Matérias | Geral


Itajaí

Ator que teria apanhado de filho de abobrão vai processar pai e filho

Ex-presidente da Câmara e atual secretário de Planejamento teria chamado o cara de viadinho. Já filho de Pissetti teria descido a porrada no rapaz

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O ator Fernando Honorato, 31 anos, vai processar o secretário de Planejamento e Gestão da prefeitura de Itajaí, Luiz Carlos Pissetti, e o filho dele, Lucas Otávio Pissetti, porque foi agredido e ofendido pela dupla. Segundo ele, pai e filho participaram de um ato de pura covardia na semana passada, na saída do fórum peixeiro, quando Lucas teria seguido o artista e o espancado no meio da rua. Fernando acusa ainda o ex-vereador de xingá-lo de “viadinho”.

Ainda abalado com o que aconteceu, Fernando recebeu o DIARINHO ontem à tarde e contou, tintim por tintim, a sequência de acontecimentos daquele 12 de dezembro. “Falar daquilo ainda me faz sentir ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Ainda abalado com o que aconteceu, Fernando recebeu o DIARINHO ontem à tarde e contou, tintim por tintim, a sequência de acontecimentos daquele 12 de dezembro. “Falar daquilo ainda me faz sentir medo. Eu sei que tô lidando com pessoas muito perigosas”, acredita o ator.

Tudo começou em 31 de dezembro do ano passado, quando rolou, na câmara de Vereadores de Itajaí, a votação da verticalização da Praia Brava. Fernando estava entre os manifestantes que tentavam vetar o projeto. “Eu me lembro que o Pissetti, que era presidente da casa na época, desrespeitou todo o mundo. Xingou um casal de vagabundos”, lembra.



Durante a sessão, Pissetti teria mandado parte do público calar a boca, “que era ele quem mandava lá”, afirma o ator. A grosseria do então vereador deixou muita gente indignada. Tanto que, após a sessão, uma chuva de comentários lotou o perfil pessoal e profissional do atual abobrão no Facebook. “Como homem público, ele sabe que está sujeito a ouvir algumas coisas. Por isso, não deveria ter falado o que falou”, critica Fernando.

O artista também se manifestou contra Pissetti no perfil profissional chamado Dublê de Urso Panda e admite tê-lo xingado. “Eu chamei ele de vagabundo. Não lembro agora o que mais eu disse”, fala. O desabafo on-line custou-lhe um processo.

Foi chamado de “viadinho”


Em 12 de dezembro, quinta-feira passada, os dois voltaram a ficar frente a frente, desta vez no fórum de Itajaí, onde rolou a audiência de conciliação. Antes de entrarem, segundo Fernando, o abobrão teria feito um escândalo e, fora de controle, o ameaçou. “Ele dizia: ‘me chama de vagabundo de novo, agora, me chama!’”, narra.

A audiência conciliatória rolou apenas com Fernando. Pisseti, que esperou do lado de fora da sala, teria entrado apenas pra assinar um termo. Não teve acordo entre os dois e, ao fim do encontro, ambos saíram, o secretário em direção ao estacionamento, e o ator rumo ao bicicletário, pra pegar a sua magrela. “Antes de sair, Pissetti encontrou o filho dele [Lucas] no estacionamento. Ele apontava pra mim e dizia: ‘aquele lá é o vagabundo”.

Mesmo de longe e na companhia de uma criança de pequena, Lucas, que ouvia o pai atentamente, passou a xingar e ameaçar o ator. “Eu vou pegar você. Eu já puxei cadeia e sou muito perigoso. Eu vou te pegar”, dizia o filho de Pissetti, de acordo com o denunciante. Neste momento, Pissetti teria jogado ainda mais lenha na fogueira. “E parece que é viadinho ainda”, teria dito.

Foi perseguido, levou tranco e diz que apanhou

Fernando trepou na magrela e saiu em direção ao bairro São Judas. Enquanto pedalava pela rua Silva, percebeu que Lucas, na boleia de um carro vermelho, o seguia. O filho de Pissetti o alcançou na metade da rua Pedro Joaquim Vieira, no São Judas. “Ele jogou o carro na traseira da bicicleta. Eu caí e fiquei por baixo dela”, recorda. Lucas saiu do carro, avançou contra o ator e o teria espancado com socos e pontapés. Enquanto a agressão rolava solta, a mesma criança de quatro anos chorava no banco de trás do carro. “A criança tava na cadeirinha, no banco de trás, e não parava de chorar, mas ele nem deu importância”, fala.


Fernando ameaçou levar o caso à polícia. Nesse momento, Lucas teria dado mais uma prova de seu descontrole: “ele mandou fazer o BO e dizer que a pessoa que o espancou era bandido. Diz que eu sou bandido”, conta o ator.

Com ferimentos pelo corpo, Fernando foi até a central de Plantão Policial (CPP), na rótula do Vanolli, e tentou registrar um boletim de ocorrência contra Lucas. Segundo ele, contudo, só foi possível oficializar a agressão na terça-feira, cinco dias após ter apanhado. “Eu fui na quinta-feira [um dia depois do fato], na sexta, no sábado, no domingo e na segunda. Sempre que eu ia, tinha um flagrante acontecendo e não dava pra registrar”, lembra.

Abalado, Fernando não tem dúvidas de que a agressão de Lucas e as injúrias de Pissetti mancharam não apenas a reputação dos artistas, mas a de toda a população itajaiense. “Eu não consigo mais dormir nem trabalhar, com medo do que me pode acontecer. Eu sou apenas um trabalhador, e eles detêm o poder”, desabafou.

O DIARINHO entrou em contato com o secretário Pisseti, atraves do telefone celular, mas as chamadas caíram na caixa de mensagens. Barnabés da secretaria de Planejamento e Gestão prometeram que o chefão retornaria a ligação, mas isso não ocorreu até o fechamento do jornal.


Sociólogo náo acha que artistas sejam mais vulneráveis à violência

Essa não é a primeira manifestação de um representante do poder público contra um artista de Itajaí. Em 3 de dezembro, o vereador José Alvercino Ferreira (PP), o Zé da Codetran, defendeu a interrupção abrupta do show da cantora Giana Cervi, que se apresentava na Vila da Regata.

Visivelmente irritado com a repercussão negativa do ato, praticado pelo presidente da comissão organizadora da Vila da Regata, Amílcar Ganizaga, Zé disse que Giana merecia uma surra. “Ele [Amílcar] devia ter tirado da tomada, dobrado em dois e dado nas costas dela ainda, pra ela aprender”, sugeriu o vereador. Giana, depois, foi à câmara de vereadores e Zé se desculpou com ela.

Apesar das circunstâncias semelhantes das duas ocorrências, o sociólogo Sérgio Saturnino não acredita que os artistas estejam mais susceptíveis a injúrias, como as proferidas contra Giana e Fernando. “Não há um grupo, digamos, preferencial para esse tipo de comportamento. Há uma infeliz coincidência”, avalia o sabichão.

Para Saturnino, o tempo em que os artistas eram perseguidos por causa da expressão crítica contida em sua arte já passou. “Se alguém ainda pensa que isso possa ocorrer, provavelmente tem uma visão completamente ultrapassada. Os artistas, de uma forma geral, passam ilesos”, explica.

Sérgio cita outra comunidade como uma das principais vítimas desse tipo de perseguição, ainda que de forma isolada. “Os jornalistas e as instituições jornalísticas, certamente, são mais susceptíveis”, concluiu.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.229.117.123

Últimas notícias

Ajuda para Joaquim

Família cria vaquinha para tratar bebê de dois anos com doença autoimune

Regras no Brasil

Uso de máscaras em aviões e aeroportos não é mais obrigatório

Barra Velha

Traficante com 92 passagens policiais é morto em confronto com a PM

Solidariedade

Bebê de um ano precisa de ajuda para fazer transplante de fígado

Balneário

Traficante é preso em flagrante com skunk, maconha e haxixe

ITAJAÍ

Placa de concreto desaba sobre  caminhão e deixa motorista preso

VIACREDI

Programa Aprendiz Cooperativo tá com inscrições abertas

Direito do consumidor

Conselho Nacional de Justiça lança cartilha para facilitar vida de endividados; aprenda a sair do vermelho

Reforços

Marinheiro tem novo lateral direito e meia-atacante

Clássico da Anvisa

CBF aceita multa de R$ 1,6 milhão para cancelar clássico com a Argentina



Colunistas

JotaCê

Espaço público?

Clique diário

Igreja Senhor Bom Jesus dos Aflitos

Coluna Esplanada

Perigo online

Coluna Tema Livre

Cuidado com os candidatos

Gente & Notícia

Max Fercondini no Itajaí Shopping

Canal 1

Destino conspira a favor de Jade Picon em Travessia

Coluna do Janio

Elenco quase formado

Coluna Exitus na Política

O lixo

Jackie Rosa

Família Pereira comemora boa fase do grupo Fort

Instituto Ion | Informando e Inovando

Inovação da tecnologia

Na Rede

Se liga nas matérias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Via Streaming

“Westworld”

Vinicius Lummertz

Santa Catarina: as melhores cidades, PIB nas alturas. Por quê?

Coluna do Ton

Festinha

Coluna Fato&Comentário

Antonico Ramos e o sonho do vigia

Artigos

Cenas para mudar o cenário



TV DIARINHO


- Mar agitado, frente fria e chuva forte vêm aí novamente!- Dono de quitinete encontra o inquilino assassinado ...



Podcast

Minuto DIARINHO - 17/08/2022

Publicado 17/08/2022 16:37



Especiais

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Brasil

Quem está destruindo as unidades de conservação do cerrado

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás



Blogs

A bordo do esporte

Produtos para carros híbridos e esportivos no Brasil ganham novidades

Blog do JC

Chefe de Gabinete afirma que tá de boa com prefeito

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Douglas Costa Beber

"Somos a cidade mais saneada de Santa Catarina e uma das mais saneadas do Brasil”

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação