Matérias | Geral


Itajaí

Bagunça no PIS deixa povão sem seguro desemprego

Unificação no número de quem tinha mais de um cadastro causou a confusão. Pessoal está siferrando pra conseguir liberar a grana

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Uma mudança que rolou no começo do ano tem dado uma baita dor de cabeça no povão que precisa do seguro desemprego. A bagrona do ministério do Trabalho peixeiro, Daise Cristina da Silva, diz que pelo menos metade dos cidadãos que procuram a agência recebem o benefício com atraso. Tudo porque, segundo ela, a Caixa Econômica Federal unificou o número do programa de Integração Social (PIS). “Acontece que, em muitos casos, a Caixa optou por um número inativo, o que tem gerado o problema”, explica.

Foi justamente o que aconteceu com o conferente de expedição Rafael Diego da Luz, 30 anos. Depois de trampar por quase dois anos na Havan de Barra Velha, ele foi demitido em meados de outubro. Solicitou o seguro desemprego, mas a parcela de R$ 1050 não foi depositada. Cabreiro com as contas por vencer e sem grana, na semana passada o rapaz procurou a agência do sistema Nacional de Empregos (Sine) de Penha. “As atendentes disseram que estavam sem sistema e falaram pra eu ir no ministério do Trabalho em Itajaí”, conta.

Naquela altura do campeonato, mal sabia Rafael que a saga para receber o dindim estava só começando. Na quarta-feira, dia 20, ele foi até a agência, na rua Pedro Ferreira, no centro peixeiro, e ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Foi justamente o que aconteceu com o conferente de expedição Rafael Diego da Luz, 30 anos. Depois de trampar por quase dois anos na Havan de Barra Velha, ele foi demitido em meados de outubro. Solicitou o seguro desemprego, mas a parcela de R$ 1050 não foi depositada. Cabreiro com as contas por vencer e sem grana, na semana passada o rapaz procurou a agência do sistema Nacional de Empregos (Sine) de Penha. “As atendentes disseram que estavam sem sistema e falaram pra eu ir no ministério do Trabalho em Itajaí”, conta.

Naquela altura do campeonato, mal sabia Rafael que a saga para receber o dindim estava só começando. Na quarta-feira, dia 20, ele foi até a agência, na rua Pedro Ferreira, no centro peixeiro, e reclama que foi super mal-atendido. “No sistema dizia que a parcela tinha sido devolvida para o estado e quando perguntei o que significava, uma funcionária disse que era pra eu esperar e que não tinha obrigação de me informar nada. Ela ainda falou que o problema era com a Caixa”, bufa.



Rafael conta que ainda pediu o nome da funcionária, que trabalhava sem crachá, e ela teria se identificado como Elaine. O rapaz procurou, então, a agência da Caixa de Penha, onde mora. Lá, segundo ele, ninguém soube informar bulhufas sobre o que poderia ter causado o perrengue. “Um joga pro outro, e ninguém resolve”, reclama.

Além de ter o dinheiro brecado, o que mais deixa o cara irritado é o fato de não saber o que está rolando nem como resolver o perrengue. “É como se a gente fosse um ser humano medíocre, que por estar sem emprego não precisasse de informação”, lasca.

A chefona do escritório peixeiro do ministério do Trabalho, Daise Cristina da Silva, diz que pelo menos metade dos cerca de 40 trabalhadores que procuram a agência por dia tem sofrido com o perrengue desde o começo do ano, quando houve a unificação do número do PIS. Para piorar ainda mais a situação, ela conta que desde o começo de novembro a agência estava com o sistema atravancado, porque o ministério mandou instalar programas de segurança nos computadores, semelhantes aos usados pelos bancos. “Estou, inclusive, com uma pilha de PIS pra fazer a mudança”, diz.


A bagrona explica que Rafael, assim como uma renca de gente que não consegue receber o benefício por conta do perrengue, precisa ir à agência da Caixa pedir qual é o número do PIS que está valendo. Depois, o cabra tem que voltar ao ministério do Trabalho com o número e pedir a troca e a reemissão da parcela. De acordo com Daise, o dinheiro cai na conta do desempregado cerca de uma semana depois do procedimento.

A Caixa Econômica Federal diz que o processo para unificar os cadastros dos usuários existe há mais de 10 anos, mas que no começo deste ano mudou as regras para encontrar os registros duplicados. Com isso, mais pessoas tiveram o cadastro regularizado, gerando o perrengue. Os bagrões do banco dizem que a medida é necessária pra que o povão cadastrado mais de uma vez tivesse uma identificação segura.

Para diminuir a via crucis do pessoal que perdeu o emprego, a Caixa afirma que já está mandando para o ministério do Trabalho o número do PIS ativo, mas carca que o ministério ainda precisa melhorar o sistema informatizado para poder aproveitar a informação sem ter que mandar o povão pra lá e pra cá.

Atendimento meia-boca

Sobre a funcionária carrancuda e mal-educada, Daise diz que não tem nenhuma Elaine trampando no local e quis colocar no fiofó dos estagiários. “Pode ser que tenha sido um dos estagiários, que ainda não terminaram o treinamento”, solta. Segundo ela, todos os barnabés recebem treinamento e são orientados a informar o povão sobre os perrengues. A abobrona recomenda que o povão insatisfeito com o atendimento na agência faça a reclamação pela internet na ouvidoria do ministério. O saite é www.mte.gov.br – no link da ouvidoria.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.235.172.123

Últimas notícias

ARTE

Artista plástico Rico Mendonça faz exposição em BC

mercado

Omoda e Jaecoo têm data para chegar ao Brasil

“Aedes do Bem”

Escola em Itajaí adota tecnologia da e-Control no combate à dengue

Gigantão

Marcílio Dias faz “Dia do Sócio” com torneio de futebol e show de pagode

Acidente feio

Motorista acerta porradaço em fachada de prédio de luxo na orla de Itapema

ENQUETE

Qual sua opinião sobre a possível visita de Lula a Itajaí?

ITAJAÍ

Conveniência do Cidade Nova é flagrada pela PM vendendo drogas

ITAJAÍ

Homem condenado a 30 anos de prisão por estuprar criança é preso

ITAJAÍ

Carro de empresa de segurança capota em Cordeiros

evolução

Venda e fabricação de veículos crescem em março



Colunistas

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

JotaCê

Anna diz que não será candidata a prefeita

Coluna Esplanada

Lista suja da escravidão

Gente & Notícia

Neia capitaneou noite só para elas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Via Streaming

Pobres Criaturas

Ideal Mente

A importância da comunicação no cuidado

Show de Bola

Final do Catarinense

Direito na mão

Revisão da aposentadoria: oportunidade de aumentar o valor mensal

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Na Rede

Confira as notícias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO


Ana Paula Lima tem uma convicção na vida desde os 23 anos: fazer parte do Partido dos Trabalhadores. ...





Especiais

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 

Legado de amor

Dona Maricotinha, aos 95 anos, tem a vida pautada pela família, religião e dedicação ao próximo



Blogs

Blog do JC

Palavra é tudo!

Blog da Ale Francoise

Lanchinho do bem!

A bordo do esporte

Lola Cars na Fórmula E

Blog da Jackie

Os Fort’s e os Koch’s

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação