Colunas


Coluna Existir e Resistir

Por Coluna Existir e Resistir -

Somos um país racista


Brasil em dados:

População total: de 191 de milhões de habitantes;

População Negra: 97 milhões – o equivalente a 51%;

Mulheres negras: 47 milhões de pessoas, 25% da população total;

O Brasil é o maior país do mundo em população afrodescendente fora do continente africano. É o segundo país em população negra depois da Nigéria e o último país a abolir a escravidão negra. Foi também o país que mais importou africanos para serem escravizados. (Dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e IPEA, 2010).

Somos um país racista. A possibilidade dessa afirmação é relativamente recente e resulta de uma conquista histórica do movimento negro brasileiro, conquista que se alcançou com muita luta, muitos debates e muitos embates na sociedade e no poder público, mas o reconhecimento veio.

Nas pesquisas de percepção, que apontam que 87% da população brasileira (Dado da Pesquisa da Fundação Perseu Abramo de 2003)  afirma que o Brasil é um país racista; na criação de uma secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial com status de Ministério, ao qual inspirou a criação de outras tantas nos níveis municipal e estadual; na formulação de políticas públicas para o enfrentamento do racismo, inclusive as cotas raciais nas universidades; na ampliação e no aprofundamento de pesquisas e estudos em diversos campos a respeito do racismo, de suas manifestações e impactos; nos dados demográficos, nos registros administrativos; e agora, até nos dados eleitorais desagregados por raça/cor. Em todos esses elementos, em cada um desses instrumentos, gerou-se a possibilidade de visualização e de convencimento sobre a existência inescapável do racismo.

Reconhecer a existência dessa dimensão da desigualdade que tão profundamente estrutura nossa sociedade e nosso Estado é essencial para enfrentá-la. E reconhecer que ela se manifesta e se expressa em diferentes níveis, a partir de diferentes mecanismos, também é fundamental para avançarmos em direção a uma sociedade mais justa e igualitária.

Entendemos que o racismo pode se expressar no nível pessoal e internalizado, determinando sentimentos e condutas; no nível interpessoal, produzindo ações e omissões; e também no nível institucional, resultando na indisponibilidade e no acesso reduzido a serviços e a políticas de qualidade; no menor acesso à informação; na menor participação e controle social; e na escassez generalizada de recursos. Estamos certas de que o caminho de enfrentamento ao racismo iniciado há alguns anos pelo Estado brasileiro está apenas começando a ser trilhado. Confiantes na decisão e no compromisso do Estado e da sociedade brasileira com o combate a todas as formas de racismo e ao racismo institucional em particular, oferecemos esse instrumento que se segue. Esperamos que ele produza maior consciência sobre o problema e que dê a dimensão da urgência das respostas e soluções necessárias.

Fragmento de texto retirado do Guia de Enfrentamento do Racismo Institucional, Realização: Geledés – Instituto da Mulher Negra, Ano 2013. Disponível em http://www.onumulheres.org.br/wp-content/uploads/2013/12/Guia-de-enfrentamento-ao-racismo-institucional.pdf


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Existir e Resistir

Entressafra

Coluna Existir e Resistir

Yasuke: O primeiro samurai negro

Coluna Existir e Resistir

Presídio no Brasil: por que essa não é a solução?

Coluna Existir e Resistir

Eterna professora Antonieta de Barros

Coluna Existir e Resistir

Direito invisível

Coluna Existir e Resistir

A importância das palavras

Coluna Existir e Resistir

O fato

Coluna Existir e Resistir

A branca tá usando trança! E agora?

Coluna Existir e Resistir

Militância de internet

Coluna Existir e Resistir

Dia Nacional do Samba: o que seria do Brasil sem este gênero musical?

Coluna Existir e Resistir

Racismo: um tema que não pode sair do nosso radar!

Coluna Existir e Resistir

Existir e Resistir

Coluna Existir e Resistir

O pensamento social brasileiro e a cultura do esquecimento

Coluna Existir e Resistir

A política da morte

Coluna Existir e Resistir

Carta ao Rei T’Challa

Coluna Existir e Resistir

Preguiça de falar sobre os males que o racismo causa

Coluna Existir e Resistir

25 de julho – dia Internacional da mulher negra latino-americana e caribenha

Coluna Existir e Resistir

O choro é livre

Coluna Existir e Resistir

Brasil, lugar de todos?

Coluna Existir e Resistir

Igualdade e fraternidade: o diálogo como porta para a empatia



Blogs

Blog do JC

The Ocean Race

A bordo do esporte

Regatas do Brasileiro de Snipe 2023 agitam a raia de Jurerê, em Floripa

Blog da Ale Francoise

Moringa para imunidade

Blog Doutor Multas

O que o exame toxicológico consegue detectar?

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Evandro Neiva

"Vila da Regata de Itajaí vai atrair mais de meio milhão de visitantes

Luíza Moreira

"Meu avô tinha uma marca de ferro na coxa. Hoje em dia eu me revolto ainda por causa da escravidão, porque ainda tem muito preconceito”

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

TV DIARINHO

PROIBIDO ESTACIONAR! O principal acesso à praia do Cascalho, em Penha, voltou a ser palco do desrespeito ...




Especiais

Pesquisa de preços 

Sorvetes apresentam diferença de até 50,62% nos principais supermercados

80 ANOS

Sorveteria Seara chega à quarta geração unindo receitas de família e novas tendências

NA ESTRADA COM O DIARINHO

Sete dicas pra curtir Balneário Camboriú num fim de semana 

Dia no mar

O que levar para uma refeição perfeita al mare

Deixa o vento me levar

Veleiros alugados navegam com grupos para alto-mar



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação