Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

Um lugar desconhecido


As eleições não finalizam a Democracia. É o recurso segundo o qual os políticos ficam, por certo tempo, vulneráveis ao eleitor. E, de seu lado, os eleitores se tornam poderosos e capazes de promover mudanças. O período eleitoral, em países onde não há a cultura da cidadania [considerar como princípio, como primeiro, os direitos e deveres das pessoas às quais os eleitos devem representar e servir] é uma conjunção de promessas inauditas, sem cor, sem sabor, sem cheiro. O Surrealismo Político [desprezo pelo sistema lógico de reflexões pela elevação do inconsciente e do irracional, dos sonhos hiperbólicos e dos estados mórbidos – André Breton] é a expressão do convívio eleitoral: promessas e imagens para colher votos dos poderosos eleitores em condição servil.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Diferente das Monarquias e das Ditaduras, as eleições provocam as tensões entre os concorrentes e permitem distinções entre candidatos. O equilíbrio do eleitor seria a métrica da régua que mede a cidadania. Para tudo isso, o eleitor e as eleições requerem Independência e Liberdade para sua existência. É necessário desfazer os nós do sistema eleitoral.

Partidos Políticos no Brasil são entidades privadas com financiamento público e privado [indivíduos podem fazer doações], com gestão privada e quase sem controle e fiscalização, com donos e que fazem suas próprias regras. Os partidos condicionam as possibilidades de candidaturas ao regime de controle centralizado. Não é fácil ser candidato se não estiver na cúpula. O processo de escolha dos candidatos revela um arranjo de interesses de poucos.

Os eleitores são envolvidos em sequências cinematográficas que os faz esquecer o que nunca tiveram: cidadania. Por não perceberem seus próprios direitos e seu poder, acabam convertendo o caminho do voto como uma ida ao estádio de futebol: são torcedores de expectativas. Passam a desejar o pertencimento à equipe, a se integrarem emocionalmente aos riscos do surrealismo Político e seus volumes de “guerra” e “combate”.

Ao invés de defenderem princípios e votar em caminhos de cidadania, passam a agir pelo confronto que o esporte político provoca. O juiz, por certo, estará errado caso “meu” time se veja em desvantagem; ou o técnico será o responsável pela má conduta; ou o “atacante” será responsabilizado pelo mal desempenho em algum confronto direto ou entrevista. Sempre que se defende pessoas e se escanteiam os princípios, a arrogância aparece, a estupidez boia, a emoção mente para sobreviver, e a realidade é uma criação de insanidades.

A forma e o conteúdo das reações a pesquisas, a manipulação da realidade com robôs e fake News [mentiras fabricadas em volume e intensidade], a vontade que o campeonato possa gerar no torcedor o sentimento de vitória e grandeza pessoal, formam a propulsão contaminada de desfaçatez aos princípios e afogamento da realidade. Vencer o adversário não é obter cidadania, apenas derrotar alguém.

Voto é uma conquista de cidadania eleitoral, mas não é em si A Democracia. Sem os princípios de cidadania, ao se esquecer as cenas que serão necessárias no futuro, e ao deixar de lado que o jogador é o eleitor e não o candidato, eleições viram uma festa no céu. Aos eleitores, após o voto, sobrarão a condição de refém de promessas e migalhas de seiscentos reais. Cidadania ficará em algum lugar desconhecido, não visitado!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Exitus na Política

Futebol sem bola e sem goleiro

Coluna Exitus na Política

Lágrimas retidas

Coluna Exitus na Política

O divã para voar

Coluna Exitus na Política

A escravidão do pensamento

Coluna Exitus na Política

Imutável res-sentimento

Coluna Exitus na Política

Heróis, tolos e votos

Coluna Exitus na Política

Chagas do voto

Coluna Exitus na Política

A política de “Ícaro”

Coluna Exitus na Política

A cara no espelho

Coluna Exitus na Política

A órbita eleitoral

Coluna Exitus na Política

O gênero da política

Coluna Exitus na Política

O medo e a vulgaridade

Coluna Exitus na Política

Uma torneira na cabeceira da cama

Coluna Exitus na Política

O poder sem face

Coluna Exitus na Política

O lixo

Coluna Exitus na Política

Agora, o eleitor

Coluna Exitus na Política

A cenoura que não se come

Coluna Exitus na Política

Feito de ossos

Coluna Exitus na Política

Política e totens

Coluna Exitus na Política

Gestão auditável



Blogs

Blog do JC

Quadrangular 71 anos

A bordo do esporte

Volta ao Mundo Globe40 parte para a Argentina

Blog Doutor Multas

Fumar e dirigir dá multa?

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Ale Francoise

Os poderes da Spirulina!

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

James Winter

“Só vai haver desemprego e demissão em massa se não tiver carga aqui no Porto de Itajaí”

Décio Lima

"Hoje, de R$ 97 bilhões que são arrecadados pelo governo federal em Santa Catarina, apenas R$ 7 bilhões voltam”

TV DIARINHO

Entrevistão com Alvin Sandri



Podcast

Entrevistão com Alvin Sandri

Publicado 03/12/2022 10:10


Especiais

OLHO NA DOSE

Pesquisa de preço mostra onde bebidas quentes são mais baratas

Na Estrada com o DIARINHO

Maravilhas naturais fazem de Bombinhas o Caribe catarinense

Itajaí

Do imóvel popular ao de altíssimo padrão são as apostas da Lotisa

Alto padrão

Procave agrega valor e exclusividade

Itajaí

Mercado da Brava continua em crescimento



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação