Colunas


Coluna esquinas

Por Coluna esquinas -

Não morro de véspera quando planto


Um lar. Um lar é uma abstração. Um espaço humanizado de memórias e sentidos.

Para nós, modernos, um lar pressupõe uma casa. Em que lugar quero chegar com esse papo? Uma casa não garante que tenhamos um lar. É preciso que dediquemos horas de afetos e cuidados para que ocupemos esse lugar acolhedor chamado de lar.

Tenho muitos motivos para acreditar - e uma pandemia para dar conta de me convencer - que meu corpo é meu lar. Sou tomado de sentimentos que, em mim, são afetados quando escolho um canto para estar com meus pensamentos, meu alimento íntegro, meu auto-respeito quando o corpo grita após beber ou comer algo artificial ou até mesmo quando exagero no trabalho e as dores anunciam que o freio tem que ser acionado. Meu corpo, meu templo.

Minhas gavetas ficam na memória. Tenho assuntos de longo prazo que ficam ali quietos, alguns nem tanto. Minha memória, já tão congestionada, guarda instantes de afetos com pessoas, lugares e muitas frases sábias que fizeram eco por toda a vida. Guardo-as para que momentos de caos sejam apaziguados com as palavras saídas dessas minhas gavetas.

Meu quarto acolhe cansaços, instantes de afeto e infinitas horas de solidão. Já chorei, ri e amei em meu quarto fechado. Me alimentei de acolhimentos daquele recanto, mas da porta para fora o que o mundo pede é coragem para não ser engolido.

É na cozinha que refaço as forças e ganho coragem na alquimia das cores, dos aromas e sabores.  Sou o tipo de cozinheiro que lambe os dedos e adora vidros com temperos coloridos saídos de diversos cantos do mundo. Minha cozinha é meu espaço de revitalização. Sei que, se chegou até aqui na leitura, deve estar espantado com minha confissão, mas o fato é que converso sozinho enquanto mexo nas panelas.

A varanda de meus dias tem flores, muda de abacate, tomates e uma infinidade de verdes que deixam aquele canto com a sensação agradável de que a vida anda fazendo estripulias. O agradável cheiro de adubo recém-saído da composteira nos coloca em uma estrebaria. Pois é dali que a vida brota, exatamente do resíduo que podemos alimentar outras vidas.

Poderia seguir o texto, mas em poucos caracteres é impossível. O fato é que o espaço doméstico tem sempre uma correlação com o que sou, como lido com meus problemas, como respondo às infinitas perguntas que a vida apresenta ou como recebo quem me visita. Os modos com que arranjo os objetos na casa ou a maneira com que organizo os móveis contam sobre como eu lido com minhas relações.

O mundo pega fogo e minha casa está em perigo. Se eu cuidar de meus recantos quem sabe os filhos aprendam que o bom da vida começa a ser cultivado em nosso recanto.

A dica de hoje? Se quer mesmo colher, escolha o que plantar para não ter surpresas na tua colheita.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna esquinas

Quinquilharias

Coluna esquinas

Touch, mentiras e uma hashtag

Coluna esquinas

Os 10 dias em que ouvimos a palavra GRITO

Coluna esquinas

Ferida aberta

Coluna esquinas

Proa da palavra

Coluna esquinas

Breve história de um muro

Coluna esquinas

A mão invisível da realidade

Coluna esquinas

O segredo dos dias

Coluna esquinas

Pantufas para pisar na lua

Coluna esquinas

Exercício de ser criança

Coluna esquinas

O instante antes do escuro

Coluna esquinas

Dentro da noite

Coluna esquinas

Bolhas

Coluna esquinas

Imagino, logo existo

Coluna esquinas

Hoje é quase horizonte

Coluna esquinas

Língua Solta

Coluna esquinas

Curto-circuito

Coluna esquinas

Posso dar um pitaco?

Coluna esquinas

Tirando poeira das ideias



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

TV DIARINHO

Leilão de carros apreendidos em Santa Catarina deve ser mais agilizado com parceria entre Detran e Tribunal ...




Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação