Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

O gênero da política


Alguns aprendizados podem ser alinhados, desde já, para as próximas eleições municipais. Ainda haverá o efeito do confronto medíocre, acusatório e pouco politizado. Reputações serão colocadas como determinação de caráter do mal, criado com luzes escuras do ânimo e ritos da maldição. E nada de Programa de Governo, feitos públicos ou determinação republicana.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





O fundamento da política eleitoral se frustrou a dar ao eleitor [no Brasil, nunca cidadão] o apelo pelo pessoal, pela conduta, pelo café com pastel no balcão da lanchonete para sugerir ares de simplicidade e proximidade, e nada de Programa de Governo e Compromissos de Ação. A imagem do candidato ainda será postada acima dos interesses coletivos. Não haverá, é certo, o desenho da cidade atual e o ensaio sobre o desenvolvimento que ali em frente se fará necessário. Só há bocas e línguas a se declararem como “a opção”. Não há ouvidos! Não será possível auscultar atentamente os ruídos produzidos pelo organismo Cidadania [relação de um com todos] e da Democracia [relação de todos com todos]. Em terras de políticas áridas, a luta é contra o outro qualquer que não seja eu e minha preferência. Vote em mim, por mim, e não por você e os outros.

Como eleitores ainda discutiremos gostos e preferências pessoais, e esqueceremos o que é coletivo de uma cidade e pessoas [no Brasil, nunca cidadãos] que ali moram. As necessidades públicas serão apostiladas em cadernos que se combinarão à poeira, à umidade e ao desgaste do envelhecimento às coisas oferecido pelo tempo. O centro gravitacional da política ainda estará na fotografia do candidato e não no mapa e nos dados estatísticos das cidades.

A “diversão” eleitoral, atualmente, é o enfrentamento maniqueísta de guerra, de suspeitas de golpes, de chamadas à intervenção militar pelas armas e pela força, e do apelo a acusações de ideologias mal conformadas em civilizações da internet cuja participação se faz pelo teclado. Se ao menos fôssemos liberais, já seria um avanço! A “diversão” eleitoral é a “espiritualidade divina” a se derramar sobre o “homem do bem”, que usa da mulher para driblar a sua misoginia e seu machismo escancarado em gestos, piadas de péssimo gosto, agressões a jornalistas e repórteres. E nada de Programa de Governo ou determinação democrática.

À mulher-esposa foi transferida a tarefa de representação que “todas” as mulheres ali, naquele papel, podem se sentir protegidas, respeitadas, e que serão protagonistas da vida pública, carregadas de autonomia e liderança. Mas se uma mulher jornalista aparecer na esquina e fizer perguntas sobre posturas não-republicanas, então a briga do “casal” sofrerá agressões e infortúnios na linha reta do “só se for na casa da tua mãe”.

Para o bem e para o mal, o Gênero foi fixado na moldura política como nunca antes fora feito na vida pública nacional. Para a mulher, diante do machismo e das restrições históricas à sua cidadania, haverá a necessária e já tardia imposição de moralidade republicana e respeito político. E não por ser mulher, mas por ter direitos que lhe foram sacrificados em nome da “prevalência” masculina na história. Esquecida no tempo, a conversa sobre gênero, hoje, foi alçada como interesse público, não como mulher-esposa com papel de figurante em comícios, mas como cidadã frente a qualquer outro cidadão. A Cidadania não tem sexo, nem gênero!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Exitus na Política

A órbita eleitoral

Coluna Exitus na Política

O medo e a vulgaridade

Coluna Exitus na Política

Um lugar desconhecido

Coluna Exitus na Política

Uma torneira na cabeceira da cama

Coluna Exitus na Política

O poder sem face

Coluna Exitus na Política

O lixo

Coluna Exitus na Política

Agora, o eleitor

Coluna Exitus na Política

A cenoura que não se come

Coluna Exitus na Política

Feito de ossos

Coluna Exitus na Política

Política e totens

Coluna Exitus na Política

Gestão auditável

Coluna Exitus na Política

Magia e farsa

Coluna Exitus na Política

Um e noventa e nove

Coluna Exitus na Política

Divisão do trabalho político

Coluna Exitus na Política

Segundo turno agora

Coluna Exitus na Política

Verdes e cinzas

Coluna Exitus na Política

A liberdade sob tortura

Coluna Exitus na Política

A liberdade do astronauta

Coluna Exitus na Política

Coice e passo adiante

Coluna Exitus na Política

Voto e consequência



Blogs

Blog do JC

Juliana lasca que na câmara de BC, tem representantes da banda podre na política. Credo!

A bordo do esporte

Circuito Paulista de Verão marcado pelo equilíbrio no Speed Park

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Esperidião Amin

"Eu não quero colocar o Bolsonaro dentro da minha gaiola - que é o que alguns querem, ser o dono do Bolsonaro. Já foram até repreendidos por isso”

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

Odair Tramontin

“O Partido Novo defende a privatização de tudo que for possível”

TV DIARINHO

Entrevistão com Esperidião Amin - Candidato à Governador de Santa Catarina pelo PP




Especiais

ENTREVISTA

“Já atingimos ponto de não retorno” em algumas regiões da Amazônia, diz pesquisadora

ELEIÇÕES 2022

Partidos em Santa Catarina receberam quase R$ 194 milhões

ELEIÇÕES 2022

Confira quanto cada candidato da região recebeu do fundão eleitoral

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação