Matérias | Economia


Itajaí

Itajaí aumenta a abocanhada que dá no retorno do ICMS e deixa pra trás cidades importantes da Santa & Bela

No ano que vem, a city peixeira vai receber de volta 7,42% da grana que o governo manda de volta pras prefas

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Pra quem tinha dúvidas de que Itajaí tá num boom econômico, então lá vai uma: a cidade aumentou sua fatia no bolo de repasse do imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A secretaria da Fazenda do governo da Santa & Bela anunciou que a city peixeira não só continua como a segunda cidade que mais recebe o repasse daquele tributo, mas também passou de 7% pra 7,42% no índice que calcula o quanto volta pros cofres municipais. “Isso representa em torno de R$ 1 milhão a mais todo o mês no retorno do ICMS”, comemorou ontem Marcos de Andrade, secretário da Fazenda da prefa de Itajaí.

Quando o assunto é a grana do ICMS que volta pras prefas, a city peixeira só fica atrás mesmo de Joinville, a maior cidade do estado. Pelos dados da secretaria da Fazenda, a Terra das Bailarinas ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Quando o assunto é a grana do ICMS que volta pras prefas, a city peixeira só fica atrás mesmo de Joinville, a maior cidade do estado. Pelos dados da secretaria da Fazenda, a Terra das Bailarinas vai abocanhar ano que vem 9,68% do imposto mais popular do governo do estado. De resto, estamos na frente de Blumenau (com uma fatia de 5,29%) e deixamos comendo poeira cidades como a industrializada Jaraguá do Sul (3,99%, na quarta colocação), a capital Floripa (3,2%), a populosa São José (2,5%) e a sempre aguerrida Chapéco (2,77%).

Só este ano, Itajaí recebeu por mês uma média de R$ 22,5 milhões de ICMS. Isso vai dar uns R$ 270 mi no ano todo. “Mas se contar apenas o líquido, tirando os 20% que vão para o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), foram em torno de R$ 17 milhões e R$ 18 milhões por mês”, contabiliza o abobrão da secretaria da Fazenda.



A grana que todo o santo mês o governo do estado manda de volta pras cidades por conta do imposto sobre Circulação de Mercadorias representou em 2013 algo perto de 36% das receitas líquidas da prefeitura de Itajaí, informa Marcos de Andrade. Só pra ter uma ideia da importância dessa dinheirama toda, o imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que é grana pra dedéu, gera mixurucos 4% da receita líquida.

De acordo ainda com o secretário da Fazenda, as atividades ligadas direta e indiretamente ao setor portuário representam bem mais de 30% das arrecadações do ICMS em Itajaí. “Por isso a importância de nos mantermos competitivos nesse setor. Nisso, a ampliação da bacia de evolução do rio Itajaí-mirim vai ter uma importância fundamental”, comentou.

O ICMS é um tributo estadual cobrado na hora em que um produto é vendido dentro ou fora do estado. Mas não vale só pro comércio, não. Todos os setores que de alguma forma compram ou vendem produtos ou serviços pagam o imposto. Uma parte do imposto volta pros municípios. Desse total, um percentual é fixo e outro depende de quanto cada uma das 295 citys da Santa & Bela movimentam em sua economia.


É algo assim: quanto mais importante uma cidade for pra economia do estado, mais ela recebe de volta o que foi catado de tributo do governo estadual. Pra entender como funciona o retorno do ICMS e como é feita a repartição do bolo, dá uma olhada no infográfico aí do lado.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.208.126.232

TV DIARINHO


Minuto DIARINHO- Ciclone extratropical deixa rastro na região;- Em Balneário Camboriú, clube flutuante ...



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação