Matérias | Polícia


Itajaí

Presa suspeita de participar da morte de viciadinho

Cleia de Souza, 31, a Duda, pode estar envolvida na morte de Kleryson dos Santos, que foi estrangulado

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A prisão de uma usuária de crack pode ajudar a polícia Civil a esclarecer a morte de Kleryson dos Santos, 31 anos, morto em setembro e enterrado numa cova no manguezal dos fundos de uma casa no centro de Penha. Cleia de Souza, 31, a Duda, foi presa na noite de sexta-feira. A polícia acredita que o assassinato esteja ligado ao tráfico de drogas, já que a casa onde a vítima foi enterrada era um conhecido ponto de tráfico.

Sem saber que era procurada pela dona justa, Cleia andava tranquilamente pela avenida Eugênio Krause, próximo ao mercado Vila Verde, em Penha, na noite de sexta-feira. Por volta das 19h, o soldado ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Sem saber que era procurada pela dona justa, Cleia andava tranquilamente pela avenida Eugênio Krause, próximo ao mercado Vila Verde, em Penha, na noite de sexta-feira. Por volta das 19h, o soldado Carlos Bedusqui, da polícia Militar de Penha, deu o teje preso.

O fardado meteu um par de algemas em Cleia e a levou até a depê. Bedusqui conta que, no ano passado, ela já tinha sido presa na mesma casa onde o corpo foi encontrado. O meganha revela que ela tem 25 boletins de ocorrência nas costas e que já puxou cana por tráfico.



Com relação à morte de Kleryson, o fardado disse que Cleia é viciadinha e que sempre andava pelo ponto onde ele foi encontrado morto. “Ela andava junto com outros dois criminosos, que também usavam o ponto. Não sei qual a ligação dela com a morte, cabe à polícia Civil, que foi quem pediu a prisão, investigar”, disse.

O DIARINHO tentou conversar com o delegado responsável pela investigação, mas o celular tava desligado ontem à tarde.

Morreu estrangulado e foi enterrado atrás de ponto de drogas da Penha


O corpo de Kleryson, que estava desaparecido, foi encontrado na manhã do dia 21 de setembro. Ele tava enterrado em um manguezal nos fundos da casa que fica na rua São Paulo. Foi o irmão dele, Reginaldo dos Santos, 31, quem encontrou o corpo. Ele recebeu a informação de que o mano podia estar enterrado ali e, ao ver um monte na terra úmida do manguezal, pegou uma pá e começou a cavar.

Quando percebeu que o corpo estava enterrado no local, chamou os bombeiros voluntários de Penha e Piçarras, que desenterraram o cadáver. Os braços e as pernas do rapaz tavam amarrados por cordas e havia um arame em volta do pescoço, o que sugere que o viciado foi estrangulado. Não havia marcas de tiro ou facada pelo corpo.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






35.168.110.128

TV DIARINHO


Entrevistão com Douglas Costa Beber  - Diretor Geral da Emasa



Podcast

Avalie o que importa

Publicado 13/08/2022 09:56



Especiais

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Brasil

Quem está destruindo as unidades de conservação do cerrado

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás



Blogs

A bordo do esporte

Maquete eletrônica do Salão Náutico Salvador com o Grand Pavois

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Douglas Costa Beber

"Somos a cidade mais saneada de Santa Catarina e uma das mais saneadas do Brasil”

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação