Matérias | Geral


Itajaí

Pescaram um tubarão bonzinho

Professor diz que várias espécies do bichão vivem na região, mas não fazem mal pro povão

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Um tubarão adulto da espécie Carcharias taurus, conhecido popularmente por mangona, foi encontrado já sem vida e preso numa rede de pescadores artesanais a 300 metros da praia central de Barra Velha. O bicho tinha cerca de três metros de comprimento.

O oceanógrafo e doutor em ciência pesqueira, Paulo Ricardo Schwingel, diz que encontrar tubarões no nosso litoral só não é mais frequente porque os bichos estão em extinção.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O oceanógrafo e doutor em ciência pesqueira, Paulo Ricardo Schwingel, diz que encontrar tubarões no nosso litoral só não é mais frequente porque os bichos estão em extinção.

Segundo o especialista, o litoral da Santa & Bela tem cerca de 60 espécies de tubarões. Os mais comuns são as espécies popularmente conhecidas como frango, gato e martelo. Os dois primeiros têm cerca de um metro, e os tubarões-martelo podem chegar a três metros de comprimento. Já os do tipo mangona, que é o encontrado em Barra Velha, pode chegar a 2,5 metros e pesar cerca de 100 quilos.



Schwingel diz que o mar entre Barra Velha e Barra do Sul era um berçário de tubarões-martelo. “Até o início da década de 90, o tubarão-martelo de três metros era muito comum perto da costa”, diz. Isto porque as fêmeas vêm pra perto, onde a profundidade é de cerca de 30 metros, pra ter os filhotes. “Os machos nunca vêm”, explica. Depois de parir, as bichinhas voltam pro alto-mar, e os tubarõezinhos ficam bem perto da costa até completarem um ano e terem um tamanho maior pra enfrentar os desafios das águas profundas.

De acordo com Schwingel, que na Univali lidera um grupo de estudos pesqueiros sobre tubarões oceânicos, a captura de fêmeas grandes perto da costa era muito frequente até meados da década de 90. “Hoje são raríssimas, tanto que todo o mundo se espanta”, lamenta.

Ele explica que a pesca desenfreada, a poluição do ambiente aquático e a estratégia de vida dos tubarões levam à extinção de várias espécies. “Tubarões, em geral, têm um ciclo de vida muito longo, demoram mais de 10 anos pra se reproduzirem pela primeira vez e têm baixa fecundidade”, explica. Fora isso, existe a pesca, que ameaça diretamente a espécie. “A pesca industrial atua fora das regiões de berçaria. Então, o perigo maior é a pesca artesanal”, explica.


Água cheia de tubarões

O profe explica que, na região, é comum a presença dos peixões, mas que os maiores, com dois ou três metros, ficam a uma distância de cerca de 15 quilômetros da costa. Na área de banhistas e surfistas, o mais comum são os tubarões menores e os filhotes, com cerca de um metro de comprimento.

Segundo o dotô, não rolam acidentes porque os bichos não atacam seres maiores do que eles. Além disso, não faltam peixes pra eles rangarem. “É importante deixar claro que quem invade o habitat deles somos nós”, lembra.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.236.225.157

TV DIARINHO


O domingo chuvoso e de frio não tirou a disposição dos pescadores que participaram do 4º Arrancadão ...



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação