Matérias | Geral


Itajaí

O dezembrismo ocidental avança

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Cresce na sociedade ocidental uma seita relativamente nova com força superior ao cristianismo. Com cada vez mais adeptos, inclusive no Oriente, tal religião se alastra com sua mistura (sincretismo) de culturas e ritos. Provavelmente, o início da seita se dá após a depressão econômica estadunidense, em 1929-30, e assim surge o dezembrismo.

Um sem número de pessoas segue o rito do dezembrismo. O Deus também é invisível, mas a todos conforta com alegrias que aquecem o coração, especialmente no mês de dezembro. O Deus cultuado, adorado, o único, que a tudo vê e a todos ama: o consumo.

Uma espécie de sacerdotes, os “marqueteiros”, esses que ungem aqueles que serão adorados, ainda na década de 30 criaram uma figura metafísica com feitios humanos que a todos agrada. Morador do polo ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Um sem número de pessoas segue o rito do dezembrismo. O Deus também é invisível, mas a todos conforta com alegrias que aquecem o coração, especialmente no mês de dezembro. O Deus cultuado, adorado, o único, que a tudo vê e a todos ama: o consumo.

Uma espécie de sacerdotes, os “marqueteiros”, esses que ungem aqueles que serão adorados, ainda na década de 30 criaram uma figura metafísica com feitios humanos que a todos agrada. Morador do polo norte (claro, norte rico, sul pobre), esse velho tido como bom, mas que não passa de um derrotado, a todas as crianças quer conservar (sim, conservador mesmo) com o tal “bom comportamento”, seja lá o que isso queira significar. Uma figura criada por uma empresa de refrigerantes vira, então, um novo Hermes, que interpreta a língua dos deuses e se comunica com os pobres humanos por intermédio de cartas, decifrando desejos.



Esse novo cristo, de vermelho, velho, gordo, de barbas brancas, representa a longevidade, a pujança, a saúde (sim, quando a fome definhava corpos, ele distribuía presentes entre os súditos em sua carruagem alada). Essa metáfora nada tem de “inocente”. É o símbolo do dezembrismo, da falsa fartura, da falsa pujança, da falsa alegria.

O dezembrismo tem por lei maior o demonstrar-querer-bem no mês de dezembro. Pessoas que nunca se veem, que não se cumprimentam, que se odeiam até, diz a lei do dezembrismo que devem ser simpáticas umas com as outras. O cumprimento deve ser seguido pela reverência “Feliz Natal e Próspero ano novo”, que pode ser substituída pelo mais singelo “boas festas”.

O novo cristo do dezembrismo ensina: dai uns aos outros presentes. E assim o deus do consumo é adorado. Os fiéis que professam a fé do consumo se acotovelam nas lojas pelo país em busca de uma oferenda ao seu deus. O resultado sempre é o mesmo: no mês de dezembro, todos sorriem, ao desembrulhar os pacotes recheados do deus maior, e assim retribuem, como forma de engrandecê-lo.


Com o fim do mês de dezembro, começa um período de “jejum” de atitudes, de sorrisos, de cumprimentos e de gastanças. Agora, é necessário pagar as contas das oferendas ao deus do consumo, e todos retornam para o escravismo comum ao capital (uma espécie de diabo que faz sofrer o pobre fiel durante o resto do ano), acumulando as sobras entre os pagamentos das oferendas passadas e daquilo que é necessário guardar para o próximo dezembro, tão querido e tão aguardado pela multidão dezembrista.

E por último, porém não menos importante, é o “espírito dezembrista”. Este que comove o fiel a querer fazer o “bem”, ao menos neste importante mês. É neste glorioso mês que o voluntariado aparece como forma de se redimir dos pecados cometidos durante os outros 11 meses. O dezembrista volta pra casa com o dever cumprido, satisfeito de ter feito uma oferenda ao deus-consumo e levado um pedaço de plástico e balas a quem não tem, especialmente às crianças.

(*) O autor é bacharel em Direito, mestre em gestão de políticas públicas, doutorando em ciências jurídicas e doutorando em ciências jurídicas e sociais, advogado e professor universitário


LEITOR (A): Vi uma notícia de que uma igreja foi condenada a devolver valores que um fiel ofertou como espécie de dízimo. Existem decisões desse tipo? E o livre-arbítrio?

OZAWA: Sim, existem decisões que condenam igrejas a devolver valores. Ocorre que essas decisões ainda não são comuns. De um lado está a liberdade de escolha, do outro a coação moral, que pode anular qualquer doação havida. Mas não dá pra se analisar genericamente, há que se analisar cada caso em específico. Certo é que há muitas pessoas se deixando levar por falsas promessas e doando dinheiro, bens e direitos para ditos sacerdotes, onerando muitas vezes a própria família e os filhos. Há que se ficar atento a isso, porque não há “salvação” paga.

ADVERTÊNCIA: As ideias e opiniões expressas nesta coluna não são consultas ou pareceres. O Direito é uma ciência, por esse motivo comporta posicionamentos, ideias, críticas, teses e antíteses. As leis são de domínio público, assim como os posicionamentos dos tribunais. Mesmo assim, para o seu caso específico sempre procure um advogado habilitado para orientação. Saiba mais na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) mais próxima.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.91.5

Últimas notícias

Futebol

Palmeiras bate o Vitória em Salvador

Estreia

Corinthians e Atlético-MG ficam no 0 a 0

Futebol

Em jogo de pênaltis polêmicos, Flamengo vence o Atlético-GO

Brasileirão

Vasco estreia com vitória contra o Grêmio

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Bebê é resgatado com queimaduras de incêndio em BC

DESTAQUE 

Catarinense é capa da Vogue Brasil

Luto

Balneário Piçarras perde a ministra da eucaristia Norma Albano

Base forte

Itajaí fica com o bronze na Taça Sul de handebol da categoria cadete

Missão no exterior

Comitiva bolsonarista articula com os EUA punições ao Brasil

Assaltos à mão armada

Bandidos atacam vítimas na saída de supermercados da região



Colunistas

Coluna Esplanada

Insatisfação na Eletrobras

JotaCê

Coronel Pavan tem novo aliado deputado

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

Via Streaming

Um lugar ao sol

Gente & Notícia

Neia capitaneou noite só para elas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Ideal Mente

A importância da comunicação no cuidado

Show de Bola

Final do Catarinense

Direito na mão

Revisão da aposentadoria: oportunidade de aumentar o valor mensal

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO






Especiais

Missão no exterior

Comitiva bolsonarista articula com os EUA punições ao Brasil

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 



Blogs

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

A bordo do esporte

Fórmula E: Alemão vence na Itália e assume a ponta do Mundial dos Carros Elétricos

Blog do JC

Palavra é tudo!

Blog da Ale Francoise

Lanchinho do bem!

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação