Matérias | Geral


Itajaí

Sindipi garante que pesca não tá matando animais no marzão

Já pesquisador da Univali mantém a teoria de que as redes do emalhe são as principais vilãs nesta história

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A diretoria do sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região (Sindipi) tá na bronca com os sabichões do museu Oceanográfico da Univali, por causa de um levantamento feito pela universidade sobre a principal causa das mortes de animais marinhos na região. Após o aparecimento de vários bichos duros nas praias do litoral norte, os pesquisadores resolveram fazer uma expedição, que começou na semana passada. O que teria deixado os pescadores puteados é que os entendidos afirmam que a principal culpada pela matança é a pescaria de emalhe. Só ontem, mais oito tartarugas e dois golfinhos foram encontrados mortinhos em Barra Velha, Piçarras e na Maravilha do Atlântico. Pesquisadores do Ibama avisam que, por causa da falta de uma normativa que regule a pesca de emalhe, é impossível punir os pescadores.


Segundo o coordenador técnico do Sindipi, Roberto Wahrlich, os pescadores não podem ser culpados por um estudo que ainda nem está concluído. “Os pescadores da nossa região fazem um trabalho responsável ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Segundo o coordenador técnico do Sindipi, Roberto Wahrlich, os pescadores não podem ser culpados por um estudo que ainda nem está concluído. “Os pescadores da nossa região fazem um trabalho responsável e esse número de mortes nunca havia ocorrido. Não pode haver generalização”, reclama Roberto.

Os pesquisadores da Univali negam que estejam acusando o Sindipi, mas afirmam que têm certeza que a pesca de emalhe é a principal causadora das mortes. “Nosso trabalho não é acusar ninguém, mas sim pesquisar animais marinhos. Após a análise de alguns corpos, temos certeza que a pesca de emalhe foi a principal responsável. Só não concluímos a pesquisa ainda por causa do número de mortes, que é muito alto. Todo dia aparecem mais animais. Só ontem, mais oito tartarugas e dois golfinhos entraram na conta macabra dos mares“, explica Jules Soto, coordenador do museu Oceanográfico da Univali. O sabichão diz que perdeu a conta exata de mortes, mas o número gira em torno de 120, entre tartarugas, baleias, botos e golfinhos, em pouco mais de um mês.

Sem ter o que fazer

Quem garante estar de mãos atadas neste caso é a equipe do Ibama. “Infelizmente, ainda não há uma normativa nacional sobre a pesca de emalhe, então não podemos punir os pescadores, apenas informá-los. Após a Univali terminar a pesquisa, vamos receber o resultado e usar isso como mais um argumento pra rápida normatização desse tipo de pesca”, conta Dan Pretto, analista ambiental da ICMBio, órgão ligado ao Ibama.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.50.79

Últimas notícias

Clima

SC registrou o dia mais frio do ano na sexta-feira

Balneário

Operação orienta bares sobre perturbação de sossego

Agenda Cultural

Beatles 4EVER e Pocah em destaque no final de semana no litoral

Bolsa Estudante

Alunos catarinenses recebem primeiro repasse de R$ 568

Hotelaria de alto padrão

FG anuncia primeiro hotel ‘up scale’ de Balneário Camboriú 

Agressões 

Ex-funcionária da Havan ganha ação por ser pressionada a votar em Bolsonaro 

Balneário Camboriú

Estrada do Barranco será totalmente interditada para asfaltamento

TRÁFICO

Polícia descobre galpão de refino de cocaína em Itajaí

Expedição Pedalando

Ciclistas da região concluem peregrinação e chegam neste sábado a Santiago de Compostela

Caso Castanheira

Tribunal de justiça nega pedido de afastamento de secretários de Balneário Camboriú



Colunistas

JotaCê

TJ não afasta Castanheira

Jackie Rosa

Duda e Mateus

Via Streaming

“I May Destroy You”

Na Rede

Os destaques das redes sociais do DIARINHO

Canal 1

Ex-funcionárias da TV Cultura lançam canal infantil

Clique diário

Nascer do sol na Praia Brava 

Instituto Ion | Informando e Inovando

Agendas importantes de maio

Espaço InovAmfri

Olhar adiante

Coluna Esplanada

Missões oficiais 

Gente & Notícia

Homenagem

Coluna do Janio

Superação e bom desempenho

Coluna Exitus na Política

Coice e passo adiante

Coluna do Ton

Baile da Vogue

Vinicius Lummertz

Bolshoi SC 22 anos: o palco da esperança

Coluna Fato&Comentário

“Chuta, seu Alberto”: corridas de cavalo no Itajaí antigo

Coluna Tema Livre

Tristeza na academia



TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

DAQUI PRA FRENTE: Thiago Miojo

Publicado 21/05/2022 12:12



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

Blog do JC

Ferrolho, manifestação hoje

Blog do Ton

Cantora e ex-BBB Pocah faz show em Balneário Camboriú neste domingo

A bordo do esporte

Medalhistas olímpicos e campeões mundiais confirmam palestras no VelaShow 2022

Blog Doutor Multas

Especialista garante que dinheiro ‘físico’ vai acabar e criptomoedas estão com dias contados

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯