Colunas


Histórias que eu conto

Por Homero Malburg -

Homero Bruno Malburg é arquiteto e urbanista

Armação da infância 3


Mastro de São Sebastião, em Penha (foto: leitor)

Naqueles verões de infância sempre havia uma “tragédia” que marcava a temporada: minha mãe que sofreu queimadura séria quando um bule de chá fervente virou por cima dela; Flávia, minha irmã, que levou um coice de uma égua; Thalia que ficou toda inchada por alergia ao Neocid; o pai que se queimou no motor de uma lancha enquanto pescava e por aí afora. Cada ano pegávamos alguns bichos-geográficos. Na época, o tratamento era difícil: éter, queimar a pele com nitrato de prata, pomadas e nada de eles morrerem. Coceira infernal que só acabava em maio, junho, já em Itajaí, com o reboco da parede junto à cama gasto de tanto coçarmos o pé durante a noite. Andar descalço pela praia, além das rosetas e ouriços, apresentava outro problema. As “salgas” no fim do dia eram lavadas e toda aquela água de peixe e camarão escorria para a areia. Isto formava uma “meleca” gosmenta e fedida que grudava no pé. Os cações-mangona eram limpos na praia. Enormes, alguns ainda chegavam com vida e era impressionante vermos os corações, depois de extirpados, ainda pulando na areia.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Todos os anos revíamos os primos do Rio, filhos do tio Nico e tia Pompéia que, com dona “Eli” Konder Reis, passavam o verão na casa ainda hoje existente. Tia Bety Fleishmann inventou certa vez um piquenique na Praia Grande. Desenhou um relógio de sol na areia e ao meio-dia nos pôs a catar mariscos. Cozinhou tudo na água do mar e nos deliciamos com o almoço inusitado. Semanas  depois, o Marco, meu irmão menor, ficou muito mal: febre alta, vômitos e diarreia. Meu pai levou-o ao Dr. Mayerle que lá veraneava e voltou com o diagnóstico de infecção intestinal.  Descobrimos  porque: ele e os primos,  lembrando o tal piquenique, catavam  todos os caramujos das pedras, arrumavam uma latinha, cozinhavam e comiam toda aquela porcaria...

Ao lado dos Konder havia um salão que vez por outra promovia uma sessão de cinema. Lá assisti um filme de terror que depois de adulto descobri ser um clássico do cinema alemão, de 1931, de Fritz Lang: “M, o vampiro de Dusseldorf”, vejam só, assistido na Armação!

As festas folclóricas eram atração em janeiro: terno de Reis; Boi-de-mamão, a terrível Bernúncia e as novenas de São Sebastião. No Carnaval promoviam um baile à fantasia no Salão do Bastinho. As fantasias de papel crepom coloriam o mar no banho depois da domingueira.

Comprávamos o essencial na venda, o pão na padaria e o peixe e o camarão do vizinho pescador, o Zé Português, que nos vendia tudo o que pescava. Falando em comida, meu sogro lá da “Armação dos alemão” contou-me que certa vez resolveram fazer, no domingo, um marreco recheado. Compraram-no de um pescador e o prepararam com capricho. Só que ao abrir o forno para ver se já estava assado, correu todo mundo; o cheiro era de peixe puro... Afinal, marreco de praia come o quê?


Comentários:

MARCELO ANDRIANI OURIQUES

27/05/2024 17:23

Saudosa Dona Bety Fleishmann, esposa do compadre Valter....

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.



Bons negócios

CN Empreendimentos completa 15 anos entre as 100 maiores construtoras do Brasil

Aquário de BC tem promoção de ingressos por R$ 79,90 até o próximo domingo

BMW Série 3 ganha atualização em 2024


Veículos

Motos

Nxr160 Bros Esdd

R$ 22.900,00

Bicicletas

Vende-se Montain Bike

R$ 750,00

Motos

Cg 160 Titan

R$ 22.500,00

Motos

Shadow 750

R$ 42.000,00

Motos

Biz 110i

R$ 14.600,00

Motos

Biz 125

R$ 19.600,00


Imóveis

Sítio, Chácara ou Fazenda

Vendo Ou Troco Sítio Em Piçarras

R$ 850.000,00

Sítio, Chácara ou Fazenda

Vende-se Linda Chácara Na Paciência

R$ 1.500.000,00

Kitnet

Kitnetes Completas P/ Solteiros

Quartos

Quarto Para Alugar

Apartamento

Vendo Apartamento Em Bc

Casa

Vendo / Troco (sobrado)

R$ 300.000,00


Empregos

Tenho vaga para

Contrata-se Barbeiro

Ofereço-me para trabalhar

Pedreiro, Encanador E Eletricista

Ofereço-me para trabalhar

Casal Para Cuidar De Chácaras E Sítios

Tenho vaga para

Fetrammasc Contrata

Tenho vaga para

Santlux Constrata

Tenho vaga para

Contrata-se Empregada Domética


De tudo

Comércio, escritório e indústria

Grampear Comércio E Assistência






Entrevistão

Márcio Dedé

"Houve um racha de parte do União Brasil com parte do MDB”

LEONEL PAVAN

“Este muro imaginário de [BC] rica e [Camboriú] pobre que tem que acabar”

Edson Piriquito

"No momento que eu implanto o pronto-socorro dentro de uma das alas do Ruth, eu resolvo atender o ser humano e não comprovante de residência e título de eleitor”

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

ENQUETE

Qual o seu favorito se as eleições municipais de Penha fossem hoje?

Evandro dos Navegantes (PSD)

Gilberto Rodrigues (PP)

Janete Krueger (PSB)

Júnior Mafra (MDB)

Juraci Alexandrino (MDB)

Luizinho Américo (PL)



TV DIARINHO






Especiais

BRASIL

Marcha para Jesus se tornou um terreno político em disputa

15 de junho

Confira 10 dicas para curtir Itajaí no feriado

LUXO É VIVER BEM

10 edifícios recomendados como um ótimo investimento

Desde o século 19

Costa itajaiense coleciona casos de naufrágios

Tradição

Sapataria artesanal é um negócio de família 



Colunistas

Jackie Rosa

Festerê família Silva e Sodré

JotaCê

60 anos da Univali

Histórias que eu conto

Colégio Catarinense 5

Artigos

Nos 164 anos de Itajaí, as pontes são para o futuro

Coluna Esplanada

Memória

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: 164 anos de município, não de fundação

Via Streaming

“Pose”

Diário do Investidor

O dinheiro te serve ou você serve o dinheiro?

Ideal Mente

Você tem fome de quê?

Direito na mão

Como o tempo de trabalho rural pode beneficiar sua aposentadoria

Show de Bola

O busão voltou

Na Rede

Explosão na oficina de motos, catarinense no leilão do Neymar e mais: o que bombou nas redes do DIARINHO

Coluna do Ton

Niver da Candice

Mundo Corporativo

Cansado das mesmas coisas na empresa, é hora de mudar?

Coluna Exitus na Política

O CHARME DA POLÍTICA: IGUALDADE E LIBERDADE [1]




Blogs

Blog do JC

Fábio Negão, joga merda no ventilador

A bordo do esporte

VelaShow abre quarta edição

Blog da Jackie

Chinelagem chic

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação