Matérias | Geral


Bombinhas

Justiça manda demolir casas em área de preservação

Proprietário ainda terá que fazer projeto de recuperação de área degradada sob pena de multa de R$ 500 por dia

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Justiça decidiu que dono de terreno deve demolir casas construídas irregularmente em três meses (Foto: Ilustrativa)

A 2ª Vara de Porto Belo determinou nesta semana a demolição de duas casas construídas sem licenciamento ambiental na rua Pescada Amarela, em Bombinhas. A decisão atende a um pedido do Ministério Público e é justificada pelo corte de vegetação nativa em área de preservação e pelas construções irregulares próximas a curso d’água. O proprietário, Fernando Manoel Rocha, tem 90 dias para realizar a demolição, sob pena de demolição compulsória.

A Polícia Militar Ambiental e a Fundação de Amparo ao Meio Ambiente (FAMAB) constataram o corte de vegetação nativa, que atingiu uma área de 120m², bem como a construção das casas a menos de cinco metros do curso d’água, sem qualquer tipo de autorização ou licenciamento.

“O requerido suprimiu vegetação para viabilizar as edificações, tudo sem o devido licenciamento ambiental, além de não recuperar a área degradada, sendo, portanto, responsável pelo prejuízo ecológico causado”, disse a promotora Lenice Born da Silva.



Na ação, a promotora ainda ressalta que “para a intervenção em área de mata atlântica, seja na hipótese de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa degradação do meio ambiente, o interessado deve elaborar o Estudo Prévio de Impacto Ambiental, ao qual se dará publicidade, assegurada a participação pública, o que também não foi feito”.

Se não demolir as casas em três meses ou apresentar a licença ambiental para a construção, o município de Bombinhas deve fazer a demolição compulsória dos imóveis e incluir o valor do serviço na dívida ativa de Fernando.

Recuperação da área


Ainda segundo a decisão, o proprietário deverá elaborar, no prazo de 120 dias, o Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD).

Caso ocorra o descumprimento da medida, será cobrada multa diária de R$ 500, limitada ao valor de R$ 10 mil, a ser revertida em favor do Fundo Estadual de Restituição de Bens Lesados (FRBL).




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.157.152

TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação