Matérias | Polícia


Itajaí

PM tá de zolho nas fuças dos assaltantes

Setor usa filmagens de comércios e residências para identificar os assaltantes que atacam na city peixeira

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Filmagens feitas por câmeras de segurança de comércios, casas e das ruas de Itajaí estão ajudando a polícia Militar a reconhecer e prender assaltantes. De janeiro a setembro deste ano, 40 bandidos foram reconhecidos através das bisbilhoteiras. A identificação foi feita pelo setor que tem nome de loja de departamento, mas, na verdade, é comandado pela polícia Militar peixeira. A intenção é identificar assaltantes que aprontam na cidade. A ação do Pós-crime, garante a PM, tem feito os roubos diminuírem.

O setor foi criado em fevereiro de 2012, funciona em uma sala do batalhão peixeiro e tem dois policiais exclusivos para realizar o trabalho. Desde a criação, já investigou mais de 400 ocorrências.

Os bandidos Josias Klock, suspeito de praticar quatro assaltos a lojas em Itajaí, e Jonas da Silva, que atacou a casa do secretário de Obras, Tarcízio Zanelato, estão entre os criminosos identificados ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O setor foi criado em fevereiro de 2012, funciona em uma sala do batalhão peixeiro e tem dois policiais exclusivos para realizar o trabalho. Desde a criação, já investigou mais de 400 ocorrências.

Os bandidos Josias Klock, suspeito de praticar quatro assaltos a lojas em Itajaí, e Jonas da Silva, que atacou a casa do secretário de Obras, Tarcízio Zanelato, estão entre os criminosos identificados através do trabalho do setor do Pós-crim. A dupla, apesar de identificada, segue foragida.



O trabalho feito pelo cabo Dongeles Gonçalves e pelo soldado Jullian Sachuk começa após cada assalto a casa ou comércio registrado. “A gente só deixa de ir quando estamos empenhados em outra ação”, explica Gonçalves. Após o assalto, os dois conversam com a vítima, para ver se há alguma chance de reconhecer os assaltantes ou então verificar se existem imagens de câmeras de segurança pra ajudar na identificação dos criminosos.

Dos 185 assaltos registrados a casas e comércios peixeiros de janeiro até setembro deste ano, 40 criminosos foram reconhecidos ou presos pelo Pós-crime. O número pode parecer pequeno, comenta o cabo Gonçalves, mas antes do serviço nem mesmo cinco assaltantes eram identificados. Ainda segundo Gonçalves, antes de o trabalho começar a ser feito, era comum que as vítimas não registrassem o boletim de ocorrência por não acreditar que isso resultaria na prisão dos bandidos. “O comerciante ia à delegacia e virava estatística”, disse.


Mais de 10 mil fotos de suspeitos

Quando os bandidos agem de cara limpa e a vítima lembra das fuças do assaltante, ela é levada para o batalhão, onde os policiais apresentam uma série de fotos de quem possivelmente possa ter cometido o crime. O banco de dados do setor tem uma lista de pessoas já abordadas, presas e mais de 10 mil fotos de suspeitos. Neste banco de dados também são inseridas imagens de bandidos captadas das câmeras de segurança de comércios e casas atacadas.

Não há uma média de tempo para o reconhecimento ou conclusão de um assalto, mas já teve bandido indo parar em cana duas semanas após o crime. Muitas vezes, lembrou Sachuk, o assaltante não é preso pelo mesmo assalto, mas acaba reconhecido em outro roubo, e a ocorrência anterior acaba entrando pra ficha do cara.

“Todas as nossas ocorrências permanecem em aberto. A investigação não para”, explica Gonçalves.

Todo o levantamento feito pela PM é encaminhado para a delegacia, e a papelada ajuda o delegado a instaurar o inquérito policial.


Existe ainda uma parceria do setor com a divisão de Investigação Criminal. O Pós-crime fornece informações do banco de dados enquanto a DIC investiga e instaura o inquérito policial. “No ano passado, fizemos algumas prisões com base nesses dados”, comentou o delegado responsável pela DIC, Celso Pereira de Andrade. Embora Santa Catarina tenha 293 municípios, apenas Itajaí, Joinville e Balneário Camboriú possuem o setor de Pós-crime.

Setor auxilia em crimes comuns

O setor de examinar as bizolhudas foi criado para trabalhar com os casos de assaltos a comércios e residências da região, mas como o serviço se tornou conhecido entre o povão, é comum que a própria comunidade solicite o trampo. Foi o que aconteceu com uma funcionária da Havan. Na terça-feira passada, ela teve a Biz furtada do estacionamento, e as câmeras da loja flagraram a ação do bandido.


Depois de ver o vídeo, os PMs identificaram o criminoso através de uma tatuagem na perna esquerda. Jefferson Luiz Soares, 30 anos, confessou aos fardados que tinha surrupiado a moto e acabou preso. A Biz foi encontrada abandonada no molhe peixeiro. Na casa do criminoso, os policiais ainda recuperaram os objetos da funcionária que estavam dentro da Biz.

PM diz que assaltos também diminuíram

A PM acredita que o trabalho do Pós-crime está ajudando a reduzir o número de assaltos na cidade. No relatório da PM com o número de roubos em Itajaí de janeiro a agosto de 2013, divulgado pelo DIARINHO em setembro, ocorreram 187 assaltos a comércios e baias neste ano. Uma média de 23 roubos por mês. Segundo Gonçalves, antes do trampo do Pós-crime, a média era de 44 ao mês.

Além disso, os PMs já sacaram que para não serem reconhecidos por crimes anteriores os assaltantes estão fazendo um intercâmbio. Quem é de Itajaí assalta em Balneário Camboriú, e quem é de Balneário assalta em Itajaí. Para evitar que isso facilite a ação dos bandidos, a PM troca informações com os órgãos de segurança de outras cidades.

De acordo com o cabo Gonçalves, quem tiver imagem de crimes onde seja possível identificar a cara do bandido, pode entrar em contato com a PM peixeira. A prioridade do setor são os assaltos, mas quando houver um tempinho qualquer crime será investigado. “Não dá pra abraçar o mundo”, confessa o cabo. O telefone pra contato do Pós-crime é o (47) 9975-0499.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.235.172.123

Últimas notícias

ARTE

Artista plástico Rico Mendonça faz exposição em BC

mercado

Omoda e Jaecoo têm data para chegar ao Brasil

“Aedes do Bem”

Escola em Itajaí adota tecnologia da e-Control no combate à dengue

Gigantão

Marcílio Dias faz “Dia do Sócio” com torneio de futebol e show de pagode

Acidente feio

Motorista acerta porradaço em fachada de prédio de luxo na orla de Itapema

ENQUETE

Qual sua opinião sobre a possível visita de Lula a Itajaí?

ITAJAÍ

Conveniência do Cidade Nova é flagrada pela PM vendendo drogas

ITAJAÍ

Homem condenado a 30 anos de prisão por estuprar criança é preso

ITAJAÍ

Carro de empresa de segurança capota em Cordeiros

evolução

Venda e fabricação de veículos crescem em março



Colunistas

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

JotaCê

Anna diz que não será candidata a prefeita

Coluna Esplanada

Lista suja da escravidão

Gente & Notícia

Neia capitaneou noite só para elas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Via Streaming

Pobres Criaturas

Ideal Mente

A importância da comunicação no cuidado

Show de Bola

Final do Catarinense

Direito na mão

Revisão da aposentadoria: oportunidade de aumentar o valor mensal

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Na Rede

Confira as notícias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO


Ana Paula Lima tem uma convicção na vida desde os 23 anos: fazer parte do Partido dos Trabalhadores. ...





Especiais

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 

Legado de amor

Dona Maricotinha, aos 95 anos, tem a vida pautada pela família, religião e dedicação ao próximo



Blogs

Blog do JC

Palavra é tudo!

Blog da Ale Francoise

Lanchinho do bem!

A bordo do esporte

Lola Cars na Fórmula E

Blog da Jackie

Os Fort’s e os Koch’s

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação