Matérias | Geral


Itajaí

Vereador quer retirar películas das janelas dos táxis da Maravilha

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Trampar sem o solzão corroendo a pele do braço e tirar o cochilo depois do almoço sem que ninguém veja pode virar passado para os motoristas de táxi de Balneário Camboriú. Foi aprovado nesta semana, em primeira votação, o projeto de lei do vereador Nilson Probst (PMDB), que obriga os táxis a circularem na city sem nenhum tipo de película nos vidros. Segundo um major da polícia Militar, a lei pode ser considerada fajuta, já que apenas a união pode legislar sobre as regras no trânsito.

“É pra segurança do taxista e dos passageiros no caso de assalto, roubo, coisas assim”, justifica o autor do projeto de lei. O texto prevê que os táxis permaneçam com os vidros originais, sem nenhum tipo de película, nem mesmo as autorizadas pelo conselho Nacional de Trânsito (Contran). O único apetrecho autorizado são as propagandas, que podem ser instaladas nos vidros traseiros. Quem desrespeitar a regra pode perder o alvará de funcionamento e o registro da concessão de serviço de táxi na Maravilha do Atlântico.

Segundo o vereador, o projeto surgiu por causa de um pedido do sindicato dos taxistas. O presidente do sindicato, Esmael Rosa acredita que o vidro claro, sem película, vai ajudar a visualizar quem ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


“É pra segurança do taxista e dos passageiros no caso de assalto, roubo, coisas assim”, justifica o autor do projeto de lei. O texto prevê que os táxis permaneçam com os vidros originais, sem nenhum tipo de película, nem mesmo as autorizadas pelo conselho Nacional de Trânsito (Contran). O único apetrecho autorizado são as propagandas, que podem ser instaladas nos vidros traseiros. Quem desrespeitar a regra pode perder o alvará de funcionamento e o registro da concessão de serviço de táxi na Maravilha do Atlântico.

Segundo o vereador, o projeto surgiu por causa de um pedido do sindicato dos taxistas. O presidente do sindicato, Esmael Rosa acredita que o vidro claro, sem película, vai ajudar a visualizar quem está no interior e prevenir assaltos aos taxistas. “Às vezes ele está passando uma dificuldade e quer fazer um aceno, mas quem tá de fora não vê e não pode ajudar”, explica.



Pra ele, a película dificulta a abordagem policial. Esmael fala que, do começo do ano pra cá, pelo menos três taxistas foram assaltados. Ele pede que os policiais abordem mais os táxis pra evitar que os bandidos usem o transporte. “Porque, se tiver esse trabalho, o bandido vai pensar duas vezes antes de entrar no táxi e estaríamos dando mais segurança tanto pro motorista quanto pro passageiro”, diz.

Taxistas torcem o nariz

O projeto do vereador peemedebista não agradou os motoristas de táxi. Pra Juarez Conceição, 44, a mudança não vai trazer mais segurança, apenas desconforto. “É só pra torrar os clientes no sol durante o verão. Nem o ar condicionado vai suportar. Isso aí é uma verdadeira palhaçada”, lasca.


Adão Abreu, 69, teme até perder cliente. “Pra mim não vai resolver nada. Só vai ficar ruim por causa do calor. Para o passageiro também vai ficar desconfortável”, argumenta. Pra aumentar a segurança, o motora sugere que a polícia reviste os passageiros e peça a documentação. Segundo ele, não adianta não ter película, já que o cara pode esconder a arma e sacar o trabuco num lugar mais afastado.

Sadi Cardoso, 53, também é contra o projeto. “Se eles querem assaltar, não adianta, tanto faz com película ou sem”, diz. No carro onde André Luis Rinaldi, 31, trabalha, o vidro é transparente, mas ele gostaria de colocar a película porque protege contra o calor e dá mais conforto. “Na rodoviária tem luz muito forte e fica ruim pra dormir durante a madrugada”, explica.

O major da polícia Militar da Maravilha do Atlântico, Marcelo Egídio Costa, diz que a lei pode ser considerada inconstitucional. Isso porque apenas a União pode legislar sobre o trânsito. “A lei só teria validade se estiver se referindo às regras de concessão do transporte público, que o município pode regular”, explica.

O milico diz não ver efeito prático pra aumentar a segurança. “Não tenho dados técnicos pra afirmar se a película traz insegurança ou não”, diz. Segundo ele, nas viaturas os meganhas não usam película, mas é pra que o povão possa visualizar os milicos.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.235.172.123

Últimas notícias

#tánoDIARINHO

“Celular não é brinquedo”, alerta neuropediatra

mais esportivo

Novo Audi S3 está disponível na Europa

ATENÇÃO!

BR 470 terá interrupções no trânsito durante o fim de semana

Joia

Lamborghini lança novo superesportivo

ITAJAÍ

Justiça autoriza liberdade provisória de Fábio Negão

SAÚDE

Anvisa veta a liberação de cigarros eletrônicos no Brasil

ESTACA ZERO

Governo suspende edital das alças da Antônio Heil

BOMBINHAS

Empreiteiro morre ao cair de andaime

BR 101

Traficante que trazia 135 kg de maconha pra BC é presa; veja o vídeo

CONFIRMAÇÃO

BC tem a segunda morte por dengue de 2024



Colunistas

Mundo Corporativo

Comportamentos destrutivos dentro das organizações

Histórias que eu conto

Reminiscências de um passado escolar

Jackie Rosa

Vida em Canto Grande

JotaCê

Festa de candidato em local proibido?

Coluna Esplanada

Senhor dos cargos

Gente & Notícia

Dudinha em Londres

Ideal Mente

E quem cuida de quem cuida?

Direito na mão

Trabalho sem carteira assinada conta para aposentadoria?

Show de Bola

Empréstimos feitos

Via Streaming

Visões de uma guerra de interesses

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO






Especiais

NA ESTRADA

Melhor hotel do mundo fica em Gramado e vai abrir, também, em Balneário Camboriú

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 



Blogs

A bordo do esporte

Liga esportiva estudantil desembarca no Paraná

Blog do JC

PSB, PT, PCdoB e PV pexêros, juntos

Blog da Ale Francoise

Cuidado com os olhos

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação