Matérias | Especial


Itajaí

Itajaí dá show, e regata pode voltar à city peixeira

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Surpreendente. Esta é a palavra utilizada por Thierry Verhnes, diretor técnico da Transat Jacques Vabre, para a chegada da regata em Itajaí. Ele valoriza dois aspectos que foram destaques na organização peixeira. E a junção desses dois itens é que pode garantir o retorno da regatona a Itajaí, em 2015.

O primeiro deles foi o trabalho da equipe peixeira. Thierry conta que ficou surpreso com a dedicação, a motivação e o sorriso no rosto qdos envolvidos, mesmo após noites em claro. “Todos trabalharam muito, e o evento foi realmente um sucesso”, elogia.

O segundo destaque foi a presença do público. Em 20 anos de Jacques Vabre, nunca a regata teve uma chegada tão empolgante. Segundo o diretor, sempre há muita festa na saída dos barcos em Le Havre ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O primeiro deles foi o trabalho da equipe peixeira. Thierry conta que ficou surpreso com a dedicação, a motivação e o sorriso no rosto qdos envolvidos, mesmo após noites em claro. “Todos trabalharam muito, e o evento foi realmente um sucesso”, elogia.

O segundo destaque foi a presença do público. Em 20 anos de Jacques Vabre, nunca a regata teve uma chegada tão empolgante. Segundo o diretor, sempre há muita festa na saída dos barcos em Le Havre, na França. No entanto, quando chegavam ao destino final da prova, meia dúzia de gatos pingados aparecia pra aplaudir os heróis do mar. Já em Itajaí, os velejadores foram recebidos com fogos de artifício, música ao vivo e com o agito do povão, que se empoleirava nos alambrados da Vila da Regata.



Thierry acredita que a diversidade de atrações na vila foi essencial pra transformar o evento num atrativo para a família. “Eram muitas atrações, por isso a vila estava sempre cheia. Isso é surpresa para nós. Agora, além de uma partida emocionante na França, tivemos também um porto de chegada fantástico. O evento foi surpreendente”, assegura.

O diretor ainda não pode garantir que a próxima edição da Jacques Vabre terá como destino Itajaí, mas não esconde seu desejo. “A minha expectativa é de voltar a Itajaí daqui a dois anos”.


Lendas, curiosidades, micos e bafões da gringalhada francesa em Itajaí

Em duas semanas do evento Aventura pelos Mares do Mundo, uma onda francesa de gringos invadiu Itajaí. Graças à regata Transat Jacques Vabre, os estrangeiros lotaram três hotéis da city peixeira, curtiram bares e restaurantes e, claro, voltam pra casa com muitas histórias para contar. Confira alguns causos dessa aventura que foi regada a calor humano, praia, caipirinha, samba e muitas risadas.

Caipirinhas

A primeira coisa que os gringos faziam quando pisavam em terra firme era virar um copo da manjada mistura de gelo, limão, açúcar e cachaça. Os gringos ficavam enlouquecidos com a caipirinha e tomavam uma atrás da outra. Pra amenizar o efeito do álcool, entre um gole e outro, costumavam comer muitas bananas. No entanto, houve um chato que achasse a bebida fraca. Pra encorpar o drinque, um barman adicionou álcool de cozinha. E não é que o pinguço curtiu a mistura?


Vegetariano perdido

Na contramão da gula dos franceses, um jornalista escocês passou toda a estada em Itajaí comendo pão com ovo, macarrão sem carne e batatas-fritas. Isso porque há mais de 15 anos o cara é vegetariano e não abriu mão do estilo de vida mesmo longe de casa. Dos restaurantes peixeiros, ele gostou mesmo foi da lanchonete Dusky. O gringo até pediu pra levar um uniforme dos garçons de lembrança pra Escócia e teve o desejo atendido. Porque não apresentaram o Univital e o Eden pra ele?!


Peladão

Como na França a mulherada pode fazer topless, de boa, na praia, tem gringo que pensou que no Brasil era tudo liberado. Num fim de tarde em Cabeçudas, um jornalista francês resolveu dar um mergulho como veio ao mundo. Ele entrou na água, tirou a cueca e ficou nadando peladão. Que estava por perto ficou assustado e chamou a polícia. Resultado: o gringo foi levado à delegacia pra se explicar, mas acabou liberado.

Mergulho noturno

Os velejadores da categoria Imoca organizaram uma festa na praia da Atalaia pra comemorar a chegada a Itajaí. Com caipirinha e frutas à vontade, um russo se destacou de todos os convidados. Alto e grande, com a pele rosada e cabelos loiros batendo nos ombros, ele estava de aniversário. Pra brincar com o gringo, um jornalista brasileiro disse que aqui é tradição tomar banho de mar quando se completa mais um ano de vida. E não deu outra. Imediatamente, o gringo tirou as roupas, exibiu a cueca branca e, eufórico, entrou na água em plena madruga.


Bigodão

Um membro da equipe Oman Air chamava a atenção onde quer que fosse. Australiano do cabelo loiro, ele carregava um baita bigode que não era aparado há quase um mês. Charmoso ou não, o bigodão faz parte de uma campanha que iniciou na Austrália, em 2003, para conscientizar a homarada sobre o câncer de próstata. Quem adere à ação deve entrar o mês de novembro de cara limpa e deixar o bigode crescer durante 30 dias. Nos corredores da Vila da Regata, ele ficou conhecido como “Big Moustache” (“bigodão” em português).

Estoque de Havaianas

Os modelos e tamanhos podem variar, mas os presentes de Natal na Europa vão se resumir a um só: Havaianas. Quem veio pra Itajaí fez questão de encher a mala com os chinelos de borracha. Só uma assessora de comunicação da Jacques Vabre comprou 25 pares. Também, com o euro valendo mais de R$ 3, uma Havaiana custa pra eles cerca de 10 pilas.

Olha o porcão

Os dias foram se passando, e o cesto de roupa suja acumulou. O jeito era encontrar uma lavanderia, comprar roupas novas ou improvisar. Um francês estava com a camiseta tão suja que um colega, incomodado, pediu pra ele se trocar. Como ele não tinha mais roupa limpa, foi ao banheiro, virou a camisa do avesso e, pra disfarçar a imundície, vestiu a blusa ao contrário. Se a moda pega...

Samba

Eles até tentaram. Um passinho pra lá, outro pra cá. Dá uma voltinha, balança o bumbum. Em passos desajeitados e com os dedinhos pra cima, os franceses queriam aprender o gingado brasileiro. A brincadeira e as risadas foram garantidas, mas os gringos precisariam de mais algumas aulinhas pra desenferrujar. Quem mandou bem foi uma franco-portuguesa que mora em Paris. Sempre com sorriso de orelha a orelha, a guria deu um show de samba e deixou muito peixeiro dicara com tanta desenvoltura. A gringa requebrou em um bar da Atalaia.

Caiu no rio

Sempre saltitante, a sambista franco-portuguesa levou o maior susto durante a chegada de um dos veleiros, numa madrugada. Ela acompanhava o barcão se aproximar da Vila da Regata na área VIP do píer quando pisou em falso e caiu no rio Itajaí-açu. Apesar do acidente, ela se safou bem, mas vai voltar pra França sem celular. O aparelho caiu na água e já era.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.91.5

Últimas notícias

Futebol

Palmeiras bate o Vitória em Salvador

Estreia

Corinthians e Atlético-MG ficam no 0 a 0

Futebol

Em jogo de pênaltis polêmicos, Flamengo vence o Atlético-GO

Brasileirão

Vasco estreia com vitória contra o Grêmio

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Bebê é resgatado com queimaduras de incêndio em BC

DESTAQUE 

Catarinense é capa da Vogue Brasil

Luto

Balneário Piçarras perde a ministra da eucaristia Norma Albano

Base forte

Itajaí fica com o bronze na Taça Sul de handebol da categoria cadete

Missão no exterior

Comitiva bolsonarista articula com os EUA punições ao Brasil

Assaltos à mão armada

Bandidos atacam vítimas na saída de supermercados da região



Colunistas

Coluna Esplanada

Insatisfação na Eletrobras

JotaCê

Coronel Pavan tem novo aliado deputado

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

Via Streaming

Um lugar ao sol

Gente & Notícia

Neia capitaneou noite só para elas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Ideal Mente

A importância da comunicação no cuidado

Show de Bola

Final do Catarinense

Direito na mão

Revisão da aposentadoria: oportunidade de aumentar o valor mensal

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO






Especiais

Missão no exterior

Comitiva bolsonarista articula com os EUA punições ao Brasil

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 



Blogs

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

A bordo do esporte

Fórmula E: Alemão vence na Itália e assume a ponta do Mundial dos Carros Elétricos

Blog do JC

Palavra é tudo!

Blog da Ale Francoise

Lanchinho do bem!

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação