Matérias | Geral


Itajaí

Tem onça na toca... histórias do bairro São Roque

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


Por Fernanda dos Santos Antunes - 11 anos - 5º ano, Lucas Henrique da Silva Machado - 11 anos - 5º ano, Gabriel Torquatto Krueger - 11 anos - 5º ano


 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!




Morar no bairro São Roque é muito bom! É o que a maioria dos moradores afirmam, tanto é que existem famílias centenárias, que ajudam a preservar as memórias do bairro. E quantas memórias...

Moradores antigos contam que, antes de construírem a BR 101, as carroças passavam de um lado para o outro do rio Itajaí-Mirim, por uma “ponte” construída com pedaços de madeira. Que aventura!


Não havia luz, estrada, nada. Teve gente que viu até onça no mato, por isso a comunidade também é conhecida como “Toca da Onça”.

Os filhos de agricultores raramente seguem a profissão dos pais, preferindo trabalhar no centro da cidade. Algumas famílias continuam vivendo da agricultura, lidando com gado ou plantando aipim.


As hortaliças que os alunos consomem na escola são cultivadas por moradores locais, isso ajuda a incentivar o plantio e valoriza o trabalho dos agricultores.

Uma escola cheia de histórias

A rotina dos alunos da Escola Isolada Jorge Domingos Gonzaga, onde estudamos, é um pouco diferente dos alunos que estudam em áreas urbanas, a começar pelas aulas embaladas pelo canto dos tucanos, comuns na região. Mesmo tendo acesso à internet, televisão e celular, a maioria das crianças mora em sítios ou chácaras, com muitos animais de estimação, que vão desde cachorros, até cobras e jacarés! E não é história do povo da roça não!

É claro que nossa escola também faz parte dessa história. Então convidamos a primeira professora que trabalhou aqui, a dona Carolina Leonor Maestri. Para saber mais detalhes sobre as memórias do bairro, fizemos uma visita e organizamos uma breve entrevista.


Aprendiz de Marinheiro: Como era o bairro São Roque quando a senhora veio morar aqui?

Dona Carolina: Eu já nasci aqui. Nessa época o bairro era muito pobre, não tinha muitas casas e a estrada era de chão batido. A gente ia de um lugar pra outro de carroça ou a pé, porque não tinha carro, nem ônibus. Era tudo muito simples, mas era uma época boa.

AM: É verdade a história sobre cobras gigantes e onças que habitavam a comunidade?


Dona Carolina: Olha, a gente ouve muitas histórias, mas não sei se todas são verdadeiras. Nunca vi cobras gigantes, embora já tenha ouvido falar que mataram uma de seis metros na frente da escola; era tão grande que tiveram que fatiá-la para levar de carroça pra outro lugar. Antigamente aparecia muitas cobras dentro de casa, hoje é mais difícil. E a história da onça, todo mundo diz que é verdadeira, até porque a comunidade ficou conhecida como “Toca da Onça. Eu nunca vi, ainda bem!

A.M.: Como era a escola antigamente? E os alunos?

Dona Carolina: Eu fui a primeira professora da escola. Eram mais ou menos 30 alunos, divididos em duas salas, mas eu tinha que dar aula pras duas turmas. Enquanto uma fazia atividade, eu ia explicar na outra. Além disso, fazia merenda, cuidava da escola aos sábados. Era bastante coisa pra fazer, mas os alunos eram bonzinhos e eu amava o que fazia. Só depois de muitos anos de trabalho é que resolvi me aposentar.

A senhora já pensou em mudar-se de bairro ou cidade?

Dona Carolina: Não, nunca! Nasci aqui e não me vejo em outro lugar. São Roque é um lugar maravilhoso para morar!

Quais as necessidades do bairro que a senhora percebe atualmente?

Dona Carolina: Sinto falta de segurança, pois nosso bairro tem sido muito assaltado. Inclusive eu e minha família já fomos reféns de bandidos, mas isso acontece em todos os bairros né? Também sinto falta de um mercado grande perto de casa, pois tenho que ir pro centro fazer compras e se esqueço alguma coisa, é outra viagem. Um postinho de saúde no bairro com bons médicos também seria ótimo!




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.200.86.95

Últimas notícias

SOLIDARIEDADE

Campeão de MMA perde as cordas vocais e precisa de ajuda

ITAJAÍ 

Corpo de homem encontrado no rio Itajaí-açu é de morador do Santa Regina

ALERTA

Itajaí, Ilhota e Porto Belo lideram ‘ranking’ de moradores vivendo em áreas de risco

Centro de Itajaí

Demolições de construções históricas são suspensas por falta de autorização

FRIACA

Itajaí libera abrigo de inverno para moradores de rua na Barra do Rio; saiba como acionar serviço

Patrimônio cultural

Porto Belo tem Festa do Divino no feriado

MÚSICA NO MUSEU 

Coral Villa-Lobos faz apresentação gratuita nesta quarta em Itajaí 

Contrata-se

Itajaí tem mais de 20 vagas na indústria e comércio náuticos; veja como participar da seleção

ITAJAÍ

Urgente: Encanamento se rompe e corta abastecimento de água no bairro Fazenda

PROMOÇÃO 

Últimos dias do sorteio de prêmios do mês das mães na Viacredi; veja como participar



Colunistas

JotaCê

Aniversariante visita o colunista

Coluna Esplanada

Verbas para o sul

Ideal Mente

*Que país é este?*

Direito na mão

Aposentadoria para PCD: entendendo as regras e benefícios para quem tem redução de capacidade para o trabalho

Show de Bola

Começou a Segundona

Coluna Exitus na Política

Viver de pedras, desejar esponjas

Na Rede

Acidente com ônibus escolares, expedição de surfistas para o RS e mais: se liga nos destaques do DIARINHO na internet 

Coluna do Ton

Vibes da Turquia

Mundo Corporativo

Líderes espiritualizados em tempos difíceis ainda é possível?

Histórias que eu conto

Armação da infância 3

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Gente & Notícia

Níver da Margot

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO


O vídeo é impressionante, mas é falso. Não existe megaprojeto de prédio de 1200 metros de altura para ...



Podcast

Vídeo de megaprojeto de Elon Musk pra BC é falso

Publicado 28/05/2024 16:13



Especiais

ALERTA

Itajaí, Ilhota e Porto Belo lideram ‘ranking’ de moradores vivendo em áreas de risco

DENÚNCIA

Vendedores denunciam serem forçados a vender cartão do Itaú em esquema milionário

NA ESTRADA

Pôr do sol de tirar o fôlego é atração o ano inteiro na praia de Armação

RIO GRANDE DO SUL

A história de luta de um quilombo que resiste às enchentes em Porto Alegre

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar



Blogs

Blog do JC

Pai Atanásio diz que governo ainda tem maioria

Blog da Jackie

Sasha Meneghel

A bordo do esporte

Mata o Velho, regata divertida de ILCA no YCSA

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação