Matérias | Geral


Itajaí

Fogo detona casa do coveiro no cemitério

Filhas do coveiro, que morreu em 2003, brigam na dona justa pra continuar morando no local, onde não pagam aluguel, água ou luz

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Sem tirar o olho do chão, Karla Bianca da Cunha, 33 anos, permanecia em estado de choque na manhã de ontem. Na noite anterior, um incêndio destruiu completamente o quarto dela e parte da casa onde mora com a irmã, Rosimari da Cunha, 28, dentro do cemitério da Fazenda, em Itajaí. A mulher, que ficou apenas com a roupa do corpo, perdeu o emprego de vigilante três dias antes da tragédia.

As manas são filhas do antigo coveiro Pedro Luiz da Cunha, que trampou no cemitério por mais de 20 anos. As duas continuaram na casinha do pai, mesmo depois do falecimento dele, em 2003. Chegaram a responder uma ação despejo, mas lutam na dona justa pra não perder o arrego.

O incêndio começou no domingo, pouco depois das 21h, no quarto de Karla, onde os eletrônicos estavam desligados, mas plugados nas tomadas. Além de todas as roupas e móveis, as chamas destruíram ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


As manas são filhas do antigo coveiro Pedro Luiz da Cunha, que trampou no cemitério por mais de 20 anos. As duas continuaram na casinha do pai, mesmo depois do falecimento dele, em 2003. Chegaram a responder uma ação despejo, mas lutam na dona justa pra não perder o arrego.

O incêndio começou no domingo, pouco depois das 21h, no quarto de Karla, onde os eletrônicos estavam desligados, mas plugados nas tomadas. Além de todas as roupas e móveis, as chamas destruíram documentos, caixas de som, ar condicionado, DVD, home theater e uma tevezona de 50 polegadas, que foi quitada no mês passado.



Os bombeiros foram chamados às 21h30 e conseguiram conter o fogaréu e salvar os dois cachorrinhos da família, mas o passarinho de estimação morreu intoxicado dentro da gaiola. Os vermelhinhos tiveram que usar dois mil litros de água pra dar conta de apagar as labaredas. O laudo oficial ainda não saiu, mas há suspeitas de que o fogo tenha iniciado por causa de um curto circuito.

Rosimari conta que saiu da baiaquase nove da noite e mal havia chegado na casa do namorado, no bairro São João, quando vizinhos ligaram pra contar que a casa estava pegando fogo. “O bombeiro disse que se o caminhão tivesse saído pra atender outra ocorrência, a casa tinha queimado inteira”, conta Rosimari.

Pra ela, o mais triste é ver a situação da irmã. “Ela ficou desempregada na quinta-feira, agora perdeu tudo. Isso que já tinha passado por um incêndio antes”, lembra. O primeiro fogaréu foi há 12 anos, quando a vigilante desempregada morava com a avó, no bairro Fazenda. Rosimari conta que, na época, a mana só conseguiu tirar a velhinha de dentro de casa, e ambas perderam tudo o que tinham.


Quem quiser ajudar Karla com roupas ou uma oferta de emprego, pode entrar em contato pelos telefones (47) 8828-3460 ou (47) 8495-7017. Ela tem segundo grau completo e curso de empilhadeira e vigilante.

Irmãs moram digrátis na casa do pai

Além de estar tristona por causa da situação da baia e dos perrengues que a irmã tá passando, o maior medo de Rosimari é ter que deixar o lugar onde mora desde que nasceu, há 28 anos. As manas moravam ali com o pai, Pedro Luiz da Cunha Neto, que trampou durante mais de 20 anos como coveiro, por isso conseguiu a regalia de viver na casinha, logo na entrada do cemitério. Ele faleceu em 2003 e, no ano seguinte, um funcionário da prefa apareceu com uma ordem de despejo. As gurias bateram o pé e resolveram recorrer à dona justa pra não ter que sair da casa. Por causa do incêndio, ambas têm medo de perder a moradia.

Atualmente, elas não pagam aluguel nem as contas de água e luz, que são quitadas pela prefa. Rosimari, que tem um cargo comissionado como auxiliar de coordenação de um creche, alega que não tem como bancar aluguel, apesar de ganhar pouco mais de R$ 2 mil. “Ainda mais agora, que a minha irmã está desempregada”, diz.

Ontem ela foi até a prefa pra ter um plá e pedir um arrego na reconstrução da casa. Diz que, mesmo com a baia capenga, não vai arredar o pé dali. “Daqui não vamos sair”, carca.


O bagrão da secretaria de Obras, Tarcizio Zanelato, explica que não tem poder pra autorizar ou negar a reforma no local e reconhece que as manas estão com um baita arrego, já que moram totalmente digrátis, com as contas pagas pelo povão. “Tem que falar a verdade. Elas estão morando ilegalmente, acabam utilizando a água e luz do próprio poder público”, diz.

O procurador da prefa de Itajaí, Rogério Ribas, diz que o processo é tão antigo que ninguém sabe mais onde é que ele tá. A expectativa dele é encontrar a papelada até hoje.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.200.27.215

Últimas notícias

Catarinense

Camboriú tem dois zagueiros confirmados para a segundona

NA ESTRADA

Melhor hotel do mundo fica em Gramado e vai abrir, também, em Balneário Camboriú

Dengue

Vacinação chega a pessoas de até 59 anos

RElâmpago italiano

Maserati revela primeiro carro elétrico conversível de luxo

AEGEA

Colaboradores das empresas Aegea de SC assumem compromisso de reduzir acidentes de trabalho

Brasileiro

Avaí visita o Operário-PR na estreia da Série B

TRISTEZA

Mulher morre afogada em festa de casamento

Caiu!

Técnico Thiago Carpini é demitido pelo São Paulo

ITAJAÍ

Portuários protestam contra terceirização da mão de obra

ITAJAÍ

Ex-funcionário da drogaria Catarinense morre com suspeita de dengue



Colunistas

JotaCê

Osmar Teixeira com chefões do PSD

Coluna Esplanada

Senhor dos cargos

Gente & Notícia

Dudinha em Londres

Ideal Mente

E quem cuida de quem cuida?

Direito na mão

Trabalho sem carteira assinada conta para aposentadoria?

Show de Bola

Empréstimos feitos

Via Streaming

Visões de uma guerra de interesses

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO


Um protesto nacional aconteceu nesta quinta-feira. Trabalhadores portuários cruzaram os braços por seis ...





Especiais

NA ESTRADA

Melhor hotel do mundo fica em Gramado e vai abrir, também, em Balneário Camboriú

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 



Blogs

Blog do JC

Baixinho rebaixado

A bordo do esporte

CBVela investe na formação de treinadores de vela

Blog da Ale Francoise

Cuidado com os olhos

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação