Colunas


Coluna Tema Livre

Por Rosan da Rocha - rrocharrosan@gmail.com

Triste Brasil


O Brasil volta a ultrapassar a marca de 1.000 mortes diárias por COVID-19.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





E o que se vê é um país sem comando, o povo desorientado e imbecilizado. Infelizmente, a morte já estava se tornando uma banalidade em razão da violência urbana, mas agora piorou.

Pessoas que se pensava serem inteligentes, de bem, não se previnem mais. Estão saindo, festando, se aglomerando, se infectando, transmitindo o vírus e matando outras, como se a vida fosse uma brincadeira de matar ou morrer. Gestores públicos, pelo simples fato de dispor as vacinas, acham que já cumpriram sua parte na missão de cuidados da saúde das pessoas. Nada mais fazem.

As campanhas de prevenção sumiram. A fiscalização para conter aglomeração inexiste e exigir o cumprimento de normas já estabelecidas, inclusive para o uso de máscara, ficaram apenas no papel.

Para piorar, o próprio Ministro da Saúde, pessoa que já comprovou sua incapacidade para o cargo que exerce, afirma que o pico da infecção da nova variante ômicron ainda vai chegar. Mas, pra variar, como é pau mandado do Presidente negacionista, nada faz para conter essa tragédia anunciada, até mesmo porque o maior culpado por tantas mortes no Brasil é a incompetência e irresponsabilidade do Governo Federal. As pessoas estão anestesiadas. Não mais se vê preocupação alguma em pegar ou transmitir a doença.

Em outros países, se a quantidade de morte diária chega a 100, já é motivo para medidas restritivas e um alerta geral. Já no Brasil, conhecido por um lado como o país de festas, alegria e tolerância, e de outro pela violência, desigualdade, corrupção e impunidade, agora tem mais um ingrediente negativo: o País da insensatez, da insensibilidade, da falta de compaixão. Triste Brasil que enterra seus mortos por uma doença que poderia ser evitada e, no outro dia, continua com a mesma atitude omissa em achar que está tudo dentro da normalidade.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Tema Livre

Cuidado com os candidatos

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher

Coluna Tema Livre

Armadilha política

Coluna Tema Livre

Tristeza na academia

Coluna Tema Livre

A propaganda eleitoral ilegal

Coluna Tema Livre

Semana Santa de reflexão

Coluna Tema Livre

Fabrício ficou

Coluna Tema Livre

Saia dessa vala imunda

Coluna Tema Livre

A volta do dragão inflacionário

Coluna Tema Livre

Parabéns, prefeito!

Coluna Tema Livre

Maria vai com as outras

Coluna Tema Livre

Deus nos salve dos tiranos

Coluna Tema Livre

Petrópolis é mais uma vítima das autoridades

Coluna Tema Livre

Visita de Bolsonaro a Putim

Coluna Tema Livre

Pais irresponsáveis, filhos doentes

Coluna Tema Livre

Nem guru e nem político de estimação

Coluna Tema Livre

Balneabilidade das praias

Coluna Tema Livre

Liberdade burra

Coluna Tema Livre

Falta de educação e fiscalização

Coluna Tema Livre

Renascimento



Blogs

A bordo do esporte

Recife (PE) pronta para receber a Globe 40

Blog Doutor Multas

Divisão de Registro de Veículos: entenda como funciona

Blog do JC

The Ocean Race

Blog da Ale Francoise

Moringa para imunidade

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Evandro Neiva

"Vila da Regata de Itajaí vai atrair mais de meio milhão de visitantes

Luíza Moreira

"Meu avô tinha uma marca de ferro na coxa. Hoje em dia eu me revolto ainda por causa da escravidão, porque ainda tem muito preconceito”

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

TV DIARINHO

PROIBIDO ESTACIONAR! O principal acesso à praia do Cascalho, em Penha, voltou a ser palco do desrespeito ...




Especiais

Pesquisa de preços 

Sorvetes apresentam diferença de até 50,62% nos principais supermercados

80 ANOS

Sorveteria Seara chega à quarta geração unindo receitas de família e novas tendências

NA ESTRADA COM O DIARINHO

Sete dicas pra curtir Balneário Camboriú num fim de semana 

Dia no mar

O que levar para uma refeição perfeita al mare

Deixa o vento me levar

Veleiros alugados navegam com grupos para alto-mar



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação