Colunas


Coluna esquinas

Por Coluna esquinas -

O pulso


“-Esqueci a máscara!” Volto, coloco-a no rosto e recomeço a caminhada.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Bom sinal!! Quantas e quantas coisas faço no piloto automático... Para desligar ele, preciso identificá-lo, não é? Quando minha mente passeia por aí e me pego com o ato pronto, ou em um lugar que não lembro o caminho, ou quando faço de conta que ouço aquele papo chato...o piloto automático está ligadão.

Durante o dia executo várias ações automáticas que não pedem formulação, planejamento ou organização. Esse é o modo que nosso cérebro achou de não pirar. É uma vantagem poder estar com o automático ligado naquilo que levamos anos de aprendizado nessa vida. O cérebro criou modos de fazer conexões que nos colocam em ação imediata naquilo que chamamos de rotina. Quando eu dirijo um carro e passo pela cidade sem observar que sai de casa e cheguei noutro bairro sem perceber, nem precisei pensar para mudar marcha, pisar na embreagem, acelerar... Mal olhei para as ruas, pessoas e publicidade. Imagina se eu tivesse que pensar em tudo que faço sem esse automatismo que nos libera para divagar, criar ou imaginar?

Mas como nem tudo são flores, o uso excessivo do piloto automático pode nos colocar em uma cilada bem grande e nos tornar máquinas sem sentimentos. E a consequência disso pode gerar sofrimentos. Às vezes é preciso atentarmos à vida e tornar nossos movimentos mais tranquilos, observar o dia, as horas, as pessoas e, principalmente, nossos padrões de comportamento e pensamentos. Caso contrário, corremos o risco de passar a vida sem senti-la.

Foi esse sentimento que tive quando esqueci a máscara, e agradeci o recado da vida. Não é pra ser automático. Ainda peço ar e peito aberto quando absorvo minha cidade. Não quero esquecer disso.

Quanto estou ligado com a vida fico sem sintonia com meu mundo de sentidos. Tenho cinco sentidos que me permitem ouvir, cheirar, degustar, olhar, tatear e outros que me permitem fruir e intuir. Sou porque sinto. E sinto mesmo antes de ter aprendido a escrever. Fico feliz quando meu corpo pede que aguce sentidos.

Procuro não repetir hábitos. Experimentar dá em mim a clara sensação de que algo novo me coloca em um estado de consciência e observação que me fazem um ser humano melhor. Lavo louça diariamente e, exatamente ali, produzo ideias para novos textos.

Cada momento diário é uma oportunidade incrível de aprendizado. Cada instante permite que eu me reconheça ali naquele tempo e espaço. Fico assim desperto.

Esquecer a máscara? Ter que voltar o caminho? É a certeza de que meu corpo se nega a tornar esse ato pandêmico um hábito. Vai passar.

Minha mente ainda ferve. Tenho cócegas no cérebro e dou asas para minhas palavras. Uhuuu!

Fica a dica:

O clássico Ladrões de Bicicletas (Vittorio De Sica, 1948) trabalha com uma história potente em todos os seus aspectos sobre as consequências de atos grandes e extremos nas vidas de pessoas comuns.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna esquinas

Quinquilharias

Coluna esquinas

Touch, mentiras e uma hashtag

Coluna esquinas

Os 10 dias em que ouvimos a palavra GRITO

Coluna esquinas

Ferida aberta

Coluna esquinas

Proa da palavra

Coluna esquinas

Breve história de um muro

Coluna esquinas

A mão invisível da realidade

Coluna esquinas

O segredo dos dias

Coluna esquinas

Pantufas para pisar na lua

Coluna esquinas

Exercício de ser criança

Coluna esquinas

O instante antes do escuro

Coluna esquinas

Dentro da noite

Coluna esquinas

Bolhas

Coluna esquinas

Imagino, logo existo

Coluna esquinas

Hoje é quase horizonte

Coluna esquinas

Língua Solta

Coluna esquinas

Curto-circuito

Coluna esquinas

Posso dar um pitaco?

Coluna esquinas

Tirando poeira das ideias



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

TV DIARINHO

Leilão de carros apreendidos em Santa Catarina deve ser mais agilizado com parceria entre Detran e Tribunal ...




Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação