Matérias | Geral


Itajaí

2014 chegou. E agora?

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

É sempre emocionante assistir à mudança no calendário. Tolos iludidos que somos, acreditamos piamente que a noite de hoje será mágica. Não existe nenhum indício concreto, palpável ou cientificamente verificável que demonstre que a noite de hoje é (ou será) diferente das trezentas e tantas que a antecederam, mas nós colocaremos nossa roupinha branca, beberemos espumante em ridículas taças “flüte” à beira mar, pularemos sete ondinhas, beijaremos e abraçaremos entes queridos e estranhos e, já na madrugada alta, dormiremos bêbados e felizes, certos que amanhã tudo será diferente... e melhor!

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Não pretendo desiludi-los. Depois de uma semana em que vivemos a emoção de receber presentes do Papai Noel, esperar que amanhã tudo esteja diferente faz todo o sentido.



Mas não custa dar uma espiada no que nos aguarda neste novo ano.


ELEIÇÕES

Ano eleitoral, apesar das diferenças, é tudo igual. Gente que a gente nunca teve o prazer de encontrar, quando nos encontra nos trata como se fossemos seus maiores amigos. E, de certa forma, somos mesmo.

O eleitor garante, ao eleito, excelente salário, inúmeros benefícios adicionais, possibilidade de empregar todos os parentes e ainda, dependendo do nível de canalhice de cada um, acesso a negociatas que fariam corar os Irmãos Metralha.


E o que o eleito garante ao eleitor? Nada. Isto é um fato comprovado ao longo de muitas décadas de campanhas eleitorais: a grande maioria do que é prometido, não é cumprido. Muitas vezes prometem uma coisa e entregam outra. Deveriam obedecer às vontades do eleitor que representam (afinal, trata-se de uma democracia representativa, pois não?), mas facilmente mudam de patrão. E passam a representar quem lhes permite acesso a verbas públicas, esquecendo quem os elegeu.

Mas o pior de tudo, em anos eleitorais, é aquele rame-rame chato: “votem com consciência, votem limpo!” Como se o eleitor pudesse adivinhar o canalha que se esconde atrás de sorrisos cheios de implantes de porcelana. Como se o pobre do eleitor fosse capaz de fazer o que a Justiça não conseguiu, que é identificar os bandidos que se candidatam para roubar mais, melhor e com imunidade parlamentar.


COPA DO MUNDO

Não somos conhecidos pelo capricho com que planejamos e executamos nossas obras de infraestrutura. Também nunca fomos famosos pela qualidade de nossos estádios. Mas, se tem uma coisa que o mundo reconhece, é que a cartolagem do futebol brasileiro tem as mesmas qualidades da cartolagem da Fifa.

Não foi à toa que o cartola-mor, João Havelange, foi presidente da Fifa. Tinha know-how, tinha expertise, tinha suficiente estofo moral para implantar, em nível planetário, a... vá lá, “estrutura” que montou aqui.

E nem precisamos estudar muito a fundo a história da CBF. Basta olhar para a Federação Catarinense de Futebol, que fica aqui pertinho, para vermos o nível da coisa. Evidentemente, os ganhadores da Copa do Mundo no Brasil já estão definidos e escolhidos. Não não estou falando dos times, porque nesse jogo alto e pesado, futebol é apenas um detalhe. Os ganhadores serão, como nas copas anteriores, a Fifa e seus parceiros queridos (como a CBF).


E também farão parte da grande festa alguns poucos, que foram escolhidos pela bondosa deusa Fortuna (apelido do casamento entre a Fifa e o governo), para lucrar um pouquinho com as obras, reobras e reformas, com seus aditivos miraculosos e fiscalização soft.

E, daqui a dois anos, teremos as Olimpíadas, outro evento gerador de riqueza e poder (para quem estiver no lugar certo, na hora certa e com o nível de escrúpulos suficientemente baixo). A vida é bela.

CORRUPÇÃO

Nem precisava ter um capítulo só para este tema, porque tudo o que falamos até agora tem, como pano de fundo e também cobrindo o que precisa ser feito por baixo dos panos, essa nossa velha conhecida.

A corrupção faz parte da vida nacional. E não são corruptos apenas os que roubam grandes quantias usando para isso os cargos para os quais foram eleitos. Nem os que compram servidores e agentes públicos como se estivessem em supermercados de almas penadas, para favorecer seus negócios e seus... vá lá, “empreendimentos”.

Nós todos, que praticamos o esporte nacional de roubar um pouquinho, mantemos e alimentamos o clima extremamente favorável para a corrupção generalizada. O mesmo sujeito que fica indignado com o mensalão (mineiro, paulista, furtacor, petista, qualquer um), vive procurando uma forma de “levar vantagem”. Rouba sinal da TV a cabo, para em vaga proibida, saqueia caminhão tombado, bota fita adesiva na placa do carro, ultrapassa pelo acostamento, fura a fila, não para na faixa de pedestres quando está trafegando, mas para na faixa (sobre ela) quando resolve estacionar. E assim por diante. A lista é longa.

E não se vê o menor sinal de que isso vá mudar. Ao contrário: a palavra de ordem parece ser, cada vez mais, “locupletemo-nos todos!”.

CARESTIA

Bem poucas coisas são mais baratas no Brasil do que nos demais países. Tudo aqui é, comparativamente, mais caro. Pra ajudar e facilitar, no apagar das luzes de 2013, o governo, esse nosso inimigo interno, aumentou de 0,38% para 6,38% a alíquota do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para quem viaja e compra no exterior, igualando o custo dos saques à vista ao dos feitos em cartão de crédito. Impotente (e sem o menor interesse) de fazer baixar os preços aqui e sem poder impedir os brasileiros de irem atrás de preços mais baixos, o governo de sábios do Luladilmismo encontrou uma saída simples, rápida e fácil. Que ainda melhora o caixa, coisa muito importante em ano eleitoral.

O resto? Ora, vocês sabem melhor que eu. As idas aos postos de gasolina e supermercados falam por si só. O novo ano trará grandes emoções.

FELIZ ANO NOVO!

Ranzinzices à parte, gostaria que esta noite fosse mesmo mágica e que 2014, para todos vocês, queridos leitores e leitoras, nascesse amanhã realmente novo e feliz. Ah, e que o DIARINHO, que agora em janeiro completa 35 anos, continue cada vez melhor.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.236.192.4

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação