Matérias | Esporte


Itajaí

CBF tenta evitar a dona justa

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O rebaixamento da Portuguesa no campeonato Brasileiro virou um jogo de pressão. Dirigentes da CBF querem fazer de tudo para que o caso seja esquecido. O clube do Canindé lança no ar a possibilidade de entrar com ação na Justiça comum para permanecer na série A. A ameaça nada mais é do que uma barganha. Ir além da esfera esportiva seria motivo de embaraço para a CBF, a sete meses da copa do Mundo no Brasil.

O estatuto da Fifa diz, no artigo 69, que as associações nacionais devem tomar todas as precauções necessárias para que os filiados respeitem as decisões tomadas pelas entidades do futebol. “É uma ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O estatuto da Fifa diz, no artigo 69, que as associações nacionais devem tomar todas as precauções necessárias para que os filiados respeitem as decisões tomadas pelas entidades do futebol. “É uma arma poderosa que temos. Vamos usar essa pressão. Eles podem se assustar”, disse um dos mais importantes nomes na diretoria do clube, que pediu anonimato.

Amanhã, a cúpula da Portuguesa se reúne para traçar a linha de defesa a partir de agora. A única coisa definida é que apelação da sentença será feita ao pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O advogado João Zanforlin, que fez a defesa no julgamento de ontem, pode não continuar.



“A Portuguesa conhece o código Disciplinar da Fifa. No artigo 30, sugere que os pontos sejam descontados na edição seguinte do torneio. Podemos adotar este argumento. A Justiça Comum não está descartada, é uma possibilidade”, disse Orlando Cordeiro, que a partir do dia dois de janeiro será o novo diretor jurídico.

O presidente eleito, Ilídio Lico, também não descarta ir até o fim. Mas, por enquanto, não queira dizer isso com todas as letras. “Vamos esgotar todas as possibilidades no STJD. Temos de acreditar em alguma coisa. A ficha não caiu ainda. Foi muito absurdo. Ouvi, durante o julgamento, o advogado do Fluminense falar em moralidade. Se existe alguém que não pode falar de moral, no futebol, é o Fluminense”, disse o cartola.

Pressão na Lusa


O interesse da CBF é abafar a questão o mais rápido possível. A Folha de São Paulo apurou que o presidente da CBF, José Maria Marin, e Marco Polo Del Nero, vice da entidade, vão conversar com a diretoria da Portuguesa para convencê-los de não acionar a Justiça comum. O pedido será ampliado para que os diretores da Lusa orientem seus torcedores a não utilizar esse artifício, que pode trazer perrengues ao clube, bem como entre a CBF com a Fifa.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.236.225.157

TV DIARINHO


O domingo chuvoso e de frio não tirou a disposição dos pescadores que participaram do 4º Arrancadão ...



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação