Colunas


Editorial

Por Editorial -

A violência da qual nossa equipe foi vítima e o descaso da Polícia Militar


Uma pena que neste dia de festa para nós, itajaienses, quando comemoramos os 152 anos de fundação de Itajaí, o DIARINHO tenha que fazer o registro de uma violência da qual foi vítima dentro do território da nossa amada cidade. Conforme o noticiado na página 7 desta edição (veja também o vídeo acessando www.diarinho.com.br), ontem, um repórter do jornal foi vítima de uma agressão em plena luz do dia e no meio de uma via pública. Pior: teve seu equipamento destruído e o socorro negligenciado pela Polícia Militar.

O repórter fotografava a fachada da casa de um traficante, preso horas antes, quando foi “proibido” de fotografar pelo cunhado do homem preso. O repórter afirmou que estava em espaço público e continuou o seu trabalho. Neste momento, teve o fio da câmera puxado com violência do pescoço, e antes que fosse esgoelado pelo brutamontes, largou o equipamento. O agressor destruiu a máquina, deu fim no cartão de memória e fugiu levando o que sobrou da mesma.

Até aí, se não tudo bem, seria apenas mais um caso de violência contra a imprensa dentre os tantos noticiados diariamente por esse Brasil afora. Mas o mais impressionante é que o repórter, respondendo ao instinto básico de qualquer cidadão que sofre uma violência, pediu socorro à Polícia Militar, através do 190, e ficou falando sozinho. O jornalista, depois de esperar por mais de 30 minutos pela viatura policial, percebeu que a PM não viria. Um editor do DIARINHO chegou ao local, enquanto a direção do jornal fazia contatos com o alto comando da Polícia Militar, não só em Itajaí, como também em Florianópolis, narrando os fatos. Tudo em vão. Nova promessa de envio de uma viatura ao local, mais um cano da Polícia Militar em nossa equipe.

O caso nos proporcionou a seguinte reflexão: se isso aconteceu à equipe do DIARINHO, que tem voz através de milhares de leitores que acompanham nossas páginas, imagine, leitor, o cidadão simples que mora num bairro periférico e que foi atacado por um bandido. Será que ele poderá contar com a Polícia Militar de Itajaí? O DIARINHO acredita que não.

Diante disso, só nos resta o desespero. Porque se um trabalhador não tem mais o direito de exercer a sua profissão, e se a polícia Militar ignora sumariamente os pedidos de socorro da vítima, sobra o caos.

Final feliz graças à Polícia Civil

Repórter e editor, depois de esperarem no local do crime por quase uma hora a PM, seguiram para a delegacia de Polícia Civil, onde registraram uma queixa. A equipe do delegado Celso Pereira de Andrade, ao ouvir a história, prontamente se dispôs a ir à casa do agressor. Lá encontrou pedaços da câmera destruída e seguiu atrás do destruidor da câmera. O cara tava escondido na casa da mãe, em Penha, e a máquina fotográfica guardada na casa de um amigo.

Depois de preso, ele explicou que não quis roubar a câmera, mas “apenas”destruí-la. Acabou autuado pelo crime de dano.

O nosso muito obrigado à Polícia Civil, que provou que Itajaí não é uma terra sem lei.

Não só o jornalista do DIARINHO, mas todas as pessoas de bem têm direito de exercer digna e livremente a sua profissão, e foi isso que a Polícia Civil demonstrou.

Os nossos protestos à Polícia Militar de Itajaí e ao seu comando geral em Florianópolis.

Lamentavelmente, vai mal a Polícia Militar catarinense.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Editorial

O rigor da lei ao dos justiceiros

Editorial

Os nossos 35 anos...

Editorial

A alegria de ser o mais lido

Editorial

O filho do “rei”

Editorial

Mais um ano, parabéns, DIARINHO!

Editorial

Como recuperar a voz?

Editorial

A regata se foi. E agora?

Editorial

E chegou, enfim, o grande dia!

Editorial

DIARINHO, mais um ano!

Editorial

Pra que servem os vereadores?

Editorial

ORAÇÕES

Editorial

ORAÇÕES

Editorial

Santa & Bela dos farristas

Editorial

Marcílio Dias: uma paixão de 91 anos

Editorial

A engrenagem pútrida

Editorial

Turista do medo

Editorial

Pequenos construtores do Brasil

Editorial

O trabalho na terra do Carnaval

Editorial

Sobre roubos e assaltos

Editorial

Carnaval de Balneário Camboriú



Blogs

A bordo do esporte

Volta da Ilha das Cabras abre temporada de regatas em São Paulo

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

TV DIARINHO

Uma criança morreu atropelada por um caminhão no bairro São Vicente, em Itajaí, no final da manhã deste ...




Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação