Matérias | Geral


Pancadão

Itajaí é um dos berços do “mega funk”

Som que mistura funk com música eletrônica se diferencia de outros estilos pela mixagem

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

DJ Ezequiel Mendes é prata da casa Foto: Reprodução/ Redes Sociais


A galera jovem comenta que a origem do estilo conhecido como mega funk rolou em Itajaí. Mas há quem diga que ele é natural de Curitiba, outros dizem que veio de Florianópolis e, alguns, ainda creditam a origem do som a Navegantes.

O que se sabe é que o mega funk é um estilo de som que tem uma vertente do eletro funk (também com origens sulistas) e das raves. O eletro funk estourou nos início dos anos 2010 e, como o próprio nome indica, mistura elementos da música eletrônica com o funk.

O mega funk se diferencia dos demais gêneros, principalmente, pela forma de mixagem: enquanto o eletro é mixado, como uma única música, o mega tem suas contagiantes batidas marcadas a partir do refrão. São sets que, em geral, têm entre três e 10 minutos de duração, podendo ter vários refrãos vindos de samples dos estilos musicais variados. Além da mistura de funk e eletrônico na própria batida, o mega ainda pode incorporar mais gêneros e se desdobra em mega sertanejo, mega pagode e até mega “gaitaço”.



Não se tem um registro exato de como surgiu o primeiro mega funk, mas muitos músicos acreditam que a origem rolou na região, há mais de cinco anos. Isso porque a região tem muito forte a cultura do som automotivo e dos carros rebaixados, modificados ao gosto dos motoristas.

A música foi levada às casas noturnas e até mesmo às competições de veículos automotivos. Assim o estilo se popularizou e tem crescido muito e se expandido para todo o Brasil.

Alguns dos principais DJs de mega funk são de Itajaí e região, como por exemplo DJ Jonatas Felipe, DJ Thiago SC, DJ Ezequiel Mendes, DJ Dreysson Rodrigues, DJ Kauê Souza e DJ Dudu Vieira. Eles contam com diversas redes sociais e plataformas musicais, com isso gerando uma imensa divulgação do mega funk, chegando a vários estados e cidades do Brasil e mundo.


Eles garantem “o mega funk está cada vez mais sendo tocado, divulgado e apreciado pelos jovens e a tendência é crescer cada vez mais”.




Comentários:

Rodrigo Spinola

30/09/2021 07:35

Funk, mega funk...seja o raio que o parta não passa de LIXO...ainda chamam essas merdas de músicas ? Nem cantar essas amebas sabem. Lixo que chamam de muaica. Isso nunca vai ser música. A cultura brasileira é porca mesmo.

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.235.65.220

Últimas notícias

O maior do ano

Prêmio acumulado da Mega vai pagar R$ 300 milhões

BALNEÁRIO

Prefeito Fabrício Oliveira se filia ao PL de Jair Bolsonaro

Pirâmide financeira

Representante fake da Lamborghini é alvo da PF

ELEIÇÕES 2022

Luci Choinacki busca o retorno à Assembleia Legislativa

Série B

Chape recebe o Bahia em jogo encarado como decisão

Jogão

São Paulo decide o título da Sul-Americana na Argentina

Artes Marciais

Lutador de Itajaí busca apoio para mundial

Copa Santa Catarina

TJD nega pedido do Marinheiro e partida é mantida para segunda-feira

Cidade Nova

Capivara acuada ataca morador em Itajaí

Deputada estadual

Ciça Müller quer batalhar por escola integral



Colunistas

JotaCê

Vereadora chama secretaria de demagoga

Coluna Fato&Comentário

Aprender português com quem sabia

Coluna Esplanada

Nogueira acredita

Vinicius Lummertz

SC do futuro: o voto responsável no domingo

Canal 1

Existem diferenças naturais entre a Pantanal do passado e a de agora

Clique diário

Essência da cidade

Gente & Notícia

No clima das festas de outubro

Direito na mão

INSS convoca segurados para novo “pente-fino”: aposentadorias, auxílios e benefícios por incapacidade estão na mira de corte

Coluna Exitus na Política

A órbita eleitoral

Jackie Rosa

Show de Armando

Na Rede

Confira as notícias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Coluna do Janio

Aposta alta

Coluna do Ton

Fiori

Via Streaming

“Estrelas Além do Tempo”

Artigos

Marco do sesquicentenário do município destruído

Instituto Ion | Informando e Inovando

Um ano de Informando e Inovando

Coluna Tema Livre

Cuidado com os candidatos



TV DIARINHO


Entrevistão com Jorge Boeira - Candidato à Governador de Santa Catarina pelo PDT





Especiais

ENTREVISTA

“Já atingimos ponto de não retorno” em algumas regiões da Amazônia, diz pesquisadora

ELEIÇÕES 2022

Partidos em Santa Catarina receberam quase R$ 194 milhões

ELEIÇÕES 2022

Confira quanto cada candidato da região recebeu do fundão eleitoral

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos



Blogs

Blog do JC

Prefeito pop star Fabrício Oliveira no PL

A bordo do esporte

Circuito Paulista de Verão marcado pelo equilíbrio no Speed Park

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Jorge Boeira

“A saúde de Santa Catarina está esperando vaga na UTI”

Esperidião Amin

"Eu não quero colocar o Bolsonaro dentro da minha gaiola - que é o que alguns querem, ser o dono do Bolsonaro. Já foram até repreendidos por isso”

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação