Matérias | Especial


Legado de amor

Dona Maricotinha, aos 95 anos, tem a vida pautada pela família, religião e dedicação ao próximo

Ela faz aniversário em maio e renova a vontade de viver

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]




Dona Maricotinha, como é conhecida a moradora Maria das Dores Pereira Bastos, completa 96 anos em maio e é uma das moradoras mais antigas de Camboriú. Seu carisma e dedicação às obras sociais da Igreja Presbiteriana a tornaram uma figura muito querida na cidade. Ela viu como poucos Camboriú se transformar no decorrer destas quase 10 décadas de trajetória, período no qual se dedicou à família e religião. Mas sempre vaidosa: Maricotinha fica toda faceira quando dizem que ela ainda é uma mulher bonita e cheirosa.


 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!




Por mais de 40 anos ela respondeu pela presidência da Sociedade Auxiliadora Feminina da Igreja de Rio Pequeno. Sua casa também funcionou como uma extensão das instalações da igreja, onde reunia periodicamente esse grupo de mulheres para cultos, reuniões, lanches e confraternizações. Ainda saíram da sua cozinha as preparações que alimentaram diariamente dezenas de pessoas em situação de vulnerabilidade social e, da sua boca, as palavras de conforto para aqueles que precisavam de amparo, carinho, esperança. 

Para Maricotinha, a receita para chegar aos 96 anos com disposição, alegria e saúde, é exatamente isso: amor, carinho e dedicação com aquele que precisa. “E Jesus, é claro, que está sempre ao meu lado. Ele é a minha melhor companhia”, diz. E agora, como ela tem pouca mobilidade, as “irmãs” da igreja vêm orar em sua casa e o pastor trazer a “ceia”. Mas isso faz pouco tempo, porque o protagonismo de Maricotinha na religião foi de sua juventude até o início da pandemia da covid-19.


Camboriuense da gema


Ela nasceu na localidade de Braço do Rio Camboriú, no interior do município, onde viveu até seus 18 anos. Também foi nessa localidade rural que estudou até a terceira série do primário, hoje ensino fundamental, e trabalhou na escola ajudando na limpeza e nos cuidados com as crianças, para auxiliar no orçamento doméstico. “Eram tempos muito difíceis”, lembra Maricotinha. 

Ainda muito jovem, sua família se mudou para o Rio Pequeno, onde ela conheceu o marido Aldo Bastos, com quem se casou aos 23 anos. O casal construiu sua primeira casa ao lado de uma das olarias da família Bastos, que dominava esse mercado de fabricação das telhas na época. Também foi nessa casa que ela criou seus filhos Ana, Tânia, Aldo e Noé. O velho imóvel acabou dando lugar à sua atual residência.

O local não poderia ser mais adequado, porque também foram nessas olarias que Maricotinha ajudava o marido nas questões administrativas e financeiras. “Embora ela tenha estudado até o terceiro ano, a mãe cuidava dos negócios. Ela fazia todas as contas de cabeça, todos os pagamentos e até, de certa forma, a contabilidade das olarias”, lembra a filha Tânia Wöhlke.

Ela lembra também que era comum seu pai pedir para que a mãe preparasse café, almoço ou lanches para que as pessoas que vinham de outras localidades buscar telhas de caminhão pudessem se alimentar.


“Aqui não tinha praticamente nada. As estradas eram todas de barro e as viagens muito demoradas”, completa a filha. 

Aldo morreu há cerca de 11 anos, mas não tirou sua vontade de viver. Além de criar os filhos, Maricotinha acompanhou de perto o crescimento dos netos e ainda se delicia com seus 16 bisnetos nas ocasiões em que consegue reuni-los. Uma dessas ocasiões será em 4 de maio, na sua festa de aniversário, que juntará num dia festivo também as “irmãs” da igreja.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.222.104.206

Últimas notícias

Categorias de base

Marinheiro é derrotado pelo Hercílio Luz no Catarinense sub-20

Balneário Camboriú 

Assediador tenta beijar menina em banheiro de comércio em BC

Série B

Brusque toma 4 a 0 do Santos na Vila Belmiro

Travessia 

Balsinha da Barra do Rio é paralisada por causa da correnteza

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Homem tenta dar golpe com grana fake 

TRAGÉDIA

Recém-nascida morre de dengue em Piçarras

DESESPERADOR

Mulher é arrastada por correnteza e se segura em pedaço de madeira em Rio do Sul

Domingo 

Defesa Civil faz alerta sobre risco de alagamentos em Itajaí

EDUCAÇÃO

Mais de 60 crianças são chamadas para vagas de creches em BC

SANTA CATARINA

Caminhão que ia pro Rio Grande do Sul com doações levava crack e cocaína escondidos na carga  



Colunistas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

JotaCê

Amin responde Chiodini

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Coluna Esplanada

Palácio x Lira

Gente & Notícia

Níver da Margot

Ideal Mente

Luto coletivo: navegando juntos nas ondas da perda

Show de Bola

Vitória da base

Direito na mão

Mulher entre 54 a 61 anos: como antecipar a aposentadoria?

Via Streaming

“Justiça”

Coluna Exitus na Política

Vontade e solidariedade

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo

Coluna Fato&Comentário

Anuário de Itajaí - 100 anos da 1ª edição

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste



TV DIARINHO


Uma mulher foi arrastada pela correnteza do rio Itajaí-Açu em Rio do Sul. Ela se agarrou em um pedaço ...





Especiais

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar

RIO GRANDE DO SUL

Governo Eduardo Leite não colocou em prática estudos contra desastres pagos pelo estado

Retratos da destruição

“Não temos mais lágrimas pra chorar”: A cidade gaúcha destruída pela 3ª vez por enchentes

MEIO AMBIENTE

Maioria de deputados gaúchos apoia projetos que podem agravar crise climática



Blogs

A bordo do esporte

Atletas classificados para o Pan-Americano de VA'A

Blog da Jackie

Tá na mão!!!

Blog do JC

Visita na choupana do Chiodini e Rebelinho

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação