Matérias | Reclamações


Itajaí

Bruto detona com placas de trânsito

Organização da “Marcha para Jesus” esqueceu de usar trena pra medir altura

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O domingo ensolarado levou muito cristão pra avenida Atlântica, a principal do Balneário Camboriú, pra participar de mais uma edição da Marcha para Jesus.


Só que teve morador que ficou cabreiro com os fiéis e garante que houve mó bagunça. A queixa principal é que foi trancado o trânsito da Beira-mar e detonadas placas e árvores pra abrir passagem ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Só que teve morador que ficou cabreiro com os fiéis e garante que houve mó bagunça. A queixa principal é que foi trancado o trânsito da Beira-mar e detonadas placas e árvores pra abrir passagem prum trio elétrico que acompanhava a galera que crê. Um morador entisicado ficou fulo da vida com a arruaça. E não foi só ele. “Teve buzinaço, gente xingando, turista de boca aberta”, reclama.

A caminhada de mais de cinco mil pessoas começou por volta das 9h30 de domingo. Só que, quando o povaréu passava pela avenida Atlântica, entre a Normando Tedesco e a rua 4100, teve um probleminha. O caminhão do trio elétrico que acompanhava os religiosos era muito alto e bateu numa das placas de sinalização. “Nada contra eventos religiosos. Mas causar desordem na cidade é demais. O trio elétrico ocupava as duas pistas da avenida impedindo a passagem de qualquer veículo por cerca de uma hora (entre 10h e 11h). Por causa da altura do trambolho de caixas de som, os organizadores tiveram que entortar várias placas de sinalização da rua e alguns galhos das árvores”, relatou uma leitora do DIARINHO.

Ela tava na avenida na hora da bagunça e viu que quem passava por lá tinha a mesma reação de indignação. “Era tanta vontade de reunir o povo que esqueceram de fazer as medições. Coisinha corriqueira aqui em Balneário Camboriú”, ironiza.

Deu tudo certo

A assessoria da secretaria de Segurança do Balneário disse que o caminhão não fez o percurso inteiro justamente porque encalhou na placa de sinalização. O pessoal da assessoria garantiu que não houve buzinaço, apenas alguns reclamos de quem mofava na fila esperando que o caminhão do som liberasse a passagem.

Continua depois da publicidade



A placa danificada foi arrumada pelos organizadores do evento. A reportagem não conseguiu contato com a União de Pastores de Balneário Camboriú (Unipas), responsável pelo evento.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.215.77.12

TV DIARINHO


Dia 8 da Expedição Pedalando. Vamos acompanhar como foi a pedalada dos cinco aventureiros da região ...



Podcast

Novos tempos, novos termos

Publicado 14/05/2022 19:36



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

A bordo do esporte

Ventos ganham força e Copa Brasil de Vela de Praia chega à reta final

Blog do Ton

Sócias de Brusque inauguram franquia da Hausz na cidade

Blog Doutor Multas

Como funcionam os bônus de apostas esportivas?

Blog do JC

Ademar Henrique Borges, o Ademarzinho será o novo secretário executivo da Amfri

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯