Matérias | Política


Itajaí

Moradores seguem cruzada pra independência do Monte Alegre

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


O número de municípios da Santa & Bela pode aumentar depois que a presidente Dilma Rousseff (PT) canetear uma lei que acaba de ser aprovada pelo Senado na quarta-feira desta semana. Uma dessas citys pode surgir na região da foz do rio Itajaí através de uma comissão de moradores do distrito de Monte Alegre, que hoje pertence à Capital da Pedra. Na próxima semana, a comissão vai começar a recolher assinaturas que serão encaminhadas à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). A ideia dos montealegrenses é reunir os bairros Monte Alegre, Taboleiro, Várzea do Ranchinho, Bela Vista, os loteamentos Conde Vila Verde e Jardim Aliança e, ainda, o Rio do Meio para formar uma nova cidade, com cerca de 30 mil habitantes.


Recebido o abaixo-assinado, que precisa reunir cerca de três mil assinaturas, a Alesc deverá fazer um estudo e apurar se a localidade tem condições econômicas, sociais e infraestrutura para virar ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Recebido o abaixo-assinado, que precisa reunir cerca de três mil assinaturas, a Alesc deverá fazer um estudo e apurar se a localidade tem condições econômicas, sociais e infraestrutura para virar uma nova city. Segundo a assessoria da leleia, a comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no momento não está trabalhando com nenhum processo semelhante, mas existem seis solicitações [Monte Alegre não tem nenhum pedincho oficial, por enquanto] que aguardam para serem tocadas pra frente, sendo que alguns dos pedidos estão parados desde 2001. O distrito de Idamar movimenta-se para se emancipar de Dionísio Cerqueira; o distrito de Rio Maina quer independência de Criciúma; o distrito de São José do Laranjal quer siscapar de Iraceminha; o distrito de Grápia pode ser desmembrado de Paraíso; o distrito de Santa Maria quer independência do município de Benedito Novo e o distrito de Juvêncio quer o divórcio do município de Saudades.



Aprovado pelo Senado

Nesta quarta-feira, os senadores aprovaram o texto substitutivo dos deputados ao projeto de lei complementar do Senado 98/2002, que define as regras para criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios. O projeto, de autoria do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), foi aprovado com 53 votos a favor, cinco contrários e três abstenções. Agora, o projeto segue pra canetada da presidenta Dilma Rousseff (PT).


O fato foi comemorado pela comissão de emancipação do distrito de Monte Alegre, formada por pessoas que querem decretar a independência do município de Cambu, defendendo a ideia de que a separação vai melhorar as condições de vida dos moradores.

Com a nova lei, as assembleias legislativas voltam a examinar a criação de novas citys, o que não ocorria desde 1996, quando o Congresso aprovou a emenda constitucional 15/96, que interrompeu a farra da criação de municípios.


Dois municípios criados depois de briga na dona justa

Mesmo sem a aprovação da emenda constitucional, dois municípios foram criados em janeiro passado no estado de Santa Catarina, depois de muita briga e perrengue na dona justa. Pescaria Brava [nove mil moradores] se emancipou de Laguna depois de 18 anos de articulação do movimento emancipacionista. Balneário Rincão [13 mil habitantes], no sul do estado, se emancipou de Içara também com muita disputa e articulação política desde a década de 90. Os dois municípios só foram criados por decisão dos tribunais.

Isso rolou porque, até 1996, os critérios para a separação das citys eram estabelecidos pelas assembleias legislativas dos estados. Depois, uma emenda constitucional estabeleceu que as exigências deveriam constar na legislação federal, embora a aprovação para o desmembramento de uma localidade continue dependendo das leleias. O projeto de lei que estabelece tais critérios só foi aprovado agora.

Uma estimativa do Senado revela que o projeto já permitiria dar início a processos de emancipação de cerca de 400 distritos no país. A matéria, aprovada pelos senadores, regulamenta a Constituição ao estabelecer regras de incorporação, fusão, criação e desmembramento de municípios. Também determina que distritos poderão se emancipar após a realização de um plebiscito.


De acordo com o substitutivo aprovado, o primeiro passo para a criação de um município é a apresentação, na leleia, de um pedido assinado por 20% dos moradores da área geográfica diretamente afetada. Depois, a assembleia legislativa tem que coordenar um “estudo de viabilidade” financeira e populacional com base nos critérios estabelecidos na lei. A partir daí, será realizado o plebiscito que vai definir a criação ou não do novo município.

Quer criar um município?

a) Protocole na leleia um pedido de criação da city assinado por, pelo menos, 20% dos eleitores do distrito;

b) Após o pedido, a leleia tem 180 dias para fazer o estudo de viabilidade.Dependendo dos resultados, os deputados estaduais poderão arquivar ou aprovar o projeto.


c) Se o pedido for aprovado pela leleia, será realizada uma consulta com a população de toda a área afetada.

d) Se a maioria for favorável à independência do distrito, a leleia tem que votar uma lei estadual autorizando a criação da nova city.

e) Depois da aprovação da lei, é só marcar a data para eleição de prefeito, vice e vereadores [depois tem que ver quanto cada político desses vai custar].

Comissão de emancipação precisa reunir três mil assinaturas

A comissão pró-emancipação do distrito do Monte Alegre foi formalizada em cartório e é composta por 13 membros: Antônio Deolindo, Vilson Albino, Lauro Kohls, Edenilson Pozzobon, Júlio César Pereira, Osmar da Silva, Lourivaz Vaz, Teodoro Pinto de Andrade, Luciano Flor, Marcelo Reis, Valmor Gonçalves, João Schlichmann e Maria Marlene da Silva.

Além de criarem uma campanha de valorização do distrito [que é considerado uma das regiões mais violentas do estado, com inúmeros problemas sociais e falta de infraestrutura], a comissão já deu um plá com bagrões da política na região. “Estamos conseguindo bastante apoio. A própria prefeita Luzia [Coppi Mathias] tem se declarado a favor da emancipação. Já estamos fazendo várias reuniões com lideranças”, conta Vilson Albino, estudante de direito e membro da comissão.

Segundo cálculo dos moradores, são necessárias três mil assinaturas, o que corresponderia a 20% do eleitorado do distrito, conforme a exigência da emenda constitucional aprovada no Senado. “Em nossos levantamentos, a área que queremos emancipar possui 14 mil eleitores”, explica Albino.

A comissão já enviou um grupo que foi até a Alesc para fazer articulações com alguns deputados [entre eles Dado Cheren (PSDB), Maurício Eskudlark (PSD) e Ângela Albino (PSdoB)]. A campanha para recolhimento de assinaturas deve ter início na próxima semana. “Até o dia 20 de dezembro, queremos protocolar na Alesc as três mil assinaturas para que tenha início o estudo de viabilidade”, explica Albino.

Um dos bagrões da política catarinense já manifestou apoio à iniciativa. O ex-governador Leonel Pavan (PSDB) participou até de uma reunião com o grupo de moradores. “Todas as pessoas têm o direito de pleitear o que desejam. Se a emancipação estiver enquadrada na lei, dentro das exigências, com apoio da maioria dos moradores, eu acredito que deve ser aprovada sim”, diz o tucano.

Pavan afirma que não está muito informado sobre a lei aprovada no Senado, mas sabe que, para se emancipar, a localidade tem que atender a critérios para que possa de fato virar uma nova city. “O Senado abriu as portas, e quem tem interesse precisa buscar o que quer”, considera o bagrão que nega ter qualquer interesse político na história.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.200.86.95

Últimas notícias

SOLIDARIEDADE

Campeão de MMA perde as cordas vocais e precisa de ajuda

ITAJAÍ 

Corpo de homem encontrado no rio Itajaí-açu é de morador do Santa Regina

ALERTA

Itajaí, Ilhota e Porto Belo lideram ‘ranking’ de moradores vivendo em áreas de risco

Centro de Itajaí

Demolições de construções históricas são suspensas por falta de autorização

FRIACA

Itajaí libera abrigo de inverno para moradores de rua na Barra do Rio; saiba como acionar serviço

Patrimônio cultural

Porto Belo tem Festa do Divino no feriado

MÚSICA NO MUSEU 

Coral Villa-Lobos faz apresentação gratuita nesta quarta em Itajaí 

Contrata-se

Itajaí tem mais de 20 vagas na indústria e comércio náuticos; veja como participar da seleção

ITAJAÍ

Urgente: Encanamento se rompe e corta abastecimento de água no bairro Fazenda

PROMOÇÃO 

Últimos dias do sorteio de prêmios do mês das mães na Viacredi; veja como participar



Colunistas

JotaCê

Aniversariante visita o colunista

Coluna Esplanada

Verbas para o sul

Ideal Mente

*Que país é este?*

Direito na mão

Aposentadoria para PCD: entendendo as regras e benefícios para quem tem redução de capacidade para o trabalho

Show de Bola

Começou a Segundona

Coluna Exitus na Política

Viver de pedras, desejar esponjas

Na Rede

Acidente com ônibus escolares, expedição de surfistas para o RS e mais: se liga nos destaques do DIARINHO na internet 

Coluna do Ton

Vibes da Turquia

Mundo Corporativo

Líderes espiritualizados em tempos difíceis ainda é possível?

Histórias que eu conto

Armação da infância 3

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Gente & Notícia

Níver da Margot

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO


O vídeo é impressionante, mas é falso. Não existe megaprojeto de prédio de 1200 metros de altura para ...



Podcast

Vídeo de megaprojeto de Elon Musk pra BC é falso

Publicado 28/05/2024 16:13



Especiais

ALERTA

Itajaí, Ilhota e Porto Belo lideram ‘ranking’ de moradores vivendo em áreas de risco

DENÚNCIA

Vendedores denunciam serem forçados a vender cartão do Itaú em esquema milionário

NA ESTRADA

Pôr do sol de tirar o fôlego é atração o ano inteiro na praia de Armação

RIO GRANDE DO SUL

A história de luta de um quilombo que resiste às enchentes em Porto Alegre

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar



Blogs

Blog do JC

Pai Atanásio diz que governo ainda tem maioria

Blog da Jackie

Sasha Meneghel

A bordo do esporte

Mata o Velho, regata divertida de ILCA no YCSA

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação