Colunas


Coluna esquinas

Por Coluna esquinas -

Breve história de um muro


Um muro é a metáfora adequada para o momento. Convivemos, já há algum tempo, com discussões acaloradas que alimentam separações quando alguns ainda creem que a palavra cultura é escrita no singular. Ainda convivem entre nós os que separam a humanidade entre os que têm cultura e os que não têm cultura. Há ainda aquele argumento de que temos cultura erudita ou cultura popular, reservando adjetivos que desmerecem a última.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Definindo assim, riscam um traçado no chão e separam os “iguais” e os “diferentes”.  A barbárie e a civilidade. Daí para a edificação de muros, materiais ou simbólicos, é um pulinho. O futuro causa temor e alimenta extermínios.

O muro de Berlim; o muro fronteiriço entre Estados Unidos–México; um muro étnico, separando Israel dos palestinos; o muro que separa a favela do bairro nobre; os muros que não se vê a olho nu, mas estão entre nós (misoginia, homofobia, racismo, sexismo...).

O muro é, pois, a metáfora suprema da ilusória segurança. O muro oferece o sentido, também ilusório, de pertencimento a uma cultura que assume-se superior. Um perigoso argumento que, na história humana, tem acabado em violência, morte, guerra.

Eu diria que uma das maiores armadilhas que existe são as representações que temos daquilo que chamamos realidade. Quando gerações inteiras crescem acreditando que as separações são naturais, a ideia de realidade é uma armadilha potente que tem criado algumas emboscadas para os sentidos humanos.

Dizem os argumentos da dialética, e concordo aqui, que as soluções estão no centro dos problemas, quase sempre no mesmo ponto em que elas nasceram. Se nossa humanidade não tem conseguido lidar com seus problemas diria que não são uma rua sem saída. Um problema é construção social que cria muros que parecem intransponíveis para manter o status quo.

Quando um muro converte o outro como alvo de perseguição ou extermínio o problema não está no outro ou no muro. O problema não é uma realidade existente. O problema é a falta de humanidade. Somos diversos e é tão somente isso que importa.

O pior medo que nos atinge é o medo de nós mesmos. Um muro pode impedir que façamos coisas, mas o que precisamos transpor são os muros que estão em nós.

Um dia, o grande poeta Lorca disse que se as coisas encerradas dentro dos muros, se saíssem de repente para a rua e gritassem, encheriam o mundo.  O muro explicita a intolerância.

Ahh... se a educação de crianças ensinasse dia após dia que há uma beleza potente na diversidade. É isso, e tão somente isso, que nos faz humanos.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

ENQUETE

Municípios da região vão ter que ajudar a bancar contas do hospital Ruth Cardoso. Qual sua opinião?

Justo! Se moradores de várias cidades utilizam, todos têm que ajudar e decisão judicial está correta

O hospital deveria ser regionalizado e bancado pelo Governo do Estado

Não vejo necessidade. Muitos trabalhadores de Balneário Camboriú vivem nas cidades vizinhas

Nao tenho opinião sobre a decisão judicial



TV DIARINHO


Uma mulher foi arrastada pela correnteza do rio Itajaí-Açu em Rio do Sul. Ela se agarrou em um pedaço ...





Especiais

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar

RIO GRANDE DO SUL

Governo Eduardo Leite não colocou em prática estudos contra desastres pagos pelo estado

Retratos da destruição

“Não temos mais lágrimas pra chorar”: A cidade gaúcha destruída pela 3ª vez por enchentes

MEIO AMBIENTE

Maioria de deputados gaúchos apoia projetos que podem agravar crise climática



Colunistas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

JotaCê

Amin responde Chiodini

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Coluna Esplanada

Palácio x Lira

Gente & Notícia

Níver da Margot

Ideal Mente

Luto coletivo: navegando juntos nas ondas da perda

Show de Bola

Vitória da base

Direito na mão

Mulher entre 54 a 61 anos: como antecipar a aposentadoria?

Via Streaming

“Justiça”

Coluna Exitus na Política

Vontade e solidariedade

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo

Coluna Fato&Comentário

Anuário de Itajaí - 100 anos da 1ª edição




Blogs

A bordo do esporte

Atletas classificados para o Pan-Americano de VA'A

Blog da Jackie

Tá na mão!!!

Blog do JC

Visita na choupana do Chiodini e Rebelinho

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação