Matérias | Polícia


Itajaí

Ex-cartorários de Itapema são condenados a passar o resto da vida na cadeia

Stalin Passos e Hercília Maria Medeiros Patta são acusados de cobrar uma fortuna por certidões que deveriam custar 1 pilinha

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Os socialaites Stlain Passos e Hercília Maria Medeiros Patta, que já foram os oficiais do cartório de registro de títulos e documentos de Itapema, tão arriscados a passar o resto das suas vidas na cadeia. Num processo crime que se arrasta por quase 10 anos, foram condenados pelo tribunal de Justiça por cobrarem taxas e tributos acima do que a lei permite, por falsificação de documentos e falsidade ideológica. Juntas, as penas passam de 100 anos.

A sentença foi publicada esta semana no saite do Tribinal de Justiça. Stalin foi condenado a 63 anos e 11 meses de cana. Hercília terá que pagar 38 anos e três meses de xadrez. A dona justa deu ao casal o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Pela denúncia do ministério Público Estadual, os crimes rolaram entre 2002 e 2003, quando Stalin e Hercília eram titulares do cartório. O esquema era básico mas lucrativo. Sem que o povão soubesse ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A sentença foi publicada esta semana no saite do Tribinal de Justiça. Stalin foi condenado a 63 anos e 11 meses de cana. Hercília terá que pagar 38 anos e três meses de xadrez. A dona justa deu ao casal o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Pela denúncia do ministério Público Estadual, os crimes rolaram entre 2002 e 2003, quando Stalin e Hercília eram titulares do cartório. O esquema era básico mas lucrativo. Sem que o povão soubesse, cobravam valores bem acima da tabela pra registrar a papelada.



O casal chegava a cobrar R$ 1,1 mil por uma certidão que, na época, custava apenas R$ 1,50. “Além de efetuarem a cobrança maior, os denunciados também falsificaram os recibos que deveriam ser arquivados como forma de omitir os crimes”, lascou a juíza Marivone Abre, na sentença. Ou seja, faziam dois recibos. Um davam pro coitado que fazia o pagamento. Outro, com o valor correto, arquivavam pra tentar não deixar rabo.

Stalin e Hercília, que já foram casados e hoje estão separados, chegaram a ter seus bens bloqueados pela dona justa. Sua fortuna chegou a ser avaliada em R$ 10,1 milhões. Stalin, Hercília e a advogada de defesa, Sílvia Line Sartorelli, não foram encontrados ontem para comentar o assunto.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.222.218.145

TV DIARINHO


Itajaí vai ter centro de triagem para dar conta dos atendimento de dengue. A cidade é a quarta com maior ...





Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais



Blogs

A bordo do esporte

Volta da Ilha das Cabras abre temporada de regatas em São Paulo

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação