Matérias | Polícia


APOSTAS ONLINE

Quadrilha de influencers estava por trás do “Jogo do Tigre”

Polícia investiga grupos que prometem fortuna fácil em jogo ilegal

João Batista [editores@diarinho.com.br]

Polícia investiga grupos que prometem fortuna fácil em jogo ilegal (Foto: Reprodução)

Um grupo de influenciadores digitais está por trás do famoso “Jogo do Tigre”, um jogo on-line de apostas com promessa de fortuna fácil para os seguidores. Três pessoas foram presas em Curitiba (PR) e outros 15 influenciadores foram ouvidos em investigação da polícia. Crimes de exploração de jogos de azar, formação da quadrilha e lavagem de dinheiros são apurados.

A investigação mira grupos do Paraná e também do Maranhão, onde um esquema parecido foi descoberto em setembro. Segundo a polícia, uma rede de influencers trabalha como aliciadores de jogadores para entrar na plataforma do jogo. As vítimas são enganadas e ficam no prejuízo, enquanto os influenciadores, que aparecem na internet como supostos vencedores, ostentavam carrões nas redes sociais.

As postagens na internet mostrando o enriquecimento rápido foram o que chamou a atenção da polícia no Paraná. Em vídeo, um dos influenciadores diz que era motoboy e agora estava comprando ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A investigação mira grupos do Paraná e também do Maranhão, onde um esquema parecido foi descoberto em setembro. Segundo a polícia, uma rede de influencers trabalha como aliciadores de jogadores para entrar na plataforma do jogo. As vítimas são enganadas e ficam no prejuízo, enquanto os influenciadores, que aparecem na internet como supostos vencedores, ostentavam carrões nas redes sociais.

As postagens na internet mostrando o enriquecimento rápido foram o que chamou a atenção da polícia no Paraná. Em vídeo, um dos influenciadores diz que era motoboy e agora estava comprando um carro de R$ 1 milhão. Outros três colegas também publicaram vários vídeos nas redes sociais. “Agora o pai tá de Porsche. Zeramos o game, esquece”, comenta um deles.



“Eles eram motoboys, pessoas comuns, e num curto espaço de tempo apareceram com diversos carros importados, viagens internacionais”, destacou Thiago Dantas, delegado da Polícia Civil do Paraná, em entrevista para o Fantástico. O grupo ganhava dinheiro divulgando plataformas ligadas ao “Fortune Tiger”, conhecido como “Jogo do Tigre”. Nos aplicativos, os usuários se cadastravam, depositavam dinheiro e faziam apostas.

Essas plataformas de jogos são consideradas ilegais pelas autoridades brasileiras porque não têm regulamentação e, muitas vezes, estão hospedadas em sites no exterior. Eles diferem dos aplicativos de “bets”, apostas esportivas permitidas em lei, embora ainda com processo de regulamentação específica em andamento.

No caso do quarteto de Curitiba, eles eram contratados pra divulgar os jogos ilegais. Nas redes, eles contam com cerca de um milhão de seguidores e ganhavam entre R$ 5 mil e R$ 15 mil por campanha de divulgação de sete dias, segundo a polícia. Em vídeos e postagens, o grupo dava dicas de como apostar, faziam sorteios, lançavam promoções e rifas eletrônicas, buscando conquistar apostadores.


Influencers ganhavam por apostador

A investigação aponta que os influencers ganhavam entre R$ 10 e R$ 30 a cada pessoa que se cadastrava nas plataformas. Três dos influenciadores de Curitiba foram presos em novembro e a quarta pessoa do grupo não foi encontrada pela polícia. Carros de luxo e dólares em dinheiro vivo foram apreendidos. A polícia estima que, em seis meses, o grupo tenha movimentado R$ 12 milhões.

A partir dos influencers presos, os policiais rastrearam as contas pra descobrir a origem dos pagamentos e quem estaria no comando do esquema. Eles já foram soltos na semana passada e alegaram que não têm controle sobre a plataforma de jogos. Em São Luís (MA), a polícia já tinha investigado uma influenciadora digital que foi alvo de busca e apreensão em setembro. Mais de R$ 1 milhão em dinheiro e três carros importados foram apreendidos.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.239.154.201

TV DIARINHO


Leilão de carros apreendidos em Santa Catarina deve ser mais agilizado com parceria entre Detran e Tribunal ...





Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação