Serviços | Cartas do Leitor


Só elogios para o PA das Nações

Publicado em 22/11/2022

“A um mês, precisei do atendimento médico passando pelo UPA das Nações, no qual fui muito bem atendida. Infelizmente ontem precisei novamente (acho que tô ficando velha) o atendimento prestado foi algo incrível. Queria ter pego nome de todos para destacar aqui mas nem minha voz nem minha disposição me permitiram interagir. Mas vou deixa aqui meu elogio e minha gratidão a todos, o recepcionista um amado de uma simpatia e educação sem igual, a enfermeira da triagem de uma empatia que até me fez analisar os meus atendimentos, o médico sem palavras para definir tamanho profissionalismo, a menina do raio-x gente onde vocês acharam aquele anjo? O técnico que fez minha medicação além de um querido uma mão abençoada. Enfim parabéns a todos sem exceção. Por que estou fazendo esse relato? Por que estou cansada de ouvir falarem mal do SUS, mas é o SUS que nós socorre mesmo quando temos um convênio que não nos serve de muita coisa, é o SUS que nós socorre mesmo quando não somos valorizados na instituição privada na qual somos colaboradores, mas principalmente por que é muito comum ver pessoas falando em redes sociais reclamando e falando mal de nós profissionais da saúde, mas quando somos bem atendidos precisamos elogiar, agradecer e divulgar o bom atendimento. Afinal, 12 horas de plantão noturno não é somente para os fortes mas para aqueles que tem muito amor no coração. Obrigada, PA das Nações, vocês são top. Entrei lá às 23h23 e as 23h53 já estava saindo. Com consulta, raio-x,medicação e receita médica. Isso é o que eu chamo de tempo respostas”.

Ass: Marcia Regina Belegarde Gravina

(Transcrito Ipsis Litteris)


Moeda comum Brasil-Argentina: abordagens

Publicado em 25/01/2023

“À primeira vista, é de se esperar, quanto a qualquer brasileiro de verve altiva, que percorra sua espinha um calafrio denso: quem gostaria de cambiar sua moeda [estável, se comparada a outras mundo afora] e, não só, compartilhá-la, idem, com um dos maiores escândalos mundiais que “vem sendo” - abrem-se as aspas pois é inegável a impossibilidade de se dizer “é” ou “foi”, em se tratando de uma avalanche viva-aparentemente-mórbida qual tal - a economia argentina? É o fim dos tempos!, profetizam os pastores alicerçados na campanha; escatológico!, apontam os direitistas-sabidos; vai dar merda!, diz o patriota fã do Capitão [Nascimento, é claro; por acaso pensaste em outro alguém?].

A abordagem honesta, porém, de tal intrincado tema, mostra-se diversa das superficiais “análises” acima apresentadas e, também, daquela proferida pelo dep. Eduardo (o 02) neste último domingo, 22/01, uma vez que a criação de uma moeda comum entre o Brasil e a Argentina, a ser usada no comércio internacional entre ambos os países, e não em substituição às moedas nacionais, constou, ainda que diversamente do que por hora se negocia, na agenda de Paulo Guedes - que, aí sim, e em contramão, como dito, do que se visa agora com Lula, apresentou em 2022, no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, intenção de se elaborar o apelidado “Peso Real”, protótipo sul-americano do Euro que derrocaria o Peso e o Real em suas independências um do outro. O ex-presidente Jair Bolsonaro, também, é válido registrar-se, mais de uma vez fez referência a “estudos” sobre a implantação de tal moeda única - conceito diferente de moeda comum - ao longo de seu mandato.

Deixando-se, porém, a crítica aos hipócritas e às contorções do factual que estes ruminam, exploremos o projeto que os presidentes brasileiro e argentino firmaram como prioridade em suas relações, segundo artigo assinado por ambos, por ocasião da primeira viagem internacional oficial de Lula como chefe de Estado. A ideia, sumariamente, é que Brasil e Argentina passem a usar, em suas negociações, uma moeda comum que esteja sob seu controle, capaz de pôr termo aos constantes e incessantes câmbios do Peso ao Dólar e do Dólar ao Real (ou vice-versa) feitos durante pagamentos e recebimentos, tornando não só mais diretas as exportações e importações como, adicionalmente, contribuindo para reduzir a suscetibilidade de ambas as economias às ações e decisões governamentais norte-americanas, sobre as quais nossos cidadãos não possuem quaisquer direitos, sejam elas de caráter interno (quando os EUA passam por inflações ou deflações e elevam os juros ou “imprimem” dólares) ou externo (quando os EUA se vêm envoltos em guerras, crises globais etc), pois, no estado de coisas atual, qualquer variação na cotação do dólar (que vem funcionando como moeda comum) é sentida cá pelas bandas do sul - e, sejamos sinceros, o espectro negativo disso não é raro de ser visto.

A implantação de uma moeda comum nas negociações exteriores entre dois importantes polos da América Latina, portanto, queda-se como passo fundamental para um reposicionamento estratégico do Brasil no plano internacional - lembremos que a Argentina é o terceiro maior comprador brasileiro, ou seja, nos gera riqueza, e, de imediata lógica, o que se puder fazer para alavancar a economia desta de modo a possibilitar-nos maiores vendas deve ser feito, não só por carisma ou afago ideológico, mas por inteligência, manejo diplomático e visão de futuro. Eis tudo: a expansão de tal projeto para os demais países do Mercosul, quiçá, ou para os emergentes é chave para a inclusão do Brasil na lista dos poderosos. É uma porta de possibilidades cuja fechadura parecemos estar girando; a luz que dos seus frisos escapa é o princípio uma nova nação - uma nação brasileira empoderada, viável se, e somente se, soubermos resistir ao torpor do primeiro contato com o raio de claridade após longa cegueira.

Ass: João Gaspar

(Transcrito Ipsis Litteris)


Espaço reduzido

Publicado em 14/01/2023

Gostaria de enviar uma sugestão de matéria. Sou frequentador da praia da Atalaia e essa semana cercaram com tela uma área grande da praia e transformaram em campo de futebol ao lado do Molhe. A praia já não é muito grande e agora as pessoas ficam “espremidas” com espaço reduzido em virtude disso. Faz uma semana que está lá o campo, e até hoje nunca vi ninguém em nenhum horário jogando futebol lá. Já tem outro campo mais para a frente perto dos salva-vidas que já tira uma área absurda dos banhistas. Por que fizeram mais um, que ninguém utiliza? E o número de banhistas e pessoas que aproveitam a praia é muito maior dos que jogam bola de vez em quando. Eu gosto de futebol, jogo futebol, mas é uma incoerência, o objetivo principal creio eu, é o bem coletivo e não agradar umas poucas pessoas que raramente utilizam aquele campo. Sugiro uma matéria questionando a Prefeitura do porquê foi feito aquilo ali. Obrigado pela atenção.

Ass: Helder

(Transcrito Ipsis Litteris)


Mudança no postinho

Publicado em 07/01/2023

“Bom dia, gostaria de fazer uma denúncia a respeito da briga partidária da prefeitura de Itajaí, que infelizmente quem não tem nada a ver com a história acaba pagando o pato. Sou moradora e servidora pública do bairro Cidade Nova e gostaria de reivindicar meu direito como moradora e funcionária do posto cn2. Sempre tivemos muitos problemas nesta UBS em relação a funcionários, população e, depois que a nossa coordenadora Neiva Azarias assumiu a coordenação, ela com muito amor e sabedoria conseguiu colocar a casa em ordem.

E agora, depois que tudo está se resolvendo, por briga política tiraram ela do dia pra noite da gerência da UBS, e nos deixaram sem nenhum suporte para resolver os problemas da população. Estamos em conjunto com a população realizando um abaixo-assinado e iremos protocolar e entregar em mãos ao nosso prefeito e secretário de saúde. Gostaríamos de deixar aqui a nossa revolta.”

Ass: A. A.

(Transcrito Ipsi Litteris)


Obra em Navegantes

Publicado em 05/01/2023

Provando nos anexos o serviço mal feito e que deixou poeira e sujeira desde antes do Natal.

Pior, o prefeito mora a umas duas quadras da rua Waldemar Krieger [Navegantes].

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Presente de Natal:

Publicado em 03/01/2023

Convido a quem possa interessar para morar em Navegantes pois o prefeito Liba deve ser o único que dá presente de Natal para seu povo, ou seja, começa obra perto do Natal, (já era previsto que não conseguiriam acabar) e deixa um monte de sujeira, pó, lajotas jogadas nas calçadas para pedestres. Resultado: neste calor não conseguimos manter janelas abertas.

 

Ass: Arno Scharf

(Transcrito Ipsis Litteris)


Que virada política sensacional!

Publicado em 31/12/2022

A democracia escorraça o fascismo. O Homo Sapiens, progressista e democrata, destrona do poder o Boçal Onagro, fascista e escória do exército brasileiro. Derrotado nas eleições, esboroou-se o Maldito, Ignaro, Tonto, Ogro (mito), o idiota e imbecil maior do mundo.

A maioria dos apoiadores e eleitores do ex-presidente Bolsonaro – bolsonagro e bolsobesta, déspota e autoritário, marginal e delinquente, perverso e ordinário, canalha e viciado, covarde e mentiroso, larápio e intrujão, fujão e chorão (chupa mamadeira de piroca!) – são irracionais e abestalhados, ignorantes e palermas, fascistas e nazistas; e a maior parte do restante dos arrobados são abobados e abestados, otários e pacóvios, impatriotas e antidemocratas; e uns vinte e dois centos de indivíduos eleitores são alienados e bitolados, enganados e ludibriados, desinformados e manipulados; e umas treze dezenas de pessoas votantes são racionais e inteligentes, republicanas e democratas, socialistas e comunistas. Estes últimos estariam desligados e desatentos, no dia da eleição, para votar no capitão e capetão Bolsonagro, onagro e burro.

Chegou a hora de os manifestantes e terroristas, bolsonaristas e bolsonagros, reacionários e inconformados, alucinados e lunáticos – acampados em frente de quartéis e outras instalações militares –, desarmarem as barracas, ensacarem os troços, colocarem o rabo no meio das pernas e voltarem pra casinha.

Vão trabalhar cambada de manés, degenerados e deformados, baderneiros e desordeiros, vadios e malandros, similares ao ex-presidente Bolsonaro, extremista e fascista, bandido e criminoso, corrupto e ladrão, pistoleiro e terrorista, arruaceiro e desordeiro, vagabundo e vigarista, desgraçado e incompetente, psicopata e imbecil, que destruiu o Brasil e não fez nada, absolutamente nada de bom para o povo brasileiro, e que está indo embora agora para o quinto dos infernos, de onde nunca deveria ter saído. Bandido acima de tudo, diabo acima de todos.

Quem está bancando e sustentando os acampamentos subversivos e terroristas são empresários e fazendeiros, bolsonaristas e bolsotários, extremistas e golpistas, mandantes e cúmplices, bandidos e criminosos, corruptos e contrabandistas, contraventores e infratores, sonegadores e caloteiros, autoritários e arrogantes, canalhas e papudos, idiotas e imbecis, propagadores e atores de violência política.

E tem jornalistas e comentaristas políticos, alguns cabeça branca e pintada, na TV catarinense e nacional, que praticam o jornalismo e o comentarismo de latrina e esgoto, e que são extremistas e fascistas, direitopatas e golpistas, parciais e corrompidos, descarados e desonestos, desinformadores e manipuladores, falsos e hipócritas, mau-caráter e cara de pau (e de botox), idiotas e imbecis, defensores e puxa-sacos do ex-presidente Bolsonaro – bolsominion e bolsomico, miliciano e neonazista, necropolítico e necromacabro, sacripanta e sem-vergonha, negacionista e terraplanista, mentecapto e mitomaníaco, racista e machista, misógino e homofóbico, parvo e traste, pirangueiro e imbecil –, e seus seguidores e apoiadores, radicais e marginais, arruaceiros e vândalos, inclusive os acampados e amotinados, babacas e bobocas, abilolados e atoleimados, e os fazendeiros e empresários, antiprogressistas e antidemocratas, qualificados ainda com os demais adjetivos supracitados, que bancam e financiam estes, ilegal e criminosamente.

E a derrota da Seleção verde e amarela na Copa do Mundo do Qatar, com treinador-filósofo de araque e meia-boca e jogadores pernas de pau e bola murcha, bolsonaristas e bolsoidiotas, mercenários e neimarginais, simuladores e cai-cai, esnobes e boçais, estrelistas e vaidosos, perdulários e festeiros, decrépitos e mimados, foi a bareja do Croaciant (croissant) dos fascistoides, idiotoides e imbeciloides. Vão-se Catar! Que excitação e êxtase! Don’t Cry for Me, Argentina! Messi boku (merci beaucoup)!

Estamos felizes da vida com a vitória da democracia sobre o extremismo golpista, ou seja, com a ressurreição da democracia e o destroço do fascismo! Bella, ciao! Bella, ciao! Ciao, ciao!

Acabou 2022. E 2023 chegou! Que virada de ano política (e futebolística) maravilhosa! A verdade venceu a mentira e as fakenews. Venceu a democracia! O Brasil renasceu! Amém, ao Brasil do futuro de esperança e democracia!

O ano de 2023 começa fraterno e venturoso, ensolarado e lindo, pela vitória da democracia e o restabelecimento da verdade!

Que virada política sensacional! Viva a queda do fascismo. Viva a ascensão da democracia! Viva o Brasil livre!

Feliz Ano Novo a todos os brasileiros e brasileiras de bem, que amam a democracia; e aos outros também.

 

Nelson Heinzen, Itajaí – SC.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Alô, prefeitura

Publicado em 29/12/2022

“Aqui no gravatá, confluência da rua Waldemar Kriger e rua Jorge Lacerda e confluência William Otto Nack e rua Jorge Lacerda tem buracos enormes, propícios a acidentes.

Infelizmente o telefone de plantão da prefeitura não atende. Enquanto isso, quando sol, passamos o maior perrengue com o pó”.

Ass: Arno Scharf

(Transcrito Ipsis Litteris)


Leitor do Gravatá bravo

Publicado em 22/12/2022

“Convido o vizinho prefeito Liba Fronza  a passar na rua Waldemar Krieger, onde resolveu antes do Natal. Aviso que IPTU será depositado na Justiça porque não podemos deixar nenhuma janela aberta por causa da poeira que o prefeito nos presenteou.”

Saudações.

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Obras da prefa em Navegantes

Publicado em 17/12/2022

“Num desconcerto total, a prefa resolveu trocar tubos na rua Waldemar Krieger agora, perto do Natal.

Além de enfiar um monte de sujeira e pó nas residências, houve uma indecisão na recolocação das lajotas. Começaram de um lado, depois pararam e começaram do outro.

Espero que deixem a rua em ordem e limpa, caso contrário com certeza irão ter sérios problemas para receber o IPTU no inicio de 2023, mesmo porque nosso consumo de água aumentou vertiginosamente.”

Ass: Arno


Ônibus vira palco de apresentação de rap

Publicado em 14/12/2022

“O fato aconteceu no dia 7/12/2022, por volta das 14h45, quando, no terminal da Fazenda, eu tentei embarcar no ônibus da Linha 401 em direção à Praia Brava – em viagem de lazer, visto ser aposentado (86);

2- Ao embarcar, entre os passageiros havia um “em situação de cantador de música rap”.

3- Logo que ônibus saiu, o sujeito apresentou-se aos passageiros dizendo-se artista, que era fulano de tal e que iria apresentar sua arte, e caso alguém não gostasse, era só levantar as mãos que ele pararia;

4- Quando o ônibus já voltava da Praia Brava, lotado, por duas vezes eu tentei fazê-lo parar com aquela cantoria chata e insuportável.

Na primeira vez, ele usou meu pedido como combustível para “tornar sua cantoria mais atraente – mas no sentido de humilhação”.

Na segunda vez, ele encheu-se de razão e me usou para tornar sua cantoria como defesa, provocando nas pessoas aplausos hilariantes – pois a maioria dos passageiros era composta só de mulheres;

5- Assim que o ônibus se aproximava do Terminal da Fazenda, o sujeito, debochadamente, perguntava se alguém gostou que batesse palmas – o aplauso foi estridente, o que para mim foi mais que um tapa na cara;

6- Jamais em minha vida eu já havia passado por situação tão humilhante.

Conclusão:

1- Obviamente o intruso estava sob efeito de droga;

2- Como artista de rua ele deveria tirar um alvará na prefeitura. Mas como teria que pagar um ônus, foi mais lucrativo pedir carona no ônibus para expor suas porcarias;

3 – Parece-me que existe uma lei que trata sobre silêncio nos ônibus coletivos;

4- Infelizmente ninguém no ônibus se manifestou a meu favor.

Portanto, como idoso e sendo humilhado, exijo justiça.”

 

 

Ass: Ismael dos Santos


Garota Brenda, de 9 anos, pede pote de Nutella e alimentos no Natal

Publicado em 12/12/2022

“Me chamo Brenda, tenho nove anos, estou escrevendo esta cartinha para pedir uma ajuda a quem puder. Eu moro em Ilhota, na Vila Nova, com minha mãe e minhas irmãs:  Rudimilla, de 6 anos, e Ayla de 2 aninhos. Estamos passando por um momento de dificuldade e sei que não tá fácil pra ninguém. Minha mãe costura em casa e quando não tem serviço saímos pra catar reciclagem. Moramos numa casa de favor e não temos banheiro,  usamos de outra casa. Queria muito pedir ajuda de vocês com materiais pra podermos ter um banheiro. Precisamos, também,  de alimentos para termos um Natal de bênçãos, pois minha mãe cuida muito de nós três sozinhas. Agradeço a todos que puderem nos ajudar e que papai do céu abençoe a todos. E não querendo ser abusada queria muito ganhar de Natal um pote de Nutella, pois tenho vontade de comer. Deus abençoe a todos. Meu endereço é na cidade de Ilhota, bairro vila Nova, número 58 bem nos fundos. Nosso contato  é (47) 99956-8960. Muito obrigado a todos.

Ass: Brenda e família


Prefeitura de Itajaí prometeu, mas não resolveu problema no Cordeiros

Publicado em 09/12/2022

Bom dia, por favor....

Eu já havia pedido ajuda de vocês e uma materia que foi feita em outubro, uns 60 dias atrás mais ou menos. A prefeitura se comprometeu a resolver, mas nada foi feito. Continua tudo do mesmo jeito, com irregularidades e riscos para todos, veículos, ciclistas, motociclistas e pedestres. Inclusive, tem ainda um parte do concreto de proteção atravessado  na entrada da rua. Segue o texto do email da época:

A ponte que vai ligar o Cordeiros à Nilo Bittencourt nem foi entregue ainda à comunidade e já se pode verificar futuros problemas naquela região, além de problemas antigos que poderão ser agravados.

O que acontece é que o final da rua Enedina Davila Ferreira fica bem próximo da nova ponte, onde a entrada e saída de veículos naquele local é clandestina e precária. Não há um acesso normal de uma via pública, as proteções de concreto foram arrancadas há anos (não se sabe por quem) para criar a entrada e saída (irregular), sem a devida estrutura e manutenção da prefeitura e também sem nenhuma sinalização.

Dois veículos entrando e saindo ao mesmo tempo têm dificuldades porque o acesso irregular é estreito, causando discussões e congestionamentos, podendo causar atropelamentos de pedestres e/ou ciclistas, já que não há estrutura nem sinalização no local. Isso faz com que  veículos cheguem a parar em cima da faixa para poder esperar outro veiculo sair e depois poder entrar, desta forma correndo risco de colisões e outros acidentes.

Já tentei falar com a prefeitura várias vezes em vários ramais, sem sucesso, tentei também a subprefeitura de Cordeiros, secretaria de obras, secretaria de urbanismo, e nada de alguém atender.

Gostaria de pedir para os senhores darem uma verificada nessa situação antes que liberem a ponte pra podermos ter uma posição do que vão fazer para resolver, o que pode ser feito para melhorar e regulamentar o acesso dentro dos padrões normais de uma via pública. Hoje, por exemplo, tem uma dessas proteções de concreto atravessada no acesso com uma das extremidades voltada para a via, podendo causar sérios acidentes.

Gostaria de um retorno de vocês quanto ao assunto.

Desde já agradeço.

Saudações.

Ass: Ciro

(Transcrito Ipsis Litteris)


Cadelinha vive abandonada em apartamento

Publicado em 08/12/2022

Gostaria de fazer uma denúncia de maus-tratos a animais no prédio onde moro, o Edifício Jardim. Meu nome é Eugênio, tenho 60 anos, e moro há 10 anos no Edifício Jardim, na avenida Coronel Marcos Konder, 1245, esquina com avenida Joca Brandão.Faz seis anos que o problema ocorre. Sou vizinho de porta.

Desde que o casal trouxe uma cachorra pincher ainda bebê pra cá, todos os finais de semana e feriados deixam a cadelinha sozinha, chorando e latindo muito, pobrezinha.

Acontece que os tutores da cadelinha são ricos e influentes. Fui diversas vezes fazer denúncia no Inis pra ver se resolveria a situação, mas o sofrimento dessa infeliz cadelinha continua. Fiz BO na delegacia, mas não adiantou.

Sugeri que eles adotassem um outro pet pra fazer companhia à cadelinha. Ignoraram o meu apelo. Gostaria que alguma ONG protetora de animais intervisse pra dar uma solução a essa cadelinha sofredora.

Também contatei por diversas vezes a administradora aqui do prédio, mas também me ignoraram.

Sei que tem pessoas da confiança deles que gostariam de ficar com a cadelinha, mas o casal insiste em deixar a pobrezinha sofrendo abandono todos os fins de semanas e feriados.

Eu tenho três gatos comigo aqui no apartamento, foram abandonados quando eram muito pequenos e agora são meus filhos. Todos castrados e vacinados.

Desde 2017 já tenho feito várias denúncias sobre este abandono. Na antiga Famai, que funcionava na rua XV de Novembro, davam sempre a mesma resposta: tem que constituir advogado pra resolver.

Neste ano fui pessoalmente duas vezes fazer denúncia no Inis. Duvido muito que algo tenha acontecido porque não houve nenhuma mudança de comportamento. Enquanto isso, a cadelinha fica chorando e latindo até a chegada dos tutores, tarde da noite. Quanta estupidez.

Ass:Eugenio

(Transcrito Ipsis Litteris)


Terceirizado de logística reclama

Publicado em 30/11/2022

“Eu trabalho numa empresa de logística no bairro Salseiros, em Itajaí, porém sou funcionário de uma empresa tercerizada que presta serviços ali. No local  há  3 refeitórios separados e  2 refeitórios são reservados apenas para colaboradores da logística e 1 reservado para empresas tercerizadadas. Semana passada os colaboradores da logística se incomodaram ao ver um colaborador da terceirizada no refeitório deles,  apesar do refeitório deles ficar quase vazio na hora do almoço.  Eles da logística também vão almoçar no refeitório das tercerizadas lotando e deixando o refeitório deles vazio. Eles devem achar que podem pegar alguma doença e que somos inferiores por sermos tercerizados... Eu também tenho um print em que no nosso grupo de WhatsApp eles nos falam que estão sendo cobrados pra gente não ir almoçar no refeitório deles, mas eles podem ir no nosso e as vezes não conseguimos nem almoçar.”

Ass: A.A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Iluminação pública em Navegantes

Publicado em 28/11/2022

“Estamos desde o inicio do ano com iluminação pública funcionando parcialmente e de dois meses para cá sem nenhuma. Pedi para publicar no jornal e vocês não atenderam. Seria pedido de alguém da prefa de Navega? Olha, já ligamos várias vezes para Obras, eu fiz vários contatos por e-mail com a ouvidoria e liguei várias vezes para empresa terceirizada que presta os serviços.

Que mais precisamos fazer para termos o serviço pago efetuado adequadamente?”

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Na bronca com a Guarda de BC

Publicado em 26/11/2022

“Poderiam perguntar ao chefe da Guarda Municipal se ele está recebendo bola do pessoal que vende milho e coco por meio de vans na avenida Atlântica? Eles param, inclusive, embaixo de placas de proibido estacionar, ao longo da via e não querem nem saber. Não vejo um guarda municipal os multando. A lei é para os outros e para eles não? Seria importante dizer aos servidores que deixar de cumprir atos de ofício, significa improbidade administrativa.”

 

Ass: Roberto M. Filho

(Transcrito Ipsis Litteris)

 


Homenagem pela aposentadoria

Publicado em 23/11/2022

“A professora Silvana Fronza, funcionária pública desde 1990, finalmente concluiu sua passagem pela educação deixando centenas de vidas marcadas com seu amor, atenção e carinho. Silvana foi uma excelente professora tanto da educação infantil quanto do EJA e depois de 32 anos de carreira se aposentou na semana passada. Ela, com certeza, se aposenta com a sensação de dever mais do que cumprido, aqueles que precisaram não só da educação encontraram nela um abrigo, um carinho e um amor de mãe imenso que sempre acolhia mais um. Ela nunca foi só uma professora, ela ia sempre além disso. Educadora e formadora de caráter, agora pode descansar sabendo que seus frutos estão sendo colhidos por outras pessoas e em outras vidas. Silvana é a minha mãe e gostaria de deixar essa homenagem pra mostrar o quanto sou orgulhosa por ter sido criado por essa mulher forte, guerreira e batalhadora. Parabéns pela sua aposentadoria, mãe, e a partir de hoje seguirei seus passos e espero me tornar uma profissional tão boa quanto você um dia. Te amo.”

Ass: Com amor Laura

(Transcrito Ipsis Litteris)


Perturbação do sossego e crime ambiental

Publicado em 22/11/2022

“Quero noticiar que um estabelecimento  localizado na Praia Brava (avenida José Medeiros Vieira, 1640), insiste na perturbação do sossego dos moradores com o uso desenfreado do som alto e algazarras que ocorrem durante o dia, sobretudo à noite. Tal conduta configura crime ambiental, pois a poluição sonora afeta diretamente a área de proteção ambiental próxima.”

Ass: A. A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Trânsito travado em Itajaí

Publicado em 21/11/2022

“Uma hora e quarenta minutos da Praia Brava até o centro de Itajaí. Ônibus dos “visitantes” não respeitam os sinais. Os guardas de trânsito sumiram! Itajaí está promovendo o segundo festival de covid. Bem no momento que o surto de covid está aumentando e novas medidas restritivas estão sendo divulgadas. Blumenau já começou a agir, retornando o uso de máscaras! Cadê as autoridades !?”

Ass: A. A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Os furadores de filas do ferry

Publicado em 19/11/2022

Sobre os furadores de filas do ferry boat, tanto em Itajaí como em Navegantes. O problema está cada vez pior, estou neste momento tentando acessar a fila a partir de beira mar de Navegantes. Tanta gente furando, que bloqueou o sentido contrário. Quarta foi o mesmo, mas de Itajaí pra cá. Os departamentos de trânsito  dizem que nao podem fazer nada porque a legislação não prevê infração para esta conduta. Afirmam que o problema é da NGSUL. Esta diz que só fiscaliza 50 m da entrada e procura fazer com que “haja entendimento com quem fura a fila”. E quem respeita fica na fila aguardando a sua vez, feito bobo. Há tantas formas de resolver isto, mas nada é feito. Verão chegando, BRs aempre engarrafadas e quem depende da travessia não tem nenhum respaldo para garantir seu direito. Penso que isto é de interesse de tantos cidadãos, precisa ser levado a sério. Por isto minha sugestão que seja abordado a fundo.”

Ass: A. A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Cartas do Leitor


Moeda comum Brasil-Argentina: abordagens

“À primeira vista, é de se esperar, quanto a qualquer brasileiro de verve altiva, que percorra sua espinha ...

Espaço reduzido

Gostaria de enviar uma sugestão de matéria. Sou frequentador da praia da Atalaia e essa semana cercaram ...

Mudança no postinho

“Bom dia, gostaria de fazer uma denúncia a respeito da briga partidária da prefeitura de Itajaí, que ...

Obra em Navegantes

Provando nos anexos o serviço mal feito e que deixou poeira e sujeira desde antes do Natal. Pior, o ...

Presente de Natal:

Convido a quem possa interessar para morar em Navegantes pois o prefeito Liba deve ser o único que dá ...

Que virada política sensacional!

A democracia escorraça o fascismo. O Homo Sapiens, progressista e democrata, destrona do poder o Boçal ...

Alô, prefeitura

“Aqui no gravatá, confluência da rua Waldemar Kriger e rua Jorge Lacerda e confluência William Otto ...

Leitor do Gravatá bravo

“Convido o vizinho prefeito Liba Fronza  a passar na rua Waldemar Krieger, onde resolveu antes do Natal ...

Obras da prefa em Navegantes

“Num desconcerto total, a prefa resolveu trocar tubos na rua Waldemar Krieger agora, perto do Natal. ...

Ônibus vira palco de apresentação de rap

“O fato aconteceu no dia 7/12/2022, por volta das 14h45, quando, no terminal da Fazenda, eu tentei embarcar ...

Ver todos as cartas

Obituário


Registro de mortes ocorridas no dia 24 de janeiro e comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas no dia 23 de janeiro e comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas nos dias 21 e 22 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência ...

Registro de mortes ocorridas no dia 20 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 19 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 18 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 17 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 16 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas nos dias 14 e 15 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência ...

Registro de mortes ocorrida no dia 13 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Ver todos os obituários


Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação