Matérias | Polícia


Itajaí

Cinco são presos por negócios com chefão do narcotráfico paraguaio

Casal de empresários, dono de bailão de Camboriú, foi guentado num sítio

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Cinco dos 25 bandidaços presos entre a noite de segunda-feira e a manhã de ontem, no desmonte de uma quadrilha internacional de tráfico de drogas, foram guentados pela polícia Federal aqui na região. Entre eles, estava o casal de empresários Pascoal Vicente Gaona, 50, e Maria Dolores Vargas, 60, donos de um bailão em Camboriú. Maria de La Paz Gaona, 47, irmã de Pascoal, também foi guentada, além do marido dela e de um detento que estava em liberdade provisória. Outros seis quadrilheiros, que já estavam em cana no presídio da Canhanduba e no cadeião do Matadouro, em Itajaí, também levaram oficialmente o teje preso por envolvimento no esquema.

Além das polícias federais catarina e gaúcha, também participaram da ação agentes da secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai. Foram os tiras gringos quem botaram as algemas no chefão do esquema ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Além das polícias federais catarina e gaúcha, também participaram da ação agentes da secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai. Foram os tiras gringos quem botaram as algemas no chefão do esquema, o narcotraficante Aristides Ayala Elizeche, o Ari, 42 anos, guentado em Cidade de Leste, no Paraguai. Boa parte das prisões rolou no Rio Grande do Sul, onde um empresário também caiu em cana.

Morava em Barra Velha, fazia negócios em Cambu



O casal Pascoal e Maria Dolores foi preso no sítio em que mora, no interior de Medeiros, Barra Velha. Os dois são donos do Recanto dos Amigos, um área de lazer que fica no Tabuleiro, em Camboriú, e que também funciona como bailão. Maria de La Paz foi presa na Capital da Pedra junto com o maridão. Eles seriam responsáveis pela distribuição das drogas enviadas do Paraguai para o Brasil por Ari. “A central de distribuição da droga era em Camboriú”, afirmou o delegado Luciano Raiser, chefão da PF peixeira.

O quinto preso caiu na Itapema. Ele seria um detento que estaria cumprindo liberdade provisória e deveria voltar para a cadeia em breve. O cara foi pego em Itapema com 275 gramas de maconha. A polícia suspeita de que ele levaria a marofa pra dentro da prisão. Uma pistola nove milímetros, um revólver calibre 38 e um documento de identidade falso também foram apreendidos com o grupo aqui, na região.

No Rio Grande do Sul, foram encontrados com os traficantes bananas de dinamite, um detonador, armas, munição e meio quilo de cocaína. No Paraguai foi desmontado um laboratório de cocaína.


Carregamento de marofa num saco de farinha marcou o início das investigações

As investigações começaram em 16 de agosto, quando policiais federais de Itajaí desentocaram uma saco de farinha contendo 18 quilos de maconha. A apreensão rolou numa residência de Balneário Camboriú. “Ao analisar a embalagem, percebemos que se tratava de um produto importado, o que levantou a suspeita”, disse o delegado Luciano Raiser.

O negócio começou a ficar grande quando agentes da PF de Itajaí e de Caxias do Sul/RS trocaram figurinhas e identificaram ramificações da quadrilha em terras gaúchas e com ligações com o narcotraficante paraguaio Ari Ayala, procurado pela Interpol. Os tiras descobriram que no bairro Tabuleiro, no distrito do Monte Alegre, em Camboriú, funcionava a central de distribuição das porcarias no Brasil. “Eles pegavam essa droga às vezes aqui mesmo, às vezes em Curitiba. Ela entrava no Brasil, geralmente, em tanques de gasolina de caminhões”, informou o chefão da PF peixeira.

Os federais descobriram, ainda, que além de receber a droga made in Paragua, os traficas que atuavam no Monte Alegre distribuíam a marofa pra cidades como Itajaí, Balneário Camboriú, Barra Velha e até pra Caxias do Sul/RS. “Inicialmente, achávamos que a atuação se restringia ao distrito [Monte Alegre], por isso o nome da operação”, acrescenta o policial federal, referindo-se ao nome “Operação Monte Alegre”.

Chefão do esquema era procurado pela Interpol


Um dos enjaulados na operação foi o paraguaio Ari Ayala, apontado como um dos maiores atacadistas de droga daquele país, que vinha sendo caçado pela polícia Internacional (Interpol). Ele foi capturado por agentes da secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai. Aristides é apontado como gerente de um consórcio de traficantes que atuam na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

A polícia Federal de Caxias do Sul cumpriu 14 mandados de prisão até a tarde de ontem. Ao todo foram 25 pessoas encanadas, contando com Ari e o povo da região. Uma ainda tava foragida até o final da tarde de ontem.

Das prisões feitas no Rio Grande do Sul, estava a de um empresário de Bento Gonçalves, na serra gaúcha. Ele seria o responsável pelo transporte das drogas para o Brasil, feita através de caminhões.

No Rio Grande do Sul, também rolaram prisões em Santa Tereza, Muçum, Marau e Guaporé. A única city paranaense que registrou prisões foi Santa Tereza do Itaipu.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.236.192.4

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação