Matérias | Geral


Novos tempos

Festas de Natal customizadas à crise

O importante é manter a tradição que a data merece, independentemente da origem ou custo dos ingredientes da ceia natalina

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Trocar o peru por uma ave especial deixa a ceia bonita e com o preço mais acessível (foto: divulgação)


A difícil realidade econômica pela qual vem passando a grande maioria das famílias brasileiras dará uma nova roupagem às tradicionais ceias, para muitos, indispensáveis nesta data tão especial. Os enormes perus devem dar lugar às aves de menor porte, o velho e bom bacalhau pode perder seu lugar cativo para bons peixes de época e as guarnições vão aparecer em menores variedades e quantidades, assim como os doces de Natal, que poderão ser feitos em porções individuais.


“O que não podemos, de forma alguma, é acabar com a secular tradição natalina”, explica a chef de cozinha e professora do curso de Gastronomia da Univali, Luciana Wendhausen Krause Bernardes. A especialista diz que os perus podem ser perfeitamente substituídos por aves de menor porte e mais baratas. Independente de uma proteína animal nas ceias, as farofas, as frutas in natura, compotas, castanhas e frutas secas devem permanecer. “Se priorizadas as frutas da estação, o custo reduz bastante”, dá a dica. Os pêssegos, ameixas vermelhas e nectarinas, por exemplo, são frutas com bons preços em dezembro.

A simples substituição do peru por outra ave natalina já pode impactar em uma redução significativa no custo final da ceia. Enquanto um peru de bom tamanho [aproximadamente quatro quilos] pode custar até R$ 130 no mercado local, o preço de uma ave especial do mesmo tamanho fica entre R$ 50 e R$ 60.

Porém, a dica da professora é manter as aves inteiras. “Independentemente de qual ave seja servida, ela deve ser recheada e guarnecida com farofa e frutas, mesmo que seja um simples frango desossado ou mesmo com osso. O corte tira o charme, quebra a tradição”, acrescenta Luciana.   

Uma ceia ao alcance de todos

A chef Sandra Zen, que comanda o restaurante que leva o seu nome na praia do Gravatá, em Navegantes, dá a dica para uma ceia natalina saborosa, de qualidade e acessível. A proteína escolhida por Sandra é uma ave Buster à Califórnia [que custa entre R$ 50 e R$ 60] assada e decorada com pêssegos e abacaxi em calda.

Continua depois da publicidade



Como guarnição, um arroz primavera [que leva cenoura, maçã, passas brancas e pretas, milho verde, salsinha e cebolinha picadas], uma farofa tradicional e uma salada de folhas verdes variadas. A sobremesa sugerida pela chef é um sagu feito com a calda do pêssego e do abacaxi enlatados, acompanhado por um creme de baunilha. O custo total desse jantar é de R$ 160 e serve seis pessoas.

Denis Pernanchini defende um toque especial. “Você pode brincar com os ingredientes. Uma saladinha gelada de feijão combina muito bem com a carne de porco e aquele legume que geralmente é usado em salada ganha outro sabor se for gratinado”, conclui.

Continua depois da publicidade



Pescados e suínos podem ser protagonistas também

Denis sugere a inclusão de peixe fresco e lombo suíno na refeição festiva (foto: divulgação)

O chef Denis Ceratti Pernanchini, que comanda a cozinha do conceituado Number Seven (Nº7), de Balneário Camboriú, sugere a inclusão do peixe fresco na ceia natalina, até em substituição ao bacalhau. Enquanto o quilo do lombo de bacalhau do Porto dessalgado e limpo custa em torno de R$ 150, o quilo do linguado fica em cerca de R$ 60. “Estamos no litoral e temos uma oferta muito grande de pescados que, bem elaborados, ganham sofisticação e não encarecem tanto a ceia”.

Para as guarnições, o chef sugere uma boa vasculhada na dispensa e na geladeira, onde sempre se encontram soluções criativas. “Procure trabalhar com legumes assados, gratinados, incremente nos molhos, use grãos [a exemplo de feijões e lentilhas] para criar saladas refrescantes. Os vegetais também agregam sabor e beleza ao arroz. O importante é acrescentarmos afetividades às preparações, mesmo que sejam elaboradas à base de ingredientes de nosso dia a dia”, diz Pernanchini.

Rafaela Tonial, chef do Brüder Bistrô e Boutique, defende um suíno bem preparado com guarnições refrescantes, a exemplo dos salpicões. “Um peito de frango bem temperado desfiado, misturado com maionese, salsinha e cebolinha, pode se transformar em um refrescante salpicão, podendo ainda receber adicionais de queijo em cubos, tomate, milho, ervilhas, palmito e azeitonas”, diz Rafaela. A chef destaca que são produtos que geralmente se têm em casa, podendo ainda, o frango ser substituído por presunto.

“O arroz pode ganhar cor e muito sabor com a adição de vegetais [como cenoura, brócolis e vagem] e o bom e velho franguinho assado [temperado com ervas frescas, vinho branco seco e alho amassado] pode virar protagonista, assim como um corte suíno, que assado lentamente ganha maciez e suculência. Para acompanhar, os espumantes e vinhos nacionais têm bom custo benefício, assim como os sucos naturais, que caem muito bem nas noites quentes de verão.

E para a ceia ganhar um toque especial, pode-se colocar no centro da mesa um ou dois vasinhos de flor de Natal [ou bico de papagaio, como muitos chamam], que custam entre R$ 10 e R$ 20. Os vasos podem ser cobertos por musgos ou juta e algumas bolas vermelhas garantirão o clima natalino, assim como velas, ou o que você tiver em casa. Boa festa!




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.206.14.36

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 06/07/2022

Publicado 06/07/2022 21:11



Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

Blog do Ton

18 Mediterrâneo lança novo menu

A bordo do esporte

Barco do YCSA lidera Mundial Junior de Lightning nos EUA

Blog do JC

Jorginho consegue aumento de indenização pras famílias do acidente da Chapecoense

Blog da Ale Francoise

Chá de sabugueiro!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação