Matérias | Geral


Prefeitura e na câmara

Condenados na lei Maria da Penha serão impedidos de assumir cargos

Projeto aprovado no legislativo prevê proibição pra cargos efetivos e comissionados

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Proposta ainda passará por segunda votação antes de ir pra sanção do prefeito (Foto: Divulgação/Agência Brasília)


Projeto de lei aprovado na câmara de Vereadores de Itajaí, nesta semana, proíbe que pessoas condenadas pela lei Maria da Penha, que trata de crimes de violência contra a mulher, sejam nomeados para cargos efetivos ou comissionados. A medida vale para cargos na prefeitura, órgãos da gestão municipal e no legislativo de Itajaí.

A proposta é do vereador Otto Quintino Jr. (Republicanos) e foi aprovada, em primeira discussão, com 14 votos favoráveis. Seguindo o regimento interno, o projeto ainda passará por mais uma votação e, confirmando a aprovação, será encaminhado para a sanção do projeto pra começar a vigorar.

A nova lei complementa a legislação municipal que, até o momento, proíbe somente a nomeação de servidores condenados na lei Maria da Penha para cargos comissionados. Com o projeto, a proibição será estendida para servidores efetivos. Para o vereador, a medida serve como importante instrumento, mesmo que indireto, de combate à violência doméstica.



Para Otto, a ideia de ampliar a proibição também visa atender os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência no serviço público. A proibição valerá para pessoas com condenação em decisão transitada em julgado, até o comprovado cumprimento da pena.

O vereador lembrou, no projeto, que já há entendimento do supremo Tribunal Federal (STF) que, em recurso julgado pelo ministro Edson Fachin, confirmou a constitucionalidade de lei igual aprovada em Valinhos (SP). Recurso da câmara da cidade paulista e do ministério Público questionava a decisão do tribunal de Justiça que considerava na norma ilegal.

A alegação era que a competência, pra esse tipo de mudança, seria da prefeitura, por se tratar de regime jurídico de servidores. Para Fachin, o tema não é restrito ao poder Executivo, e visa impor regra geral de moralidade administrativa, atendendo princípios constitucionais.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.238.199.4

Últimas notícias

Solidariedade 

Mãe pede ajuda para alimentar os filhos

Flagra 

Homem com drogas  é preso em BC por pichação

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Aplicativo de estacionamento rotativo de BC passa por atualizações

PORTO BELO

7º edição do Festival de Camarão vai rolar em Porto Belo 

Prisão 

Traficante é preso com pedras de crack após perseguição

PENHA

Mãe arranca parte da orelha de funcionária de abrigo

Bora participar 

Passeio ciclístico de BC será neste domingo

BARRA VELHA

Sequestrador é emboscado com tiros no portão de casa; ele está entre a vida e a morte 

LUTO

Morre o ex-atleta olímpico Celso Scarpini

DESCONTAÇO

Últimos dias de ingressos a R$ 89,90 no Parque Beto Carrero



Colunistas

JotaCê

Véio da Havan interesseiro?!

Jackie Rosa

Show de Armando

Na Rede

Confira as notícias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Canal 1

Na Globo a leitura de horário para novelas segue outro padrão

Clique diário

Pesca solitária

Coluna Esplanada

STF eleitoreiro

Direito na mão

Erros no cálculo da aposentadoria: é possível corrigir?

Gente & Notícia

Moeda exclusiva de BC

Coluna do Janio

Aposta alta

Coluna Exitus na Política

O gênero da política

Coluna do Ton

Fiori

Via Streaming

“Estrelas Além do Tempo”

Coluna Fato&Comentário

Arnaldo Brandão: centenário do escritor de Itajaí

Vinicius Lummertz

SC: propostas para o debate sobre o futuro

Artigos

Marco do sesquicentenário do município destruído

Instituto Ion | Informando e Inovando

Um ano de Informando e Inovando

Coluna Tema Livre

Cuidado com os candidatos



TV DIARINHO


Entrevistão com Jorginho Mello Candidato à Governador de Santa Catarina pelo Partido Liberal





Especiais

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos

Preços baixos

Atacarejos se multiplicam em Itajaí e disputam consumidor mais exigente

Balneário Camboriú

Construtora e morador disputam área histórica aos pés da roda-gigante

Bancada negacionista

Médicos que defenderam tratamento ineficaz contra a covid disputam a eleição

Morte misteriosa

Corpo do ‘índio do buraco’ passa por exames em Brasília



Blogs

A bordo do esporte

Brasileira disputa final do IQFoil Games na Itália

Blog do JC

Que se danem os anões!

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

Odair Tramontin

“O Partido Novo defende a privatização de tudo que for possível”

Jorge Bornhausen

“As urnas são absolutamente seguras. Até hoje ninguém descobriu fraude. É história de quem está pensando que pode perder”

Simone Tebet

"Sou candidata à presidência da República porque eu ainda tenho a capacidade de me indignar e não aceito que um Brasil tão rico tenha um povo tão pobre”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação