Matérias | Geral


Itajaí

Chuvarada doida como a de segunda deve ser rotina no verão

Temporal no fim da tarde é comum com a chegada do calorzão de dezembro

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Bastou menos de uma hora de chuva pros moradores de Itajaí e Balneário Camboriú voltarem a ver as ruas alagadas. Com o verão batendo à porta e as trovoadas e tempestades típicas da época, a preocupação só aumenta. Enquanto bagrões propagandeiam as obras que teriam amenizado o aguaceiro, os moradores reclamam que a história se repete: água pelas canelas em qualquer temporal.

De acordo com o coordenador da defesa Civil peixeira, Everlei Pereira, em pouco menos de uma hora choveu cerca de 30 milímetros em Itajaí. “É muita chuva pra pouco tempo”, avalia. O aguaceiro caiu ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


De acordo com o coordenador da defesa Civil peixeira, Everlei Pereira, em pouco menos de uma hora choveu cerca de 30 milímetros em Itajaí. “É muita chuva pra pouco tempo”, avalia. O aguaceiro caiu perto das 21h, meia hora depois que a maré cheia chegou ao nível máximo. Nos locais onde tradicionalmente a chuva dá problemas, como na rua João Bauer e na avenida 7 de Setembro, no centro, a água empoçou. A rodovia Osvaldo Reis, em boa parte da sua extensão, virou um grande rio de água barrenta, com carros reduzindo a velocidade por causa da baixa visibilidade.

O secretário de Obras peixeiro, Tarcizio Zanelato, jura de pés juntos que a situação já melhorou e fez questão de repetir o conteúdo da propaganda da época de campanha eleitoral, que destacava os locais em que as obras de drenagem foram feitas. “É impossível resolver 100% dos problemas de alagamento em qualquer lugar do mundo, mas em lugares onde qualquer chuvinha alagava, hoje só alaga se chover demais”, discursa.



Segundo o bagrão, faz cinco anos que o foco da secretaria é a drenagem pluvial. Nos últimos dois anos o governo federal, com contrapartida de 10% da prefa, liberou R$ 34 milhões só pra isso. R$ 20 milhões já foram pra fita e os R$ 14 milhões restantes serão investidos pra construção da galeria na rua Joinville, pra amenizar os tradicionais alagamentos perto do Comper; construção da galeria na avenida Joca Brandão e outra na rua Brusque. O bagrão diz que busca recursos do governo federal pra outras duas, nos bairros Cordeiros e Ressacada. Mesmo assim, ele reconhece que ainda não há projetos pra dois grandes gargalos: a rua 13 de maio e a Uruguai, perto do teatro.

Maravilha do Atlântico alagadaça

Praticamente a mesma quantidade de chuva que caiu em terras peixeiras alagou ruas em Balneário Camboriú. Pra variar, a avenida Brasil ficou virada num rio. Quando viu o aguaceiro, o comerciante Higor Nezello correu pra loja na Brasil, perto da rua 951. “Cheguei quando a água já estava entrando na loja. Não tivemos prejuízo, mas sujou tudo”, conta. Do outro lado da rua, o argentino Henrique Garagorri viu a calçada encher e ficou com medo de que a água entrasse na loja de cosméticos. “Trabalho no local há dois anos, e é sempre a mesma coisa: quando chove, alaga tudo em frente à loja”, conta.


Além da Brasil, trechos na avenida do Estado Dalmo Vieira e da Martin Luther viraram piscinões, principalmente nos cruzamentos, onde as travessias elevadas funcionaram como diques, represando a água.

Pro secretário de Planejamento, Auri Pavoni, os problemas de alagamentos em Balneário Camboriú estão mais do que controlados. “Numa chuva como a de ontem, ninguém estaria na praia no dia seguinte. Hoje [ontem] a praia estava normal”, defende. Ele diz que os alagamentos são impossíveis de resolver na totalidade, mas se não tivesse o trampo de drenagem, a água demoraria muito mais pra escoar.

“Uma chuva dessas com maré cheia, não tem o que fazer. Hoje não teve lama na cidade, como sempre tinha. Isso por si mostra que as obras estão surtindo efeito”, afirma. Segundo ele, outro sinal de que as obras não foram em vão é a rapidez com que a água escoou. “Dentro de 10 ou 15 minutos já estava tudo certo, e mostra que o sistema de drenagem funciona”, defende.

Auri não soube dizer quanto a prefa investiu em obras de drenagem, mas reconhece que há um ponto bastante vulnerável: as redondezas do Balneário Camboriú Shopping. Ele diz que há um projeto de ampliação do rio Peroba pra resolver os perrengues na avenida das Flores e mediações, mas diz que a obra depende de licenças ambientais, que ainda não foram liberadas. O trampo está orçado em cerca de 20 milhões de reales.

O climatologista Sergei Alex de Araújo já avisa que o povão precisa ficar preparado. Isso porque as chuvas fortes e de curta duração ficam cada vez mais comuns de agora em diante. “O que acontece é que umidade com calor deixa condições de temporal, típico do verão”, explica. Segundo ele, os alagamentos rolam porque o sistema de drenagem é muito antigo e as chuvas intensas. Pra amenizar o perrengue, o coordenador da defesa Civil peixeira diz que os moradores devem revisar os telhados e calhas, além de evitar jogar entulho e lixo nas ruas e bocas de lobo.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.197.230.180

Últimas notícias

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Penha

Polícia Civil investiga morte de criança de três anos

Segunda divisão

Semifinalistas serão definidos neste sábado

Agenda

Confira a agenda deste final de semana

NAVEGANTES 

Motociclista morre em acidente na BR 470

Série A

Corinthians e Palmeiras se enfrentam em “decisão” pelo título

Entrada gratuita

Itajaí Vôlei estreia em casa no Catarinense

Futebol na praça

Final da Copa Pesqueira acontece neste sábado na Beira Rio

Balneário Camboriú

Apagão causa bate-boca público entre vereador e gerente da Celesc

Tudo filmado

Tudo filmado: Mercedes “frita pneu” em plena Osvaldo Reis



Colunistas

JotaCê

MDB reunida

Jackie Rosa

Família Pereira comemora boa fase do grupo Fort

Clique diário

Itajaí vista do alto

Instituto Ion | Informando e Inovando

Inovação da tecnologia

Canal 1

Assim como a TV Conmebol, futuro do canal Combate é duvidoso

Na Rede

Se liga nas matérias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Via Streaming

“Westworld”

Coluna Esplanada

Custo Brasil

Gente & Notícia

Lançamento da Absoluta no Iate Clube Cabeçudas

Vinicius Lummertz

Santa Catarina: as melhores cidades, PIB nas alturas. Por quê?

Coluna do Janio

Polêmica do estádio

Coluna Exitus na Política

Agora, o eleitor

Coluna do Ton

Festinha

Coluna Fato&Comentário

Antonico Ramos e o sonho do vigia

Artigos

Cenas para mudar o cenário

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher



TV DIARINHO


Entrevistão com Douglas Costa Beber  - Diretor Geral da Emasa





Especiais

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Brasil

Quem está destruindo as unidades de conservação do cerrado

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás



Blogs

A bordo do esporte

Salvador (BA) se une ao Salão Náutico Grand Pavois para edição brasileira em 2023

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Douglas Costa Beber

"Somos a cidade mais saneada de Santa Catarina e uma das mais saneadas do Brasil”

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação