Colunas


Coluna do Janio

Por Coluna do Janio -

Aposta alta


A chegada do treinador Rogério Corrêa é uma aposta alta do superintendente Diego Cope. Foi essa a primeira pergunta que fiz na coletiva de imprensa dessa segunda-feira, na apresentação do novo treinador do Marinheiro, e Cope não titubeou na resposta. Rogério veio para Itajaí porque é o homem de confiança de Diego, que estava vendo o elenco que ele montou ser mal administrado pelo treinador anterior. Rogério não tem currículo como treinador de futebol profissional que o credencie em assumir o Marcílio em um momento de alta cobrança, já que dar uma alegria ao torcedor ainda em 2022 virou questão de honra para quem está sofrendo com as dificuldades no dia a dia do clube, inclusive para o presidente Hercílio Henrique de Mello. O treinador vem de um bom trabalho no Votuporanguense (SP) em 2021, junto com Diego Cope, e a dupla espera repetir a dose agora no Marcílio Dias. O superintendente pediu um voto de confiança e deixou bem claro: está dando um “all-in” no Marinheiro. Saiu da estabilidade que tinha no futebol interior paulista para fazer seu nome em um dos clubes mais tradicionais de Santa Catarina. E esse objetivo passa por ganhar a Copa Santa Catarina, dar um título e uma vaga inédita na Copa do Brasil ao rubro-anil. O investimento no elenco foi alto, jogadores com mercado no futebol brasileiro vieram para o rubro-anil acreditando no projeto de Cope, que agora traz um treinador para ser a peça que faltava nessa engrenagem que ele mesmo arquitetou.

Decepção

Jorginho é uma grande pessoa, com uma grande história no futebol como jogador e treinador, e isso gerou uma expectativa muito alta no seu trabalho desde a sua chegada. Porém, foi preciso apenas uma coletiva, de apresentação, para o treinador começar a decepcionar. Não apenas nas palavras, nas coletivas entediantes que muitas vezes fugiam do assunto abordado pela imprensa, mas pelo trabalho em campo. Esperava-se que Jorginho conseguisse manter trabalhos razoáveis como fez em Figueirense e Juventus, mas o que se viu em sete jogos, foi uma grande desorganização e falta de convicção no que estava sendo feito. Após o empate com o Nação em 0 a 0, em casa, não havia mais perspectiva de melhora. Por mais que Jorginho repetisse sempre o discurso de que precisava de tempo, dar mais tempo poderia representar também a perca de mais um campeonato. Jogadores fora de posição, esquema tático confuso, substituições sem explicação. Jorginho usou o tempo no Marcílio para experimentos, quando fazer o simples era o caminho. Que tenha muita sorte na carreira, mas no Marinheiro, o seu trabalho não vai deixar saudades.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna do Janio

Veio a primeira vitória

Coluna do Janio

Decepção no Gigantão

Coluna do Janio

Estreia positiva

Coluna do Janio

Semana de estreia

Coluna do Janio

Elenco quase formado

Coluna do Janio

Polêmica do estádio

Coluna do Janio

Novos caras

Coluna do Janio

Sopro de esperança

Coluna do Janio

Lamentável

Coluna do Janio

Hora da reformulação

Coluna do Janio

Choque de realidade

Coluna do Janio

Jorginho é o novo técnico do Marinheiro

Coluna do Janio

Derrota vexatória

Coluna do Janio

Vitória da superação

Coluna do Janio

Os problemas do Marinheiro

Coluna do Janio

Retrato do clube

Coluna do Janio

Falhas que custam caro

Coluna do Janio

Superação e bom desempenho

Coluna do Janio

Vitória importante

Coluna do Janio

Derrota da incompetência



Blogs

Blog do JC

Juliana lasca que na câmara de BC, tem representantes da banda podre na política. Credo!

A bordo do esporte

Circuito Paulista de Verão marcado pelo equilíbrio no Speed Park

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Esperidião Amin

"Eu não quero colocar o Bolsonaro dentro da minha gaiola - que é o que alguns querem, ser o dono do Bolsonaro. Já foram até repreendidos por isso”

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

Odair Tramontin

“O Partido Novo defende a privatização de tudo que for possível”

TV DIARINHO

Entrevistão com Esperidião Amin - Candidato à Governador de Santa Catarina pelo PP




Especiais

ENTREVISTA

“Já atingimos ponto de não retorno” em algumas regiões da Amazônia, diz pesquisadora

ELEIÇÕES 2022

Partidos em Santa Catarina receberam quase R$ 194 milhões

ELEIÇÕES 2022

Confira quanto cada candidato da região recebeu do fundão eleitoral

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação