Matérias | Geral


Itajaí

Cheias atingem mais de 20 mil dengo-dengos

Cerca de 70 família tão desalojadas e 35 tão abrigadas no prédio do Caic. Bairro Porto das Balsas foi o mais atingido

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A aposentada Maria de Lourdes Roepcke, 54 anos, guentou até a água alcançar na canela, quinta-feira, às 23h. Levantou todos os móveis, soltou o cachorro, juntou algumas mudas de roupas e simandou com o marido e o filho pro abrigo montado pela prefa de Navega no Caic Professora Maria de Lourdes Couto Cabral, bairro Nossa Senhora das Graças. Segundo informações da administração dengo-dengo, além da família da aposentada, mais de 70 pessoas ficaram desabrigadas ou desalojadas. A estimativa é que aproximadamente 20 mil tenham sido atingidas na city dengo-dengo.

No entanto, o secretário da Segurança Pública da city, Joab Bezerra, estima que o número possa ser muito maior, já que a água atingiu totalmente os bairros Porto das Balsas e Volta Grande, além do loteamento Açaí, no bairro Gravatá.

A combinação entre chuva intensa e ruas baixas acompanha Maria de Lourdes há pelo menos 18 anos. Ela vive na rua Manoel Vieira, número 110, bairro Porto das Balsas. Bastou que a chuva apertasse ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


No entanto, o secretário da Segurança Pública da city, Joab Bezerra, estima que o número possa ser muito maior, já que a água atingiu totalmente os bairros Porto das Balsas e Volta Grande, além do loteamento Açaí, no bairro Gravatá.

A combinação entre chuva intensa e ruas baixas acompanha Maria de Lourdes há pelo menos 18 anos. Ela vive na rua Manoel Vieira, número 110, bairro Porto das Balsas. Bastou que a chuva apertasse pra que a vizinhança se aprumasse rapidinho. Acostumada dona Maria conta que dividem as tarefas pra que todos simandem em segurança. “A gente se acostumou. As mulheres saem primeiro com os filhos, e os homens ficam até o limite da enchente, até quando a água cobrir a cabeça. Corremos o risco de sermos roubados. E os homens ficam pra proteger os nossos móveis”, conta, sentada numa cadeira de sala de aula do abrigo no Caic.



Apesar do susto, dona Maria considerava que até sexta-feira a situação em relação a enchente de 2008 ainda estava tranquila. “Eu enfrentei a força da água em 1983, em Rio do Sul. Peguei muita água em Itajaí, em 84, e o desastre de 2008. O nosso problema [dos moradores da rua Manoel Vieira] é a maré. A rua é muito baixa. De vez em quando alaga. Mas se chove muito, não temos muito o que fazer”, lamenta.

Incerteza

A dona de casa Cledi da Rosa, 52, mora na rua Hercílio Rocha Weber, também no Porto das Balsas. A via tem posto de saúde, igreja e escola. É bem movimentada. Sexta à tarde, mesmo com todos os pedidos, não adiantou: o povão queria mesmo era ficar na rua vendo a água. Cledi tava no meio e contou como foi tensa a noite de quinta e a madrugada de sexta-feira. “Eu não tinha como levantar os móveis. Conseguimos uns cavaletes da igreja emprestados e foi a nossa salvação. Mas eu só saí de casa depois que a defesa Civil passou por aqui alertando”, relembra.


Além da dona Cledi, outras donas de casa com os filhos à tiracolo, tavam um bocado apreensivas com o volume de água que ainda descia de Blumenau. “A chuva parou, mas é uma montoeira de água que tá vindo lá de cima”, questionou uma das mulheres na calçada da rua.

Situação ainda pode piorar

A Defesa Civil da city orientava ontem os moradores a manter seus móveis levantados e aos desalojados e desabrigados pra não voltarem pra suas casas. Pois de madrugada a maré deveria aumentar a partir da 0h53, podendo causar mais estragos.

Quem quiser simanter informado sobre os níveis dos rios e ruas alagadas, basta ligar no telefone (47) 3342-7085. Tem sempre alguém pra atender e passar informações.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.192.15.251

TV DIARINHO


Uma mulher, de identidade ainda não informada, morreu em um incêndio em Itajaí. O fogo começou por volta ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Mudou

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação