Matérias | Geral


estaleiro em Itajaí

Marinha faz testes antes de iniciar a produção de fragatas bilionárias

Construção inicia em setembro; contrato prevê investimentos de quase R$ 10 bilhões para produção de quatro embarcações

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Marinha promoveu cerimônia oficial no Thyssenkrupp Estaleiro, em Itajaí (foto: João Batista)

O processo de produção dos navios do programa Fragatas da Classe Tamandaré avançou mais um passo nesta terça-feira, no Thyssenkrupp Estaleiro Brasil Sul, em Itajaí. Em cerimônia oficial, a Marinha do Brasil e o consórcio Águas Azuis, responsável pela execução do projeto, apresentaram um modelo de verificação que reproduz em tamanho real uma das praças de máquinas de um dos navios.


A aprovação da estrutura, uma unidade piloto, que pesa mais de 18 toneladas com mais de nove metros de comprimento, é necessária para o início da fabricação da fragata ainda neste ano. A ação serve para validar os processos de fabricação e dar sinal verde para a sequência dos trabalhos.

O programa das fragatas contempla a construção de quatro navios modernos e de alta complexidade tecnológica. O projeto é conduzido pela Marinha desde 2017, e prevê a construção da primeira unidade a partir de setembro de 2022, com entrega para o final de 2025. A produção será tocada pelo consórcio das empresas Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech. A gestão do contrato é da Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), estatal ligada à Marinha.

As embarcações devem modernizar a força naval, com a renovação da esquadra brasileira e o fortalecimento da indústria de Defesa. Conforme a Emgepron, as fragatas serão escoltas versáteis e de alto poder de combate, com capacidade de atuar contra múltiplas ameaças, tanto na fiscalização quanto na proteção das atividades econômicas, como a petrolífera e pesqueira.

Os navios serão usados na defesa e monitoramento da chamada Amazônia Azul, área marítima de mais de 5,7 milhões de quilômetros quadrados ao longo do litoral brasileiro. Ao mesmo tempo, as fragatas terão capacidade de trabalhar em operações de busca e salvamento e no combate a crimes de poluição, pirataria e pesca ilegal, entre outros, além de atender compromissos internacionais.

A aliança naval entre a empresa e a Embraer Defesa & Segurança permitirá criar bases à exportação de produtos de defesa naval a partir do Brasil. Em Itajaí, está prevista a contratação de cerca de 2 mil trabalhadores diretos, que receberão capacitação, além da geração de outros 6 mil empregos indiretos.

Continua depois da publicidade



 

Fragatas de última geração, produzidas no Brasil, por brasileiros, filhos da terra, serão lançadas para proteger nossas águas e garantir a soberania do território nacional” - Diretor-geral do consórcio Águas Azuis - Fernando Queiroz

Continua depois da publicidade



 

Desenvolvimento tecnológico e impactos além da construção

Projeto detalhado do navio ficou pronto

O programa prevê a transferência de tecnologia, dominada por poucos países, e a capacitação de empresas e da Marinha do Brasil. A Thyssenkrupp Marine Systems, da Alemanha, está fornecendo a tecnologia naval da plataforma de navios de defesa da Classe Meko, já utilizada em 82 embarcações em operação pelas marinhas de 15 países, entre eles Portugal, Grécia, Austrália, Argentina e Argélia.

O diretor-geral do consórcio Águas Azuis, Fernando Queiroz, lembrou que nos últimos dois anos o foco foi a mobilização do estaleiro e o desenvolvimento do projeto detalhado do navio. Ele lembrou ainda que as restrições da pandemia logo após a assinatura do contrato comprometeram as reuniões e discussões do projeto - o cronograma inicial previa início da fabricação em março deste ano.

  “Em breve, fragatas de última geração, produzidas no Brasil, por brasileiros, filhos de nossa terra, gente da nossa gente, serão lançadas para proteger nossas águas e garantir a soberania do território nacional”, destacou Fernando.

Segundo ele, o legado da construção das fragatas irá muito além dos benefícios tecnológicos, intelectuais e educacionais, e atravessará gerações. “Com o desenvolvimento tecnológico, traremos formação de mão de obra altamente qualificada e crescimento socioeconômico. O impacto positivo é extremamente amplo e vai alcançar a cadeia de valor não só em Itajaí e região, mas em todo o Brasil”, completou.

Investimento em soberania

Comandante da Marinha, Almir Santos, destacou a importância do projeto para monitoramento da costa

O almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, comandante da Marinha, comentou que o modelo para execução do projeto permite a capitalização de uma empresa pública, independentemente do Tesouro, para investir em setores críticos, como o da soberania nacional.

“O Parlamento teve o bom senso e o entendimento da importância desse projeto para o país e para a nossa soberania, aprovando a proposta de capitalização”, lembrou, sobre a criação do programa, que prevê investimentos de quase R$ 10 bilhões ao longo do contrato.

Conforme o almirante de Esquadra José Augusto Vieira da Cunha de Menezes, a apresentação da qualificação da seção marca o encerramento da fase de execução do plano de mobilização do estaleiro, iniciada após contrato em setembro de 2020.

“Durante esse período foram realizados os estudos de revisão e consolidação dos requisitos contratuais, bem como a aprovação do projeto de engenharia que está em fase de detalhamento para a construção das fragatas”, disse.

A preparação do estaleiro ainda envolveu adequações no parque industrial, incluindo a mobilização de recursos humanos e a implantação de um plano de treinamento dos profissionais.

 

SAIBA MAIS

- A unidade piloto pesa mais de 18 toneladas e tem mais de 9 metros de comprimento

- Teste serve para validar os processos de fabricação e dar sinal verde para a sequência dos trabalhos

- Os navios serão usados na defesa e monitoramento de 5,7 milhões de quilômetros quadrados do litoral brasileiro,  para salvamento e no combate a crimes de poluição, pirataria e pesca ilegal

 




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.232.59.38

Últimas notícias

Denúncia

Buraco em travessa do centro de Navegantes completa um mês

Música

MC de Balneário Camboriú abre caminho na cena do funk e trap

Mistério

Dono de construtora de BC é executado em bairro de luxo de São Paulo  

55 milhões

Prêmio da Mega acumula mais uma vez

Caso de polícia

“O motorista estava totalmente enlouquecido, passava por dentro de postos, cortava a frente,” conta presidente da ACIN sobre carro que provocou acidente com prefeito

Acidente

SpaceFox capota e cai em riacho no Matadouro

Itajaí

Mulher desaparecida da praia Brava é localizada no bairro

Procura-se a Simone

Moradora da praia Brava desaparecida há quase 24 horas foi encontrada

Balneário Camboriú

Demolição de prédio da rua 3800 segue para reta final; trânsito é liberado

Assembleia Legislativa 

Estudantes “aprovam” o fim do narguilé e do cigarro eletrônico 



Colunistas

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

“Amor Sublime Amor”

JotaCê

Promessas da Auto Pista

Jackie Rosa

Lá vem a Alice

Canal 1

Band tem entendimentos avançados para transmitir desfiles de São Paulo

Coluna Esplanada

PRF contra Bolsonaro

Gente & Notícia

Novo empreedimento

Clique diário

Espetáculo no céu

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher

Coluna do Janio

Jorginho é o novo técnico do Marinheiro

Coluna Exitus na Política

Um e noventa e nove

Coluna do Ton

Níver da Ana Laura

Instituto Ion | Informando e Inovando

Contratos culturais feitos por prefeituras

Coluna Fato&Comentário

Dimas Rosa: artista de Itajai desconhecido aqui

Vinicius Lummertz

O Turismo pode ser o nosso novo Agro   

Espaço InovAmfri

Olhar adiante



TV DIARINHO


Roberto Paião é diretor executivo do estaleiro Okean & Ferretti, referência no mercado náutico nacional ...



Podcast

Notícias da semana e o impacto na economia

Publicado 02/07/2022 17:42



Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

A bordo do esporte

Catarinense segue entre os líderes do Mundial de Optimist

Blog da Ale Francoise

Chá de sabugueiro!

Blog do JC

Salve o Ribeiro!

Blog do Ton

Consultório médico, em Balneário Camboriú tem pegada chic, mas sem excessos

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação