Matérias | Geral


BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Dunas e restinga para nova orla; barreiras naturais previnem erosão

Obra prevê plantio de mudas em canteiros ao longo da Atlântica. Duas empresas se apresentaram na licitação

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Alargamento já está na fase final, na Barra Norte de Balneário. Licenciamento ambiental exigiu dunas e restinga (foto menor) (foto: divulgação)


Retomada nesse mês após retificação no edital, a licitação para implantação das chamadas dunas embrionárias na nova praia central de Balneário Camboriú teve sessão de abertura e habilitação na manhã dessa quinta-feira. O projeto prevê a criação de canteiros ao longo da orla, com plantio de mudas pra recuperação da vegetação de restinga. Há críticas de falta de discussão dos detalhes com a comunidade e de que os canteiros "tirariam a vista da praia", mas o município rebate.


O preenchimento das dunas já está sendo feito pelas máquinas que trabalham no alargamento, com uma espécie de talude (degrau) na faixa de areia. A vegetação a ser plantada vai servir pra evitar a erosão do material. A execução do projeto é uma das condicionantes ambientais do licenciamento da obra de alargamento da praia, mas enfrenta críticas por falta de discussão com a comunidade.

A recriação da restinga prevê o plantio de mais de 33 mil mudas de espécies características da vegetação costeira. As plantas vão ocupar parte da área alargada da faixa de areia entre a futura calçada da avenida Atlântica e o mar. Até que sejam definidas as obras de reurbanização da orla, cujas propostas ainda estão em discussão, ficariam duas faixas de areia, uma junto à atual calçada e outra após os canteiros de restinga.

Ao longo de quase seis quilômetros da orla, o projeto contempla 61 áreas para o plantio das mudas nas dunas. Cada canteiro terá 12 metros quadrados e cerca de um metro de altura pra proteção da restinga, com estacas de madeira e cordas. Entre cada canteiro devem ser construídas trilhas de acesso à praia, sendo 60 passagens ao longo da orla.

A licitação foi lançada com valor máximo de R$ 1,5 milhão. A empresa vencedora deve executar o projeto em 27 meses. Além do plantio das mudas, o contrato prevê a construção de cercas e trilhas, colocação de placas informativas, controle e retirada de espécies exóticas, irrigação e monitoramento da vegetação, com a elaboração de relatórios técnicos.

Durante o monitoramento deve ser avaliada a necessidade de outras barreiras de contenção da areia e de construção de passarelas. Os modelos de trilhas do projeto foram apresentados como alternativa, mas a localização e a viabilidade de futuras passarelas ainda serão definidas no projeto de urbanização da orla.

Continua depois da publicidade



As obras de alargamento chegaram ao pontal Norte na quinta-feira, com trabalhos na altura do hotel Marambaia. A previsão é que a dragagem seja concluída no início de novembro. Depois, as tubulações serão removidas e a estrutura do canteiro de obras, desmontada.

Plantio da restinga, após alargamento, foi definido pelo IMA

Continua depois da publicidade



Maria Heloísa explica as novas fases da obra (foto: divulgação)

A secretária de Meio Ambiente de Balneário Camboriú, Maria Heloísa Furtado Lenzi, ressaltou que as dunas embrionárias fazem parte do projeto de alargamento e possuem papel importante na  proteção costeira como um reservatório para reposição sedimentar.

“O projeto do alargamento da faixa de areia está sendo discutido há 20 anos, incluindo a realização de plebiscito e audiência pública. Então, acho que foi amplamente discutido com a comunidade”, argumenta.

A secretária informa que a vegetação de restinga ainda tem funções como reduzir o carregamento pelo vento de areia para a calçada e avenida. “Portanto, constitui uma condicionante do projeto e sua implantação é importante, além de conferir um paisagismo com espécies  nativas para a praia”, destaca.

O plantio complementa as dunas embrionárias, que já estão sendo implantadas junto com o projeto geométrico da praia. As dunas formam bancos de areia que atuam como barreira natural contra a erosão. O plantio de restinga é o próximo passo na obra. A secretária reconhece que o ideal seria que o plantio fosse feito após a reurbanização.

“Mas como não existe um calendário definido, o IMA solicitou que fosse feito imediatamente”, explica. O projeto de reurbanização da orla está em elaboração, com previsão de ser apresentado à comunidade ainda neste ano. A proposta inicial poderá ser modificada conforme sugestões recebidas.

“A equipe que está desenvolvendo o projeto urbanístico está respeitando a área destinada às dunas e irá integrá-la ao projeto de forma que a parte natural se mescle aos elementos construídos”, destaca a secretária.

Sobre a preocupação de que vegetação de restinga tiraria a vista da praia, ela afirmou que isso não vai acontecer. “As espécies escolhidas são rasteiras, já que estas são as que mais fixam a areia”, esclareceu.

Duas empresas disputam contrato

A sessão de licitação para abertura de propostas teve a participação de duas empresas, a Gustavo Egg Monteiro Pereira e a Igara Engenharia Ambiental, ambas de Itajaí. As concorrentes entregaram os documentos de habitação que passarão por análise.

Segundo a comissão de licitação, a sessão de julgamento será retomada em nova data a ser divulgada, considerando que não há prazo estimado pra conclusão da análise. Os documentos serão analisados com apoio de equipe técnica devido à “complexidade dos serviços” a serem contratados.

Quando sair o vencedor da licitação, o município deve alinhar com o instituto de Meio Ambiente (IMA), órgão licenciador da obra, o início do plantio das mudas. O serviço deve levar em conta o prazo pra produção das mudas, que podem vir do viveiro municipal ou de produtores da região.

A licitação foi lançada em julho, mas teve andamento suspenso em setembro pra revisão e mudanças técnicas. O processo foi retomado em 5 de outubro, com a sessão de abertura de propostas alterada para o dia 28.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.221.156

TV DIARINHO


Confira os destaques desta segunda-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 04/07/2022

Publicado 04/07/2022 21:18



Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

Blog do Ton

Casa da Barra

A bordo do esporte

Classe HPE e V.elo fazem parceria no segmento de cabos náuticos para regatas

Blog do JC

Cleo

Blog da Ale Francoise

Chá de sabugueiro!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação