é remover a empresa, demolir a estrutura e construir um deck com bancos na beira do rio. Todas essas ações visam criar um ambiente convidativo às famílias no parque.


Prefeito diz que vai repensar

O prefeito Jandir Bellini (PP) afirma ter ficado feliz com as propostas e concorda que aquela região precisa ficar mais aconchegante. Mesmo já tendo investido mais de meio milhão de reales nas obras do novo mercado do Peixe, que já começou e parou várias vezes, o prefeito não descarta a possibilidade de cancelar tudo e deixar o prédio onde está. “Os dois mercados precisam caminhar juntos e essa separação acaba prejudicando. Vamos repensar a ideia do novo mercado”, afirma. No entanto, frisa que essa medida ainda tá no campo das ideias e que precisa analisar com mais rigor as propostas dos sabichões.

Ideia velha mas atual pra aproveitar o rio


Um mirante panorâmico, com vista 360º pra toda a Itajaí. A ideia não é nova, já foi proposta na Cidade Revelada de 2002, mas o urbanista César Floriano dos Santos, 59, peixeiro que hoje trampa na prefa de Floripa, lembra da importância do empreendimento: uma torre de 80 metros de altura com restaurantes e lojinhas na praça do Gonzaga, conhecida como praça dos cachorros, em frente ao porto peixeiro.

“Esse é um grande atrativo turístico que precisa ser explorado”, defende. O prefeito Jandir Bellini se lembra da proposta, chamada de Itajaí Tower, e justifica o engavetamento de mais de 10 anos pela falta de recursos.

Passarela até o molhe pode valorizar a Beira-rio

Outra sugestão de César é construir uma passarela que ligue o mercado Público ao molhe da barra. Ele acredita que o molhe acaba ficando deserto porque é muito distante do povão. Mas com a passarela, um empreendimento fácil e de baixo impacto ambiental, na opinião dele o povão poderia estacionar no centro e ir caminhando até a boca da barra.


Pra César, a Beira-rio é um dos locais que mais merece ser valorizado turisticamente. Ele sugere a construção de um restaurante flutuante, do qual seja possível observar a lua refletida no rio e o movimento das águas. Ainda pra aproveitar o rio, o transporte de passeio e de passageiros poderia rolar.

Hercílio Luz e Estefano José Vanolli têm que ser pro povão caminhar

Brincadeira de criança nas ruas. Sentar num banquinho e papear até o sol se pôr. Caminhar sob as sombras das árvores. Esse é o sonho do arquiteto e urbanista Dalmo Vieira Filho para a cidade em que se criou. Atual secretário de Planejamento de Florianópolis, Dalminho bate na tecla de trazer o povão pras ruas. É o que ele chama de incentivar o convívio urbano.

Nas duas vias em que predomina o comércio, o calçadão da Hercílio Luz, no centro, e a rua Estefano José Vanolli, no São Vicente, o arquiteto defende que as calçadas precisam ser confortáveis para permitir um caminhar sossegado. Nos canteiros, árvores, flores e plantinhas devem embelezar e juntamente com os banquinhos, estimular a permanência no local. “Essas ruas não podem ser apenas de passagem. Elas devem ser pontos de encontro”, opina.

De barco pro centro e vice-versa

No Cordeiros, outro ponto que merece atenção é a orla do Parque Náutico. Os barquinhos enfileirados, cada um com a sua cor, deveriam voltar a atracar por ali. Dalmo Vieira Filho acredita que isso traria nova vida ao bairro.

A medida poderia inclusive ajudar no trânsito. As pessoas poderiam vir pro centro ou pra Fazenda em barcos de linha, como rola com os chamados “Vaporetto”, em Veneza, reduzindo a quantidade de carangos e busões em algumas partes da city peixeira.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.238.112.198

Últimas notícias

Foragido

Preso em Porto Belo homem que matou duas pessoas e baleou outras quatro 

ITAJAÍ

Navio da Marinha atraca em Itajaí para levar doações ao RS

POLÊMICA

Pastores da Bola de Neve de Balneário Camboriú respondem a acusações de fraude 

Convocação

Itajaí terá 156 paratletas no Parajasc

CAMBORIÚ

Lar geriátrico pet adota cães velhinhos abandonados na enchente do RS

Futebol

Fernando Diniz renova com o Fluminense para 2025

Futebol Solidário

Com Cafu e Ronaldinho em campo, jogo no Maraca vai arrecadar dinheiro para os gaúchos

Itapema

Obra do píer de Itapema conclui fase de estacas

Últimos dias

Festival gastronômico do Brava Mall acaba na semana que vem  

Autorizado

Antaq libera Seara/JBS para tocar as operações no porto de Itajaí



Colunistas

JotaCê

Fabrício chamegou Bolsonaro em Brasília

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Coluna Esplanada

Trio de apostas

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Show de Bola

Trocas de treinadores

Direito na mão

Recebeu auxílio-doença ou auxílio-acidente? Veja como se aposentar agora!

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Gente & Notícia

Níver da Margot

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO


Navio da Marinha vai levar doações de Itajaí para o Rio Grande do Sul. A comunidade pode ajudar levando ...





Especiais

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas

DADOS

Exportação de armas de fogo dobrou durante os anos Bolsonaro, revela levantamento inédito

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar



Blogs

Blog da Jackie

Reserva Royal

Blog do JC

CREA-SC homenageado em BC

A bordo do esporte

Terceira edição do Troféu Ayrton Senna de Kart celebra 30 anos do legado do ídolo

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação