Colunas


JotaCê

Por Coluna do JC -

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

ITBI


O vereador peixeiro, Adriano Klawa, visitou a choupana do JC pra falar da Audiência Pública sobre o ITBI que rola hoje na piramidal (foto: divulgação)

Nesta quarta-feira a piramidal peixera promoverá uma Audiência Pública para debater possíveis alterações no arbitramento e cobrança do ITBI por parte do fisco municipal. O pedincho para realização da audiência é do revoga-tudo agora com máscara Adriano Klawa (PSL) que visitou o socadinho escriba.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





 

Projeto

A audiência foi provocada pelo envio de um projeto de Lei da prefa peixeira, que pretende delegar aos Auditores Fiscais Municipais maiores poderes na definição do valor das transações imobiliárias que ocorrem na city.

Presenças

O bate-papo na piramidal casa do povo - deve contar com a presença de representantes dos auditores, procuradores e técnicos da fazenda municipal, além de empresários da construção civil e de representantes da OAB.

Lei Otto

Não custa lembrar que recentemente o vereador pingo d’ouro Otto da Farmácia (Republicanos) aprovou uma lei que proíbe a majoração de impostos sem que role um lero do povão com as autoridades, através de uma Audiência Pública. Resta saber se o povão vai comparecer ou se vai ficar na moita. Vamos participar, meu povo!

Assunto antigo

O ITBI é assunto antigo e que nunca foi bem resolvido pela classe política. A discussão através de uma Audiência Pública é bacana, mas sem a participação popular efetiva, o bate papo vai levar mais uma vez a decisão para os bastidores, onde as classes envolvidas exercem pressão pra cima do executivo pra ver quem pode mais.

Embarcou

O agora com máscara, vereador Klawa, embarcou na ideia da Lei Otto e no assunto trazido pelo ex-vereador Robison Coelho (PSDB, ainda) e pelo atual vereador, o devoto Beto Cunha (PSDB) que brigaram pela ampliação do parcelamento do imposto e transferência dos imóveis no início das parcelas. Tomara que consiga avançar, pra ajudar o povão na hora de pagar o imposto!

Desastrosa

A ocorrência na principal rua da city peixeira foi pra lá de exagerada e, trouxe à tona o despreparo de agentes da GM, que foram em peso para a prisão de um ambulante; não que o ambulante estivesse certo, mas não se usa um tanque de guerra para trocar uma lâmpada, até porque primeiro a fiscalização de ambulante é do SMU, que pelo menos na confusão, não se vê no local.

Comando

Claro que quando chamados no rádio nem guarda e muito menos a polícia sabe o que vai encontrar, e é onde se entra o comando ou a falta dele como foi o caso. Afinal é de se questionar como todos ou a maior parte dos agentes foram enviados para a mesma ocorrência? Quem determinou? A culpa não é dos agentes, mas de quem tem o mando de campo. O comando.

Armado

Quem passou o rádio e, o comando da guarda afirmou que não sabia da ocorrência (em manifestação para o DIARINHO) que mandaram quase todos os agentes? Não é de hoje que Agentes de trânsito e Guarda Municipal reclamam da falta de comando. Na ocorrência, tinha um ‘agente à paisana, ostensivamente, armado’. Um descalabro, uma abordagem truculenta.   

Só posa de bonito

O secretário e o adjunto não dão as caras. Ou seja, o comando, detonam os guardas, não frequenta a secretaria e quando ‘aparece’ é pra fazer fofoca ou infernizar quem tenta trabalhar e, liberar para uma casta privilegiada de puxas, hora-extra, escolha de horários e o resto carrega o piano às cegas, sem comando. É preciso acordar!

Por fim

A cidade tem vendedores ambulantes, sem nenhum tipo de alvará, em sinaleiras, em ruas e esquinas. Aos finais de semana, caminhões vendendo sofás e cadeiras se instalam e nada do SMU ou da guarda Municipal pra bizolhar essa situação. Mas na Hercílio Luz... Quando era garoto na década de 80, vendi material de coleção na Hercílio Luz e fui abordado pela fiscalização, cortês e educada. 

Coercitivamente

O vereador Vanderlei Dalmolin (MDB) foi levado na tarde de ontem, coercitivamente, pela polícia Civil da piramidal pra prestar depoimento. Os linguarudos de plantão contam que Dalmolin se explicou no plenarinho de que existe uma acusação de um inquilino que não pagou, ter sido cobrado na base da bala. Dalmolin, também, teria comentado das broncas passadas que teve e que estavam pagas...

Verborragia

A verborragia da minha ex-musa, a BBB Anna Carolina (PSDB), pra cima do vereador Bruno da Saúde (MDB) durante a sessão da CPI das máscaras, na última segunda-feira, assustou até os mais chegados da galega, que estão pra lá de acostumados com a grosseria sistemática da bocuda.

Climão

Os xingamentos de tudo quanto é espécie pra cima do presidente da CPI foram o assunto da tarde nos bastidores da piramidal peixera. Servidores, vereadores, assessores e até o presidente da casa teriam se surpreendido com os ataques desproporcionais. Bruno, que é tido como da paz pelos colegas, tem recebido apoio de colegas da situação e oposição, todos em choque com a má educação da galega.

Sinceramente

Sinceramente, este pançudinho não se surpreendeu com os ataques e relatos que chegam da casa do povo. Anna Carolina mostra a cada dia o quanto é mimada, autoritária e antidemocrática, pra galega tudo tem que girar em torno de seus interesses e suas opiniões. Quem se atreve a pensar o contrário é achincalhado. Por isso, quando precisa, não reúne meia dúzia de gente de peso pra apoiar uma candidatura maior.

Sensato

Se há questionamentos do executivo municipal quanto à legitimidade e legalidade da CPI, agiu certo o presidente da mesma em cercar-se de segurança jurídica para a continuidade dos trabalhos. Aliás, a BBB é advogada e deveria ser a primeira integrante da CPI a apoiar a ação do vereador Bruno. E cá entre nós, uma suspensão por três dias vai mudar o que?

Trampolim

Os analistas políticos mais experientes garantem que a galega usou a decisão do vereador Bruno como um trampolim para fazer a única coisa que sabe: berrar e xingar. Anna nunca construiu pontes, nunca teve discurso de unidade, nunca conseguiu enaltecer alguma liderança que não fosse a sua ou alguém que lhe interessasse momentaneamente pra depois jogar fora, como tem usado o seu noivo Osmar Teixeira (SD).

Nulidade

Aliás, a apuração de uma eventual nulidade na formação da CPI é muito melhor que seja feita agora do que lá na frente. A advogada Anna Carolina sabe que uma nulidade no final de um processo pode condená-lo por inteiro. Já pensou se Bruno deixasse de buscar a segurança jurídica para a CPI e os trabalhos fossem anulados lá na frente por sua omissão? Como ficaria o discurso da galega?

Não gostaram

A participação do suplente de vereador peixeiro, Gabriel Zanon (Podemos ou Novo?),  na manifestação Fora Bolsonaro, em São Paulo, no último domingo - dando discurso e dizendo que a esquerda e direita tem que se unir, não fez bem pra certos ouvidos na city peixeira que não conseguem ter essa visão, quanto mais uma suposta união de ideologias diferentes.

Colombo

O ex-governador com cara de padreco Raimundo Colombo (PSD) foi homenageado na casa do povo do outro lado da vala, em Navega City. A proposta de uma moção de congratulações foi apresentada pelo vereador Andrew Laurentino e aprovada por unanimidade.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO

Confira os destaques desta sexta-feira




Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯