Colunas


Histórias que eu conto

Por Homero Malburg -

Homero Bruno Malburg é arquiteto e urbanista

Colégio Catarinense I


No início de 1961, curso ginasial concluído no Ginásio Salesiano, muitos de nós tivemos que sair de Itajaí para estudar fora. Aqui havia o curso técnico de Contabilidade e o Curso Normal para as moças. Não existiam na época os cursos científico e clássico, essenciais para quem almejava enfrentar daí para frente um exame vestibular para qualquer faculdade.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A família de melhores condições financeiras procurava um colégio, normalmente internato, para que o filho então com 14 ou 15 anos, pudesse continuar os estudos.

Embora o Colégio Santo Antônio em Blumenau fosse uma opção mais próxima, fui para o Colégio Catarinense, em Florianópolis. Fundado em 1906, meu avô, Bruno Arthur, lá tinha estudado assim como meus tios-avós e depois meu pai, Laércio, nos anos trinta. Por força da tradição, acabei no Internato do Colégio Catarinense.

A viagem para Florianópolis era uma aventura. Por estrada de terra, via Camboriú, morro do Encano, Itapema, parada em Tijucas, daí Biguaçu e finalmente Florianópolis. Quando ouvíamos aquele “tiaque-tiaque” dos pneus do ônibus passando pelas tábuas do piso da velha ponte Hercílio Luz, era sinal de que estávamos chegando. Viagem de três horas com bom tempo e de mais de quatro com chuva e lama.

À chegada ao Colégio, surpresas e novidades. Os padres jesuítas, para quem vinha de colégio de padres salesianos, eram mais “durões”. Espiritualidade sim, mas de um jeito disciplinador, quase militar. Ambiente espartano, pouca importância ao conforto inclusive no número de instalações sanitárias...

Levados ao dormitório para deixar nossa bagagem, nos deparávamos com enorme salão de assoalho tratado à óleo queimado, duas séries de janelas sem cortinas e cinquenta camas dispostas em quatro filas. Entre uma cama e outra, uma cômoda. A cama de molas, com colchão de palha que em pouco tempo adquiria a forma do corpo. A cômoda de tampo branco, com uma gaveta e duas portinhas abaixo, que escondiam duas prateleiras. A roupa que precisasse de cabide teria que ser levada a um quarto anexo, a rouparia, para ser pendurada. Todo interno tinha um número que identificava toda a sua propriedade, por sinal não muito respeitada como descobriríamos mais tarde. O meu, 34, estava em todo o meu enxoval cujos itens eram fornecidos pelo Colégio: cuecas, lenços, meias, camisetas, calções, pijamas, casacos, ternos, calças, paletós, tênis, toalhas, lençóis, fronhas, edredom, cobertor e material de higiene.

Na extremidade oposta deste salão, o quarto do padre que nos fiscalizava – o “padre-prefeito de divisão” cujas paredes não iam até o teto para tudo ouvir...

A área dos sanitários anexa eram filas de lavatórios, um único espelho na parede e vários chuveiros, todos frios. Um vaso sanitário apenas, sem assento e sem tampa e um tanque usado para lavar os pés e o material esportivo.

A luz nunca apagava de todo. Era mantida em um lusco-fusco que permitia a fiscalização do padre e eventuais idas ao banheiro.

28 de fevereiro de 1961... No início tudo era novidade...


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

ENQUETE

Festa do Peixe de Itajaí cancelada novamente: qual a sua opinião?

Achei um lindo gesto de solidariedade

⁠Dava pra ser solidário, sem precisar cancelar a festa

⁠⁠Desculpa esfarrapada de quem não conseguiu organizar a festa a tempo

⁠Tinha que cancelar mesmo, essa festa nem deveria existir

Não tenho opinião formada sobre isso



TV DIARINHO






Especiais

NA ESTRADA

Pôr do sol de tirar o fôlego é uma atração do ano inteiro na praia de Armação

RIO GRANDE DO SUL

A história de luta de um quilombo que resiste às enchentes em Porto Alegre

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas

DADOS

Exportação de armas de fogo dobrou durante os anos Bolsonaro, revela levantamento inédito



Colunistas

JotaCê

Fabrício chamegou Bolsonaro em Brasília

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Coluna Esplanada

Trio de apostas

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Show de Bola

Trocas de treinadores

Direito na mão

Recebeu auxílio-doença ou auxílio-acidente? Veja como se aposentar agora!

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Gente & Notícia

Níver da Margot

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo




Blogs

Blog do JC

Prefeito revela que está com tumor maligno

Blog da Jackie

Reserva Royal

A bordo do esporte

Terceira edição do Troféu Ayrton Senna de Kart celebra 30 anos do legado do ídolo

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação