Colunas


Coluna Existir e Resistir

Por Coluna Existir e Resistir -

Yasuke: O primeiro samurai negro


 

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Bruno Soares

O primeiro samurai negro do mundo, Yasuke. Poucas coisas parecem mais exclusivamente japonesas que a casta dos samurais. Mas a verdade é que nada impedia que a honra fosse concedida a estrangeiros. O holandês Jan Joosten van Lodensteyn e o inglês William Addams, parceiros de navio, ganharam em 1600 o privilégio de carregar katanas e lutar ao lado dos japoneses.

Vinte e um anos antes deles, porém, havia sido a vez do primeiro samurai estrangeiro de todos: Yasuke. Um africano que não estava ali por vontade própria. Yasuke nasceu entre 1555 e 1566, e é provável que tenha sido um macua, povo originário de Moçambique. Mas há historiadores que acreditam que ele era da Angola ou da Etiópia. Seu nome também é um mistério, seja como for, Yasuke chegou no Japão em 1579. Começou atuando como assistente do jesuíta italiano Alessandro Valignano. A pele negra logo chamou a atenção dos japoneses. E um deles mudaria sua vida (e o Japão) para sempre: Oda Nobunaga. De imediato, o daimiô ficou impressionado com a altura de Yasuke – um gigante comparado a média dos japoneses da época. E o recrutou como seu guarda-costas. Quando se tornou samurai em 1581, trabalhou como guarda do castelo de Nobunaga. A lenda de Yasuke logo se espalhou, como a de um gigante guerreiro indestrutível, com a força de 10 homens. Carregando suas duas espadas, foi feito portador da espada do daimiô, e aprendeu a falar japonês fluentemente.

Nobunaga havia, a essa altura, unificado meio Japão e conquistado a neutralidade da maioria do que restava. Apenas três grandes clãs se opunham abertamente ao seu domínio.

A queda foi quando veio o golpe, em  1582, o general Akechi Mitsuhide se voltou contra seu mestre, mandando um exército contra suas guarda pessoal. Como a vitória era impossível, Nobunaga cometeu seppuku – suicídio ritual. Yasuke se juntou ao filho de Nobunaga, ele lutou ao lado das forças do herdeiro por um longo tempo, mas o daimiô não passaria do fim do dia, sendo forçado a se matar.

Yasuke, sem ter para onde ir, propôs se juntar ao lado inimigo. Ao invés de cometer o suicídio de honra, ele seguiu o costume ocidental e ofereceu a sua espada a Mitsuhide. Foi esnobado pelo general, que o chamou de “fera que não sabia nada”.

Talvez melhor para ele. O xogunato de Mitsuhide duraria 13 dias. Ele morreria em condições misteriosas, assassinado na estrada. O poder passaria a outro general de Nobunaga, que unificaria o Japão.

Quanto a Yasuke, voltou a servir os jesuítas. E nada mais se ouviu dele. “Sua altura era de 6 shaku 2 sol (aproximadamente 1,88m). Ele era negro e sua pele era como carvão”. Foi assim que um colega samurai, Matsudaira Ietada, descreveu-o em um diário de 1579.

 

Conselho Municipal de Desenvolvimento da Comunidade Negra de Itajaí - CONEGI


Comentários:

Sabrina Vianna

10/07/2021 11:18

Belíssimo texto ????????????????

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Existir e Resistir

Presídio no Brasil: por que essa não é a solução?

Coluna Existir e Resistir

Eterna professora Antonieta de Barros

Coluna Existir e Resistir

Direito invisível

Coluna Existir e Resistir

A importância das palavras

Coluna Existir e Resistir

O fato

Coluna Existir e Resistir

A branca tá usando trança! E agora?

Coluna Existir e Resistir

Militância de internet

Coluna Existir e Resistir

Dia Nacional do Samba: o que seria do Brasil sem este gênero musical?

Coluna Existir e Resistir

Racismo: um tema que não pode sair do nosso radar!

Coluna Existir e Resistir

Existir e Resistir

Coluna Existir e Resistir

O pensamento social brasileiro e a cultura do esquecimento

Coluna Existir e Resistir

A política da morte

Coluna Existir e Resistir

Carta ao Rei T’Challa

Coluna Existir e Resistir

Preguiça de falar sobre os males que o racismo causa

Coluna Existir e Resistir

Somos um país racista

Coluna Existir e Resistir

25 de julho – dia Internacional da mulher negra latino-americana e caribenha

Coluna Existir e Resistir

O choro é livre

Coluna Existir e Resistir

Brasil, lugar de todos?

Coluna Existir e Resistir

Igualdade e fraternidade: o diálogo como porta para a empatia

Coluna Existir e Resistir

A onda negra



Blogs

A bordo do esporte

Tóquio 2020: Brasileiros com bons resultados na vela

Blog do JC

Se presidente vetar o Fundão, Centrão defende volta de doações empresariais

Blog da Ale Francoise

Dê olho na sua saúde!

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: o que é e vale a pena contratar?

Blog Clique Diário

Retornando...

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Blog do Ton

One of a Kind: coleção inédita será apresentada pela joalheira Cristina Pessoa durante evento na Praia Brava

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”

André Gobbo

"Eu tenho absoluta certeza que estamos formando profissionais para o presente e para o futuro”

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

TV DIARINHO

Confira os destaques desta segunda-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 26/07/2021

Publicado 26/07/2021 21:05


Especiais

Referência

Balneário Shopping é porta de entrada de grandes marcas

Boas compras

Diversidade e qualidade caracterizam o comércio de Balneário Camboriú

Uma nova BC

Investimentos públicos pesados para a retomada da economia

Cartão postal de Balneário Camboriú

Roda-gigante mudou a paisagem para sempre

Parque Unipraias

Tedesco é pioneiro no turismo de BC



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯